Ensino de História Natural e Biologia: reformas educacionais e programas da escola secundária (1920-1951)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18764/2447-5777v7n1.2021.5

Palavras-chave:

Ensino de Biologia e História Natural, Disciplina escolar, Programas educacionais, História da Educação em Ciências

Resumo

Este estudo tem como tema o ensino de Biologia e História Natural, com foco na história dessas disciplinas escolares e nas mudanças educacionais ocorridas nas décadas de 1920 a 1950 no Brasil. O objetivo foi investigar mudanças e continuidades na constituição dessas disciplinas escolares. Foi realizada uma pesquisa documental, utilizando como fontes programas de ensino, legislação e textos da época. Foram analisados programas de ensino oficiais e do Colégio Pedro II, das disciplinas História Natural e Biologia, dos anos de 1920 a 1951, além da legislação e discursos referentes às reformas educacionais. Houve a permanência de conteúdos de Botânica, Zoologia, Geologia e Mineralogia nos programas do ensino secundário de História Natural desse período. No programa de Biologia de 1943, permaneceram conteúdos botânicos e zoológicos e foram excluídos os geológicos e mineralógicos.  A disciplina escolar Biologia emergiu nos anos 1930 e foi substituída pela História Natural em 1946, mas conteúdos biológicos permaneceram nos programas de 1936 a 1951. Das “lições” e “pontos práticos” nos programas de 1920-30 às metodologias ativas e experimentais dos anos 1930-50, destaca-se a valorização dos fundamentos científicos e de conhecimentos especializados na história da disciplina escolar Biologia no Brasil.

Natural History and Biology Education: educational reforms and secondary school programs (1920-1951)

Abstract

This study has as its theme the Biology and Natural History Education, focusing on these school subjects’ history and on educational reforms in the 1920s and 1950s in Brazil. The objective was to investigate changes and continuities in the constitution of these school subjects. A documentary research was carried out, taking as sources educational programs, legislation and other texts. Official educational programs and those of Colégio Pedro II of the school subjects Natural History and Biology from the years 1920 to 1951 and the legislation and discourses related to educational reforms were analyzed. Botany, Zoology, Geology and Mineralogy contents remained in the secondary education programs of Natural History from 1920 to 1951. In the Biology program of 1943 remained botanical and zoological contents and geological and mineralogical ones were excluded. The Biology school subject emerged in the 1930s and was replaced by Natural History in 1946, but biological contents were present in the curriculum from 1936 to 1951. From the “lessons” and “practical points” in the 1920-30 programs to the active and experimental methodologies in the 1930s and 1950s, the emphasis on scientific foundations and specialization stands out in the history of science education in Brazil.

Keywords: Biology and Natural History Education; School subject; Educational programs; Science Education History.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Maria Cristina Ferreira dos Santos, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Professora Associada do Departamento de Ciências da Natureza do Instituo de Aplicação da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Docente dos Programas de Pós-graduação em Ensino de Ciências, Ambiente e Sociedade e de Ensino em Educação Básica da UERJ.

Referências

Fontes Primárias

ATUALIDADES PEDAGÓGICAS. Programas do Ensino Secundário (em vigor em março de 1950). Suplemento n.1 da Revista Atualidades Pedagógicas. São Paulo: Ed. Companhia Nacional, 1950.

BRASIL. Decreto n. 3.890 de 1/1/1901, do Código dos Institutos Oficiais de Ensino Secundário e Superior.

BRASIL. Decreto Nº 16.782 A, de 13 de Janeiro de 1925. Estabelece o concurso da União para a difusão do ensino primário, organiza o Departamento Nacional do Ensino, reforma o ensino secundário e o superior e dá outras providências. História da Educação, ASPHE/FaE/UFPel, Pelotas, v. 13, n. 28 p. 253-290, Maio/Ago. 2009.

BRASIL. Decreto n. 19.890, de 18 de abril de 1931. Dispõe sobre a organização do ensino secundário. Disponível em: https://legis.senado.leg.br/norma/437916/publicacao/15621228. Acesso em: 15 out. 2021.

BRASIL. Decreto n. 21.241, de 4 de abril de 1932. Consolida as disposições sobre a organização do ensino secundário e dá outras providências. Disponível em: <https://www2.camara.leg.br/legin/fed/decret/1930-1939/decreto-21241-4-abril-1932-503517-publicacaooriginal-81464-pe.html > . Acesso em: 5 nov. 2021.

