Planejar para realizar: um olhar inclusivo para o ensino de Matemática para estudantes surdos

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18764/2447-5777v9n2.2023.21

Palavras-chave:

Educação Inclusiva, Educação Bilíngue, Educação Matemática, Estudante Surdo, Plano de aula

Resumo

Este artigo tem como temática o planejamento de ensino na perspectiva inclusiva, com ênfase à inclusão de estudantes surdos nas aulas de Matemática nos anos finais do Ensino Fundamental. O estudo teve como objetivo analisar planos de aula desenvolvidos durante a disciplina de Libras, a partir das possibilidades didáticas para o ensino de Matemática, em uma perspectiva inclusiva, com ênfase nos estudantes surdos. Utilizou-se, como método, a pesquisa qualitativa de caráter descritivo somada à análise documental. Os documentos de análise foram dois planos de aula elaborados, em uma disciplina de Libras, por professores de Matemática. Evidencia-se que os planos buscaram utilizar as orientações didáticas dos autores estudados. Identificou-se, nos planos de aula, o registro de estratégias e recursos didáticos, como: vivência prática com o conteúdo, uso de experiências visuais e/ou imagens ilustrativas e o uso de glossário (imagem – conceito – explicação – sinal em Libras). Avalia-se que oferecer subsídios teóricos e práticos para que professores reconheçam necessidades de aprendizagem dos estudantes surdos possibilita ampliar o uso de recursos didáticos para apresentação do conteúdo, atividades para expressão da aprendizagem, bem como mecanismos de participação efetiva dos estudantes durante as aulas.

Planning to achieve: an inclusive approach to teaching mathematics to deaf students

ABSTRACT

The theme of this article is teaching planning from an inclusive perspective, with an emphasis on the inclusion of deaf students in math classes in the final years of elementary school. Its main objective is to analyze lesson plans that were developed during the Libras course, based on the didactic possibilities for teaching mathematics from an inclusive perspective, with an emphasis on
deaf students. The method used is qualitative descriptive research combined with documentary analysis. The documents analyzed were two lesson plans drawn up in a Libras subject by math teachers. The plans sought to use the didactic guidelines identified in the authors studied. The lesson plans identified didactic strategies and resources such as: practical experience with the content, use of visual experiences and/or illustrative images, use of a glossary (image - concept - explanation - sign in Libras). We believe that providing theoretical and practical support for teachers to recognize the learning needs of deaf students makes it possible to expand the use of didactic resources to present the content, activities to express learning, as well as mechanisms for effective student participation during classes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Jacqueline Lidiane de Souza Prais, Universidade Federal de Rondônia

Doutora em Educação pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), Mestra em Ensino pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), Licenciada em Pedagogia pela Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP).  Professora do Departamento de Ciências da Educação, Universidade Federal de Rondônia (UNIR).

Elihebert Saraiva, Universidade Federal de Rondônia

Mestre em Matemática pela Universidade Federal de Rondônia (UNIR), Licenciado em Matemática pela UNIR. Professor do Departamento de Engenharia de Alimentos da UNIR.

Referências

ALBRES, Neiva de Aquino. A construção de instrumentos de avaliação da aprendizagem de português por alunos surdos. Anais do SIELP. v. 2, n. 2, Uberlândia: EDUFU, 2012. Disponível em: http://www.gestaoescolar.diaadia.pr.gov.br/arquivos/File/sem_pedagogica/fev_2013/sp2013_anexo16.pdf. Acesso em: 12 set. 2023.

BARHAM, Julia; BISHOP, Alan. Mathematics and the deaf child. In: DURKIN, Kevin; SHIRE, Beatrice. (Eds.). Language in Mathematical Education: Research and Practice. Philadelphia: Open University Press, 1991.

BRASIL. Decreto nº 5.626, de 22 de dezembro de 2005, que regulamenta a Lei n. 10.436, de 24 de abril de 2002, que dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais - Libras, e o art. 18 da Lei n. 10.098, de 19 de dezembro de 2000. Brasília: CNE/CEB, 2005.

