Cadernos de Pesquisa https://periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/cadernosdepesquisa <p>Publicação do Programa de Pós-Graduação em Educação da UFMA</p><p>Missão: é uma publicação trimestral do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e tem por objetivo a divulgação de trabalhos científicos originais, inéditos, multi/interdisciplinares, desde que sejam voltados para área de Educação, produzidos/as por pesquisadores desta Universidade e de outras instituições congêneres, nacionais e internacionais, a fim de possibilitar o intercâmbio científico e institucional.</p><p>ISSN 2178-2229</p><p>Periodicidade: Trimestral </p> Universidade Federal do Maranhão pt-BR Cadernos de Pesquisa 0102-4175 Direitos autorais Cadernos de Pesquisa <br /><br /> <a href="http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/" rel="license"><img style="border-width: 0;" src="http://i.creativecommons.org/l/by-nc-nd/4.0/88x31.png" alt="Licença Creative Commons" /></a><br />Este obra está licenciado com uma Licença <a href="http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/" rel="license">Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional</a>. A FORMAÇÃO CONTINUADA COMO UM PROCESSO EXPERIENCIAL https://periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/cadernosdepesquisa/article/view/19078 <p>O estudo busca compreender como as ações engendradas no município de Boa Vista do Tupim romperam com o perverso ciclo de analfabetismo e com as proposições neoliberais de formação de professores. A pesquisa de campo foi realizada em três percursos distintos, tendo como dispositivos metodológicos as observações, as entrevistas e os encontros formativos. Os dados produzidos na pesquisa foram analisados a partir do conceito de experiência, discutido por Dewey e Larrosa; e do conceito de <em>habitus</em>, cunhado por Bourdieu e atualizado por Lahire. Das lições apreendidas, é possível afirmar que a formação continuada, quando concebida como um processo experiencial, potencializa de modo significativo as tensões entre o instituído e o instituinte, provocando deslocamentos no <em>habitus</em> de cada professor e do contexto no qual se insere. <em>Habitus</em> e experiência mantêm entre si uma relação de interdependência, residindo aí a potência do processo formativo, no qual os sujeitos assumem o papel de experimentadores de si mesmos e transformam coletivamente modos de ser, de pensar e de agir.</p> Giovana Cristina Zen Maria Inez da Silva de Souza Carvalho Maria Roseli Gomes Brito de Sá Copyright (c) 2022 http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-10-01 2022-10-01 10.18764/2178-2229v29n3.2022.41 INTRODUÇÃO À PEDAGOGIA NA FORMAÇÃO INICIAL DE PEDAGOGAS/OS https://periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/cadernosdepesquisa/article/view/19462 <p>O texto desenvolve reflexões sobre o lugar do estudo da condição disciplinar da Pedagogia no âmbito da formação inicial de pedagogos/as. Parte do pressuposto de que a Pedagogia constitui um domínio específico de conhecimentos que se produzem pela investigação da relação entre teoria e prática educativa, fundando-se, assim, em uma razão praxiológica. Aponta marcadores históricos e teóricos que pautam o processo de institucionalização acadêmica da Pedagogia e apresenta a análise de disciplinas concernentes ao seu estatuto identitário presentes em currículos de cursos de Pedagogia ofertados por uma universidade colombiana e duas mexicanas, e de Ciências da Educação, ofertado por três universidades argentinas. A partir dessa análise, propõe um escopo temático para delineamento de uma disciplina de Introdução à Pedagogia.</p> José Leonardo Rolim de Lima Severo Selma Garrido Pimenta Copyright (c) 2022 http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-10-01 2022-10-01 10.18764/2178-2229v29n3.2022.42 PRESSUPOSTOS EPISTEMOLÓGICOS SUBJACENTES À FORMAÇÃO NO CURSO DE PEDAGOGIA https://periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/cadernosdepesquisa/article/view/19516 <p>As últimas décadas têm sido marcadas por reformas e pela implementação de projetos de formação distantes dos resultados de pesquisa, revelando um descompasso entre as lógicas que norteiam as reformas e o que dizem os pesquisadores sobre demandas emergentes no campo da formação de professores. Esse descompasso tem estimulado estudos sobre os pressupostos epistemológicos da formação docente, tendo em vista maior qualificação da análise sobre as propostas de formação que estão sendo implementadas em diferentes contextos. Em sintonia com os aspectos ora