BRASIL. Decreto-lei N. 4.244 de 9 de abril de 1942 . Lei orgânica do ensino secundário. Disponível em: < https://legis.senado.leg.br/norma/529330/publicacao/15710770>. Acesso em: 21 out. 2021.

BRASIL. Decreto-lei n. 9.054, de 12 de março de 1946. Substitui a disciplina Biologia pela de História Natural da Lei Orgânica do Ensino Secundário. Disponível em: <https://www2.camara.leg.br/legin/fed/declei/1940-1949/decreto-lei-4244-9-abril-1942-414155-publicacaooriginal-1-pe.html >. Acesso em: 14 out. 2021.

BRASIL. Decreto-Lei 8530 de 02/01/1946 - Lei Orgânica do Ensino Normal. Das bases da organização do ensino normal. Disponível em: <https://www2.camara.leg.br/legin/fed/declei/1940-1949/decreto-lei-8530-2-janeiro-1946-458443-publicacaooriginal-1-pe.html >. Acesso em: 5 nov. 2021.

CAMPOS, F. Educação e Cultura. Rio de Janeiro, Livraria José Olympio Editora, 1941. 2ª ed. 202 p.

COLEGIO PEDRO II. Programmas de ensino do Collegio Pedro II para o anno de 1920. Rio de Janeiro: Typ. Revista dos Tribunaes, 1920.

COLEGIO PEDRO II. Programmas de ensino do Collegio Pedro II para os annos de 1921, 1922 e 1924. Rio de Janeiro: Typ. Revista dos Tribunaes, 1921, 1922 e 1924.

COLEGIO PEDRO II. Programmas de ensino do Collegio Pedro II para o anno de 1927. Rio de Janeiro: Pap. Americana, Assembléa 90, 1927.

COLEGIO PEDRO II. Programmas de ensino do Collegio Pedro II para o anno de 1928. Rio de Janeiro, Typ. d´Encadernadora, Rua São José, 35.

COLEGIO PEDRO II. Programmas de ensino do Collegio Pedro II para o anno de 1929. Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, 1929.

COLEGIO PEDRO II. Programmas de ensino do Collegio Pedro II para o anno de 1930. Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, 1930.

COLÉGIO PEDRO II. Programas. Rio de Janeiro: Gráfica Nacional Editora, 1934.

DEPARTAMENTO NACIONAL DO ENSINO. Programmas de ensino do Collegio Pedro II para o anno de 1925. Rio de Janeiro, Typ. Revista dos Tribunaes, 1925.

DEPARTAMENTO NACIONAL DO ENSINO. Programmas de ensino do Collegio Pedro II para o anno de 1926. Rio de Janeiro, Typ. d´Encadernadora, Rua São José, 35, 1926.

Bibliografia

CHERVEL, A. História das disciplinas escolares: reflexões sobre um campo de pesquisa. Teoria e Educação, n. 2, Porto Alegre, 1990, p. 177-229.

COMTE, A. Curso de filosofia positiva (Coleção Os pensadores). São Paulo: Abril Cultural, 1978.

DALLABRIDA, N. A reforma Francisco Campos e a modernização nacionalizada do ensino secundário. Educação, Porto Alegre, v. 32, n. 2, p. 185-191, maio/ago. 2009.

ERN, E.; AIRES, J. A. Contribuições da História das Disciplinas Escolares para a História do Ensino de Ciências. Educação & Realidade, vol. 32, n. 1, enero-junio, 2007, p. 91-108.

GOMES, A. C. O Primeiro Governo Vargas: projeto político e educacional. In: MAGALDI, Maria; ALVES, Cláudia; GONDRA, José Gonçalves (org.). Educação no Brasil: história, cultura e política. Bragança Paulista: EDUSF, 2003, p. 445- 462.

GOODSON, I. F. School Subjects and Curriculum Change. Croom Helm Curriculum Policy and Research Series, 1983.

GOODSON, I. F. Currículo: Teoria e História. Petrópolis: Vozes, 1995.

GOODSON, Ivor F. A Construção Social do Currículo. Coletânea de textos de Goodson organizada por Antônio Nóvoa. Lisboa: Educa, 1997.

