A Matemática na história da minha vida: uma análise das mudanças no ensino vividas por professoras iniciantes

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18764/2447-5777v9n2.2023.15

Palavras-chave:

Formação de Professores, Início da Docência, Ensino de Matemática

Resumo

Este artigo se dedica a analisar as possíveis relações entre os padrões de ensino de Matemática vivenciados ao longo da trajetória escolar, acadêmica e profissional e concepções e práticas de professoras iniciantes, na disciplina. Trata-se de pesquisa qualitativa, de caráter analíticodescritivo, concluída em 2022, na qual cinco recém-formadas no curso de Pedagogia, de instituições públicas e privadas responderam a questionários e entrevistas episódicas, voltados aos seguintes aspectos: a relação do professor com a Matemática antes, durante e após a formação inicial; os conhecimentos sobre Matemática e sentidos para seu ensino e o nível de compreensão e reflexão sobre a própria prática. Assim, o despontar de pesquisas associadas às práticas bem-sucedidas no início da docência e as oportunidades criadas pela formação inicial, alinhadas às novas diretrizes curriculares, que enfatizam a imersão dos estudantes no ambiente escolar, promovendo um aprendizado embasado na prática real, corroboram com a perspectiva de que os professores de matemática no início de carreira, ao menos no contexto deste estudo, passaram por uma mudança gradual das aulas de Matemática e a formação inicial e o contexto institucional, de entrada na carreira, desempenharam papel preponderante na constituição de padrão característico de aulas.

Mathematics in the story of my life: an analysis of changes in teaching experienced by beginning teachers

ABSTRACT

This article is dedicated to analyzing the possible relationships between Mathematics teaching patterns experienced throughout the school career, academic, and professional trajectory, and the conceptions and practices of beginning teachers in this subject. This qualitative research, of an analytical-descriptive nature, completed in 2022. involved five recent graduates from the Pedagogy course, from both public and private institutions, who answered questionnaires and participated in episodic interviews. These were aimed at the following aspects: the teachers' relationship with Mathematics before, during, and after initial training; their knowledge about Mathematics and meanings for its teaching, and the level of understanding and reflection about their own practice. Thus, the emergence of research associated with successful practices at the beginning of teaching, and the opportunities created by initial training, aligned with the new curricular guidelines that emphasize students' immersion in the school environment, promoting learning based on real practice, corroborate the perspective that mathematics teachers at the beginning of their career, at least in the context of this study, have undergone a gradual change in Mathematics classes, and initial training and the institutional context of career entry played a paramount role in establishing a characteristic pattern of classes.

Key-words: Teacher Training. Beginning of Teaching. Mathematics Teaching

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Andressa Florcena Gama da Costa, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Doutorado em Educação pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP). Professora Adjunta da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Três Lagoas, Mato Grosso do Sul, Brasil.

Referências

ALMEIDA, Cíntia Raquel Ferreira Mercado de. Da aversão à descoberta: atitudes em relação à Matemática na formação de futuros professores dos anos iniciais. 2021. 176 f. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática) – Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, 2021.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Resolução CNE/CP n. 02/2015, 02 de julho de 2015. Define as Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação inicial em nível superior (cursos de licenciatura, cursos de formação pedagógica para graduados e cursos de segunda licenciatura) e para a formação continuada. Brasília: MEC, 2015. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/docman/agosto-2017-pdf/70431-res-cne-cp-002-03072015-pdf/file. Acesso em: 18 set. 2023.

COCHRAN-SMITH, Marilyn; LYTLE, Susan. Relationships of Knowledge and Practice: teacher learning in communities. Review of Research in Education, USA, n. 24, p. 249- 305, 1999. Disponível em: https://www.jstor.org/stable/1167272. Acesso em: 18 mar. 2023.

COSTA, Bruna Oliveira Marques. A formação do professor dos anos iniciais para o uso de jogos nas aulas de Matemática. 2018. 47 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Monografia) – Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Três lagoas, 2018.