BRASIL. Formação continuada a distância de professora para o atendimento educacional especializado: pessoa com surdez. Brasília: MEC/SEED/SEESP, 2007.

BRASIL. Lei Federal n. 9394, 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília: Presidência da República, 1996.

BRASIL. Lei n. 10.436, de 24 de abril de 2002. Língua Brasileira de Sinais –Libras. Brasília: Senado Federal, 2002. BRASIL. Lei n. 14.191, de 03 de agosto de 2021. Altera a Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996 (Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional), para dispor sobre a modalidade de educação bilíngue de surdos. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 04 de ago. 2021.

BRASIL. Lei n. 13.146, de 6 de julho de 2015. Institui a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência). Brasília: Senado Federal, 2015.

BRASIL. Decreto n. 6.571, de 17 de setembro de 2008. Política Nacional de Educação Especial na perspectiva da Educação Inclusiva. Brasília: MEC/SEESP, 2008.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC, 2018.

BRUNER, Jerome. The Process of Education. USA: Harvard University Press, 1977.

COMUNIDADE APRENDER CRIANÇA. Cartilha da Inclusão Escolar: inclusão baseada em evidências científicas. São Paulo: Instituto Glia, 2014.

COSTA, Walber Christiano Lima da; SILVEIRA, Marisa Rosâni Abreu da. Desafios da comunicação no ensino de matemática para alunos surdos. Revista BoEM, v. 2, n. 2, p. 72-87, 2014. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/boem/article/view/4444/3234. Acesso em: 12 set. 2023.

GESSINGER, Rosana Maria. Alunos com Necessidades Educacionais Especiais nas Classes Comuns: relatos de professores de Matemática. 238 f. 2001. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, PUC-RS, Porto Alegre, 2001.

GOULART, Thais Maria Barbosa. Os “Elementos” de Euclides visitam o ensino fundamental: análise de tarefas matemáticas pautadas na história da matemática e desenvolvidas no software GeoGebra. 198 f. 2020. Dissertação (Mestrado Profissional em Educação Matemática) – Instituto de Ciências Exatas e Biológicas, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2020.

KLÜSENER, Renita. Ler, escrever e compreender a matemática, ao invés de tropeçar nos símbolos. In: NEVES, Iara Conceição Bitencourt; SOUZA, Jusamara Vieira; SCHÄFFER, Neiva Otero; GUEDES, Paulo Coimbra; KLÜSENER, Renita. (org.). Ler e escrever: compromisso de todas as áreas. Porto Alegre: Editora da Universidade/UFRGS, 2017. p.179- 193.

LACERDA, Cristina Broglia Feitosa de. A inclusão escolar de alunos surdos: o que dizem os alunos, professores e intérpretes sobre essa experiência. Caderno Cedes, Campinas, v. 26, n. 69, p. 163-184, 2006. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ccedes/a/KWGSm9HbzsYT537RWBNBcFc/?format=pdf&lang=pt. Aceso em: 12 set.

LIMA, Elon Lages; CARVALHO, Paulo Cézar Pinto; WAGNER, Eduardo.; MORGADO, Augusto César. A Matemática do Ensino Fundamental. 11. ed. Rio de Janeiro: SBM, 2016. (Coleção Professor de Matemática).

LÜDKE, Menga; ANDRÉ, Marli. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: E.P.U., 2012.

MIRANDA, Crispim Joaquim de Almeida; MIRANDA, Tatiana Lopes de. O Ensino de Matemática para Alunos Surdos: Quais os Desafios que o Professor Enfrenta?. Revista Eletrônica de Educação Matemática, v. 6, n. 1, p. 31-46, 2011. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/revemat/article/view/10.5007-1981-1322.2011v6n1p31/21261. Acesso em: 12 set. 2023.

NOGUEIRA, Clélia Maria Ignatius; MACHADO, Edna de Lourdes. O ensino de Matemática para deficientes auditivos: uma visão psicopedagógica. 1996. 160p. Relatório Final de Projeto de Pesquisa – Universidade Estadual de Maringá, Maringá/PR.