apresentados, este artigo apresenta resultados de uma tese de doutorado que investigou os pressupostos epistemológicos subjacentes à formação no Curso de Pedagogia em uma universidade pública estadual na região Nordeste do Brasil. Pretendeu-se analisar o efeito epistêmico das Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Graduação em Pedagogia, licenciatura instituída pela Resolução do Conselho Nacional de Educação CNE/CP nº 1, de 15 de maio de 2006. Quanto à metodologia, utilizou-se: revisão de literatura com recorte a partir da segunda metade do século XX, explorando contribuições de autores de tendência crítico-progressista no campo da educação; pesquisa documental e empírica cuja coleta de dados envolveu aplicação de questionário; e entrevista semiestruturada. Os resultados evidenciaram o avanço da perspectiva conservadora político-ideológico e do neoliberalismo na educação, o esgotamento da tese da docência como base da formação do Curso de Pedagogia e, ainda, indicaram demandas para novos estudos sobre a problemática epistemológica presente na Ciência da Educação e no Curso de Pedagogia.</p> Adelson Ferreira da Silva Suzana dos Santos Gomes Copyright (c) 2022 http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-10-01 2022-10-01 10.18764/2178-2229v29n3.2022.43 FORMAÇÃO DO PEDAGOGO DOCENTE NO CONTEXTO DAS CONTRARREFORMAS À LUZ DA PEDAGOGIA HISTÓRICO-CRÍTICA https://periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/cadernosdepesquisa/article/view/19576 <p>O objetivo é analisar a formação e o trabalho do(a) pedagogo (a) docente no contexto das contrareformas neoliberais a partir das teses da pedagogia histórico-crítica com vistas a extrair contribuições para o desenvolvimento de práticas pedagógicas que na sua intencionalidade primem pela sólida formação teórico-prática e política dos pedagogos(as). Problematiza a formação de professores na educação superior no contexto da mundialização do capital e a redefinição das finalidades da universidade brasileira, Como também analisa as DCNP de 2006 e o neotecnicismo no contexto do recuo da teoria. O estudo tem como base teórico-metodológica os fundamentos ontognosiológicos da teoria do ser social de Marx e seu o método dialético, recorre-se a Marx (1978;1983), e aos marxianos Kosik (1995), Paulo Netto (2009) e Frigotto (2006; 2107) e, ainda, a pedagogia como ciência da e para a práxis educativa Saviani (2004; 2005; 2008ª; 2008b; 2010). E a didática como teoria do ensino como prática social e totalidade concreta Faria (2011;2012; 2018). As análises indicam que ao pensamento pedagógico e didático contra-hegemônico, próprio da pedagogia histórico-crítica, cabe a tarefa de explicar a prática educativa e o ensino como fenômeno complexo e uma totalidade concreta. Aponta a necessidade de que o eixo da organização curricular do curso de pedagogia tome por base a história da escola elementar, como também, configure uma formação baseada nos clássicos. Possibilitando aos pedagogos(as) docentes o desenvolvimento de uma aguda consciência das finalidades da educação escolar e da prática pedagógica, assim como propõe a resistência ativa: coletiva e propositiva em defesa da educação e da escola pública.</p> Lenilda Rego Albuquerque de Faria Tânia Mara Rezende Machado Copyright (c) 2022 http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-10-01 2022-10-01 10.18764/2178-2229v29n3.2022.44 IMPACTOS DO SISU NA UNIVERSIDADE https://periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/cadernosdepesquisa/article/view/19582 <p>O texto traz considerações sobre o impacto da política do MEC/Brasil referente ao Sistema Unificado de Seleção – SiSU – sobre a geopolítica do campus universitários das Instituições Federais, com repercussões importantes para a docência, a prática pedagógica, para a inclusão e permanência dos estudantes. Baseado na investigação de uma tese de doutorado (FERREIRA, 2022) teve como campo empírico a Universidade Federal do Pampa, UNIPAMPA, campus da cidade fronteiriça de Jaguarão no Rio Grande do Sul. Através de uma empiria que envolveu estudantes e professores, explora questões relacionadas com a experiência desses atores, considerados pelos alunos como positivas para a sua resiliência acadêmica. Os resultados indicam que os impactos da política que implantou o SiSU são visíveis na pedagogia universitária, bem como no espaço da cidade. Exige uma perspectiva que inclua a diversidade, dando ênfase para a importância dos processos de acolhimento e mediação cultural. Sugere que se intensifiquem estudos nessa direção para otimizar a inclusão acadêmica na educação superior pública federal.