CURI, Edda. Formação de professores polivalentes: uma análise de conhecimentos para ensinar Matemática e de crenças e atitudes que interferem na constituição desses conhecimentos. 2004. 278 f. Tese (Doutorado em Educação Matemática) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2004.

CURI, Edda. O conhecimento do professor para ensinar Matemática nos anos iniciais: indicações de pesquisas, reflexões e desafios. In: JUNIOR, Armando Traldi; TINTI, Douglas da Silva; RIBEIRO, Rogério Marques (Orgs.). Formação de professores que ensinam Matemática: processos, desafios e articulações com a educação básica. São Paulo: Sociedade Brasileira de Educação Matemática, 2020, p. 295-315.

DINIZ-PEREIRA, Júlio Emílio. A construção do campo da pesquisa sobre a formação de professores. Revista da FAEEBA – Educação e Contemporaneidade, Salvador, v. 22, n. 40, p. 145-154, jul./dez., 2013. Disponível em: https://revistas.uneb.br/index.php/faeeba/article/view/7445. Acesso em: 18 set. 2023.

FLICK, Uwe. Entrevista episódica. In: BAUER, Martin W.; GASKELL, George (Eds.). Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som: um manual prático. Tradução de Pedrinho A. Guareschi. Petrópolis, RJ: Vozes, 2002.

FLORCENA, Andressa. Desenvolvimento profissional de professores que ensinam Matemática: implicações da formação inicial e do início da carreira. 2022. 288f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” UNESP, Presidente Prudente, 2022.

GATTI, Bernardete Angelina BARRETO, Elba Siqueira de Sá; ANDRÉ, Marli Eliza Dalmazo Afonso de; ALMEIDA, Patrícia Cristina Albieri de. Professores do Brasil: novos cenários de formação. Brasília: UNESCO, 2019. Disponível em: https://www.fcc.org.br/fcc/wp-content/uploads/2019/05/Livro_ProfessoresDoBrasil.pdf. Acesso em: 18 set. 2023.

GOMES, Fernanda Oliveira Costa. As dificuldades da profissão docente no início da carreira: entre desconhecimentos, idealizações, frustrações e realizações. 2014. 105 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2014.

GOMES, Maristela Gonçalves. Obstáculos na aprendizagem matemática: identificação e busca de superação nos cursos de formação de professores das séries iniciais. 2006. 161 f. Tese (Doutorado em Educação Científica e a Tecnológica) Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC, Florianópolis – SC. 2006. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/xmlui/bitstream/handle/123456789/89346/231630.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 28 set. 2023.

LEITE, Yoshi Ussami Ferrari. O lugar das práticas pedagógicas na formação inicial de professores. São Paulo: Cultura acadêmica, 2011.

MARCELO GARCIA, Carlos. Los comienzos en la docencia: un profesorado con buenos principios. Revista de Currículum y Formación de Profesorado, v. 13, n. 1, p. 1 -25, 2009. Disponível em: https://www.ugr.es/~recfpro/rev131ART1.pdf. Acesso em: 18 set. 2023.

MARCELO GARCIA, Carlos. Políticas de inserción en la docencia: del establón perdido a puente para el desarrollo professional docente. PREAL, n. 52, 2006. Disponível em: http://www.ub.edu/obipd/docs/politicas_de_insercion_a_la_docencia_del_eslabon_perdido_al_puente_para_el_desarrollo_profesional_docente_garcia_c_m.pdf. Acesso em: 18 set. 2023.

MARIANO, André Luiz Sena. O início da docência e o espetáculo da vida na escola: abrem-se as cortinas. In: LIMA, Emília Freitas de (Org.). Sobrevivências no início da docência. Brasília: Líber Livro Editora, 2006. p.17-26.

NACARATO, Adair Mendes. A pesquisa no campo da formação de professores que ensinam matemática nas últimas décadas: tendências e perspectivas. In: Encontro Nacional de Pesquisa em História da Educação Matemática (ENAPHEM), 2018, Campo Grande, 2018. Disponível em: https://periodicos.ufms.br/index.php/ENAPHEM/article/view/7935/5655. Acesso em: 18 set. 2023.