OLAH, Lilian Vânia de Abreu Silva; OLAH, Naiane Caroline Silva. O intérprete de Libras e a inclusão social do surdo. Revista Pandora Brasil, n. 24, nov. 2010. Disponível em: https://revistapandorabrasil.com/revista_pandora/inclusao/interprete_libras.pdf. Acesso em: 12 set. 2023.

OLIVEIRA, Janine Soares de. A comunidade surda: perfil, barreiras e caminhos promissores no processo de ensino aprendizagem em matemática. 2005. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática) – Centro Federal de

Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca, Rio de Janeiro, 2005. Disponível em: https://repositorio.ufsc. br/handle/123456789/190863. Acesso em: 12 set. 2023.

OMOTE, Sadao. A formação do professor de educação especial na perspectiva da inclusão. In. BARBOSA, Raquel Lazzari Leite. (Org.) Formação de educadores: desafios e perspectivas. São Paulo: UNESP, 2013. p. 153-169.

PRAIS, Jacqueline Lidiane de Souza. Formação docente para práxis inclusivas baseadas no desenho universal para a aprendizagem: Uma pesquisa colaborativa. 300 f. Tese (Doutorado em Educação). Universidade Estadual de Londrina, Centro de Educação e Comunicação e Artes, Programa de Pós-Graduação em Educação. Londrina, 2020.

PRAIS, Jacqueline Lidiane de Souza. (Org.). Guia de Orientações Didáticas: Acessibilidade Pedagógica para Estudantes Surdos. Porto Velho: UNIR, 2022. Disponível em: http://www.deced.arq.unir.br/uploads/07010701/arquivos/PRAIS__orgs_229559889.pdf. Acesso em: 04 fev. 2023.

QUADROS, Ronice Muller de. Situando as diferenças implicadas na educação de surdos: inclusão/exclusão. Ponto de Vista, Florianópolis, n. 5, p. 81-111, 2020. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/pontodevista/article/view/1246/3850. Acesso em: 12 set. 2023.

SANTOS FILHO, Genivaldo de Oliveira; OLIVEIRA, Rozilda Ramos dos Santos; SOUZA, Rita de Cácia Santos. Na construção da modalidade visual: a pedagogia para a educação dos surdos. Revista Virtual de Cultura Surda,Arara Azul, n. 18, jul. 2016. Disponível em: https://editora-arara-azul.com.br/wp-content/uploads/2023/08/Artigo-1-Genivaldo-Oliveira-Santos.pdf. Acesso em: 12 set. 2023.

SEBASTIÁN-HEREDERO, Eladio; PRAIS, Jacqueline Lidiane de Souza; VITALIANO, Celia Regina. Desenho Universal para a Aprendizagem (DUA): uma abordagem curricular inclusiva. São Carlos: De Castro [livro eletrônico], 2022. Disponível em: https://editoradecastro.com.br/produto/desenho-universal-para-a-aprendizagem-duauma-abordagem-curricular-inclusiva/. Acesso em: 12 set. 2023. DOI: 10.46383/isbn.978-65-5854-687-0

SPIGEL, Cibele Cesario da Silva. Atitudes inclusivas em sala de aula: tornando meu material acessível. São Paulo: [livro eletrônico], 2022.

ZANATA, Eliana Marques. Práticas Pedagógicas Inclusivas para alunos surdos numa perspectiva colaborativa. 2004. 201 f. Tese (Doutorado) - Programa de Pós-Graduação em Educação Especial, Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2004.

Downloads

Publicado

2024-06-15

Como Citar

PRAIS, Jacqueline Lidiane de Souza; SARAIVA, Elihebert.
Planejar para realizar: um olhar inclusivo para o ensino de Matemática para estudantes surdos
. Ensino & Multidisciplinaridade, v. 9, n. 2, p. e2123, 1–15, 15 Jun 2024 Disponível em: https://periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/ens-multidisciplinaridade/article/view/22351. Acesso em: 21 jul 2024.

Edição

Seção

Artigos