</p> Darlise Nunes Ferreira Maria Isabel da Cunha Copyright (c) 2022 http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-10-01 2022-10-01 10.18764/2178-2229v29n3.2022.45 ENTRE BRECHAS E BIFURCAÇÕES A DIDÁTICA SEGUE EM MOVIMENTO E EM CONTRAPOSIÇÃO AO NEOLIBERALISMO/NEOTECNICISMO https://periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/cadernosdepesquisa/article/view/19601 <p>Neste artigo, apresentam-se, de modo conjugado, resultados de três pesquisas de cunho teórico e empírico intituladas: “Trabalho docente e pedagogia universitária sob a ótica do pensamento complexo e da transdisciplinaridade” (CEP-UFG nº 331/2011-2015); “Formação de professores e didática emergente” (CEP-UFG PI02868/2018-2023); e “Campo didático em contraposição ao neoliberalismo e ao neotecnicismo: apontamentos sobre perspectivas interculturais, complexas, transdisciplinares e sensíveis” (UFNT, 2021). A introdução se dá ao se apresentarem conceitos de Complexidade (MORIN, 2011) e de Multirreferencialidade (ARDOINO, 1995, 1998) e, na sequência, expõem-se quatro didáticas críticas emergentes que dialogam com tais conceitos: Didática Intercultural (CANDAU, 2021), Didática multidimensional (PIMENTA, 2021), Didática Complexa e Transdisciplinar (SUANNO, 2015) e Didática Sensível (D’ÁVILA, 2018, 2021). Essas perspectivas são distintas, havendo algumas aproximações por conceberem educação como prática social em perspectiva emancipadora. Além disso, anunciam rupturas paradigmáticas e outras vias e sentidos para ressignificar e reorganizar a educação, o ensino e a formação de professores.</p> Marilza Vanessa Rosa Suanno Copyright (c) 2022 http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-10-01 2022-10-01 10.18764/2178-2229v29n3.2022.46 POR UMA FORMAÇÃO DE PROFESSORES POLITICAMENTE CORRETA E PEDAGOGICAMENTE INADEQUADA https://periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/cadernosdepesquisa/article/view/19643 <p>A globalização do ensino superior deu origem a diferentes projetos e políticas educacionais, dependendo das necessidades das diferentes regiões do mundo. Esta foi uma oportunidade para pensar e repensar a educação. Atualmente, enfrentamos dois desafios que oferecem uma nova oportunidade para rever as políticas educacionais e os princípios pedagógicos que devem sustentá-las. Estamos nos referindo à inclusão dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) na Universidade e à crise de saúde do Covid-19. O mundo muda e a universidade não pode ficar para trás. O que queremos dizer quando falamos de formação de professores? Os professores universitários estão incluídos? Qual o peso da pedagogia nos planos de estudo? A reflexão e a análise crítica do cenário educacional, tanto em nível social quanto institucional, são consideradas o primeiro passo para a formulação de políticas educacionais pedagogicamente corretas.</p> Montserrat Vargas Vergara Copyright (c) 2022 http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-10-01 2022-10-01 10.18764/2178-2229v29n3.2022.47 VICISSITUDES DO NEOLIBERALISMO NA DOCÊNCIA UNIVERSITÁRIA https://periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/cadernosdepesquisa/article/view/19766 <p>Este artigo apresenta os principais resultados de um processo de pesquisa formativa que foi realizado em conjunto com um grupo de ensino de várias carreiras que são ministrados na Universidade da Costa Rica. O objetivo deste estudo foi gerar um espaço de diálogo refl exivo a partir de histórias docentes sobre os principais desafi os, continuidades e rupturas que derivam da análise das tensões do neoliberalismo que afetam o contexto global e local e que afetam seu trabalho docente. Como principais resultados desse esforço, alcançou-se uma melhor compreensão do papel docente, o que implicou transformações quanto ao imaginário de como abordar uma docência que supõe um compromisso social que vai além das exigências de um mercado globalizado e empresarial, destacando o papel do universidade pública na sociedade costarriquenha.</p> Nora Cascante Flores Roberto Guzmán-Gómez Copyright (c) 2022 http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-10-01 2022-10-01 10.18764/2178-2229v29n3.2022.48 APRESENTAÇÃO DOSSIÊ Formação de Professores no Contexto de Reformas Neoliberais: Retrocessos, Desafios, Perspectivas https://periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/cadernosdepesquisa/article/view/20070 Suzana Santos Gomes Lenilda Rêgo Albuquerque de Faria Copyright (c) 2022 http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-10-01 2022-10-01