NACARATO, Adair Mendes; PASSOS, Cármen Lúcia Brancaglion; MENGALI, Brenda Leme. da Silva. A matemática nos anos iniciais do ensino fundamental: tecendo fios do ensinar e do aprender. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2011.

ORTEGA, Eliane Maria Vani. A construção dos saberes dos estudantes de Pedagogia em relação à Matemática e seu ensino no decorrer da formação inicial. 2011. Tese (Doutorado em Educação). Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo – São Paulo, 2011.

PAPI, Silmara de Oliveira Gomes. Professoras iniciantes bem-sucedidas: um estudo sobre seu desenvolvimento profissional. 2011. 302 f. Tese (Doutorado em Educação) – Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Curitiba, 2011.

PIROLA, Nelson. Formação inicial do(a) pedagogo(a): algumas reflexões. In: JUNIOR, Armando Traldi; TINTI, Douglas da Silva; RIBEIRO, Rogério Marques (Orgs.). Formação de professores que ensinam Matemática: processos, desafios e articulações com a educação básica. São Paulo: Sociedade Brasileira de Educação Matemática, 2020, p. 316-330.

SANTOS, Cícero Augusto dos; CIRÍACO, Klinger Teodoro. O que dizem as ementas das disciplinas relacionadas à Matemática em cursos de Pedagogia de instituições públicas do estado de São Paulo. ALEXANDRIA, v. 14, n. 1, p. 349-365, 2021. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/alexandria/article/view/71785/46132. Acesso em: 18 set. 2023

SCHON, Donald. Formar professores como profissionais reflexivos. In.: NÓVOA, Antônio. (org.) Os professores e sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 1997. p. 73-90.

SILVA, Rúbia Grasiela. Interações entre licenciandos em Matemática e Pedagogia: um olhar para o tema Grandezas e Medidas. 2010. 184 f. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática) - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, 2010.

SOUZA, Jéssica Soares; FARIAS, Gerson Santos; URIBE, Eugenia Brunilda Opazo. A formação de professores das séries iniciais do ensino fundamental e a Matemática: a visão dos discentes. In: Colóquio Internacional Educação, Cidadania e Exclusão, 5., 2018, Niterói RJ. Anais [...]. Niterói, 2018. v. 2. Disponível em: https://www.editorarealize.com.br/editora/anais/ceduce/2018/TRABALHO_EV111_MD4_SA2_ID1303_03062018191321.pdf. Acesso em: 18 set. 2024.

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. 5. ed. Petrópolis: Vozes, 2005.

TORTORA, Evandro; SANDER, Giovana Pereira; PIROLA, Nelson Antonio. Um estudo sobre as atividades em relação à Matemática com alunos do curso de Pedagogia. In: XI Encontro Nacional de Educação Matemática – XI ENEM – Educação Matemática: retrospectivas e perspectivas, Curitiba, 18 a 21 de julho de 2013.

VASCONCELOS, Mônica. Formação docente e entrada na carreira: uma análise dos saberes mobilizados pelos professores que ensinam matemática nos anos iniciais. 2009. 206f. Tese (Doutorado em Educação), Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, 2009.

VEENMAN, Simon. Perceived Problems of Beginning Teachers. Review of Educational Research, Catholic University of Nijmegen, 1984, v. 54, n. 2, p. 154-155. Disponível em: https://journals.sagepub.com/doi/10.3102/00346543054002143. Acesso em: 18 set. 2023.

Downloads

Publicado

2024-04-19

Como Citar

COSTA, Andressa Florcena Gama da.
A Matemática na história da minha vida: uma análise das mudanças no ensino vividas por professoras iniciantes
. Ensino & Multidisciplinaridade, v. 9, n. 2, p. e1523, 1–17, 19 Abr 2024 Disponível em: https://periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/ens-multidisciplinaridade/article/view/22350. Acesso em: 23 jul 2024.

Edição

Seção

Artigos