UM MORIN DE-COLONIAL

método e imaginário

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18764/2178-2229v29n4.2022.61

Palavras-chave:

Edgar Morin, Decolonialidade, Pensamento complexo, Dialogia

Resumo

 Este artigo trata de uma aproximação das ideias de cunho “dialógico” em Morin com o termo “de-colonial” inserido, este, no contexto moriniano de um método e de um imaginário. Essas polaridades – não binárias, necessariamente – formam o tecido “complexo” de um Morin que não admite um pensamento redutor (e por redutor Morin considera mutilado). Pontuamos, de início, a nossa proposta de tratar de uma “decolonialidade” pelo viés dialético (mas não de herença hegeliana), e sim, como o próprio Morin afirma-o, “dialógico”, pelo fato de reunir, no mesmo termo, um antagonismo complementar. Concluímos com a ideia de que, considerando o método e o imaginário em Morin, o termo “de-colonial” se justifica pelo seu exato oposto, o colonialismo, além ou aquém de seu conceito duro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eduardo Portanova Barros, Unioeste

Bolsista PNPD/CAPES. Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Foz do Iguaçu, Paraná, Brasil. eduardoportanova@hotmail.com 

Fábio Lopes Alves, Unioeste

Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE), Foz do Iguaçu, Paraná, Brasil. 

Referências

COELHO, T. O que é utopia. São Paulo: Brasiliense, 1981.

MAFFESOLI, M. A contemplação do mundo. Porto Alegre: Artes e Ofícios, 1995.

MORIN, E. Cultura de massas no Século XX: Vol. 1 – Neurose. Rio de Janeiro: Forense, 1997.

MORIN, E. O método 1: A natureza da natureza. Porto Alegre: Sulina, 2002.

MORIN, E. Introduction à une politique de l’homme. Paris: Seul, 1969.

MORIN, E. Introdução à política do homem. Argumentos políticos. Rio de Janeiro/São Paulo: Forense, s/d.

MORIN, E. Ciência com consciência. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2001.

MORIN, E. O paradigma perdido: A natureza humana. Sintra (Portugal): s/d.

MORIN, E. O cinema ou o homem imaginário: ensaio de antropologia. Lisboa: Relógio D’Água, 1997.

MORIN, E. Introdução ao pensamento complexo. Lisboa: Instituto Piaget, 1991.

MORIN, E. Enseigner à vivre. Manifeste pour changer l’éducation. Arles: Actes Sud, 2014.

NIETZSCHE, F. O nascimento da tragédia. Ou helenismo e pessimismo. São Paulo: Cia. das Letras, 2007.

NIETZSCHE, F. A filosofia na era trágica dos gregos. São Paulo: Hedra, 2008

Downloads

Publicado

2022-12-21

Como Citar

BARROS, Eduardo Portanova; ALVES, Fábio Lopes.
UM MORIN DE-COLONIAL: método e imaginário
. Cadernos de Pesquisa, v. 29, n. 4, p. 95–104, 21 Dez 2022 Disponível em: https://periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/cadernosdepesquisa/article/view/20046. Acesso em: 22 jul 2024.