JACOB, F. A Lógica da Vida: uma história da hereditariedade. Rio de Janeiro: Edições Graal, 1983.

JULIA, D. A cultura escolar como objeto histórico. Revista Brasileira de História da Educação v.1, n. 1, Campinas, jan./jun. 2001, p. 9-43.

JULIA, D. Disciplinas escolares: objetivos, ensino e apropriação. In: LOPES, A. C. R.; MACEDO, E. (Org.) Disciplinas e integração curricular: história e políticas. Rio de Janeiro: DP & A, 2002.

KRASILCHIK, M. O Professor e o Currículo das Ciências. São Paulo: Edusp, 1987.

LORENZ, K. M. Ciência, Educação e Livros Didáticos do Século XIX. Os compêndios de Ciências Naturais do Colégio Pedro II. Uberlândia: EDUFU, 2010.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CULTURA/INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS PEDAGÓGICOS. A Educação Secundária no Brasil. Publicação no. 9. Companhia de Inquéritos e Levantamentos do Ensino Médio e Elementar, 1955.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E SAÚDE. Ensino Secundário no Brasil. Publicação no. 67. INEP, 1952.

NUNES, M. T. Ensino secundário e sociedade brasileira. Rio de Janeiro: Instituto Superior de Estudos Brasileiros, 1962.

PEDRO, R. T. História da equiparação do Colégio Marista Arquidiocesano de São Paulo ao Colégio Pedro II (1900-1940). São Paulo: Faculdade de Educação, PUC-SP, 2014. Dissertação (Mestrado).

ROMANELLI, O. O. História da educação no Brasil (1930/1973). 31ª ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2007.

ROSENTHAL, D. B.; BYBEE, R. W. Emergency of the Biology curriculum: a science of life or a science of living? In: POPKEWITZ, T. The Formation of School Subjects: the Struggle for Creating an American Institution. London: Falmer Press, 1987, p. 123-144.

SANTOS, M. C. F. A Biologia de Candido de Mello Leitão e a História Natural de Waldemiro Alves Potsch: professores autores e livros didáticos conhecimento e poder em disputa na constituição da Biologia escolar (1931- 1951). Niterói: Faculdade de Educação, UFF, 2013. Tese (Doutorado).

SOUZA, R.F. História da Organização do Trabalho Escolar e do Currículo no Século XX. São Paulo: Cortez Editora, 2008.

SOUZA, R. F. A renovação do currículo do ensino secundário no Brasil: as últimas batalhas pelo humanismo (1920–1960). Currículo sem fronteiras, v. 9, 2009, p. 72-90.

TRACEY, G.W. Biology – its struggle for recognition in English Schools during the period 1900-1960. The School Science Review, 93, 1962, p. 423-433.

VECHIA, A. Imperial Collegio de Pedro II no século XIX: portal dos estudos históricos franceses no Brasil. In: VECHIA, A. & CAVAZOTTI, M. A.(Org.) A Escola Secundária: modelos e planos. São Paulo: Annablume, 2003, p. 25-35.

VECHIA, A.; LORENZ, K. M. O Imperial Collegio De Pedro II, propagador de ideias educacionais francesas para seus congêneres em todo o Brasil. In: Mogarro, M.J. & Cunha, M.T.S. (orgs.) Rituais, Espaços & Patrimónios Escolares. IX Congresso Luso Brasileiro de História da Educação (Atas). Lisboa: Instituto de Educação da Universidade de Lisboa, 2012, p. 31-42.

VECHIA, A.; LORENZ, K. M. Programas de ensino da escola secundária brasileira. Curitiba: Ed. Autores, 1998.

VIÑAO, A. A história das disciplinas escolares. Revista Brasileira de História da Educação, n.18, set/dez. 2008, p. 174-214.

Downloads

Publicado

2021-12-28

Como Citar

SANTOS, Maria Cristina Ferreira dos.
Ensino de História Natural e Biologia: reformas educacionais e programas da escola secundária (1920-1951)
. Ensino & Multidisciplinaridade, v. 7, n. 1, p. 78–90, 28 Dez 2021 Disponível em: https://periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/ens-multidisciplinaridade/article/view/18016. Acesso em: 14 jul 2024.

Edição

Seção

Artigos