O ser mais freiriano e suas perspectivas ontológicas: implicações no ser docente

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18764/2358-4319v17n1.2024.7

Palavras-chave:

ser docente, ser mais freiriano, ontologia

Resumo

O artigo visa apresentar as implicações do ser mais freiriano e suas perspectivas ontológicas no ser docente. Com base em uma pesquisa bibliográfica em obras de Paulo Freire e em publicações de especialistas afins à temática, constatamos que a perspectiva ontológica freiriana do ser mais tem implicações na docência. Propõe-se, por meio de uma revisão bibliográfica e da dialogia entre autores, ideias e conceituações, um debate sobre a envergadura teórico-epistêmica do ser mais freiriano, considerando-se a possibilidade de sua compreensão como fundamento ontológico do ser docente, compreendendo diferentes dimensões que permeiam a formação do profissional que atua no âmbito da educação. Espera-se, com este estudo, o resgate e a continuidade das proposições freirianas ao ser docente, a partir da sua vocação do ser mais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Gilvan Charles Cerqueira de Araújo, Universidade Estadual Paulista

Doutor em Geografia pela Universidade Estadual Paulista (UNESP). Pós-Doutorado em Geografia pela Universidade de São Paulo (USP). Professor Permanente do Programa de Mestrado e Doutorado em Educação - Universidade Católica de Brasília (UCB).

Carlos Ângelo de Meneses Sousa, Universidade Católica de Brasília

Doutor em Sociologia pela Universidade de Brasília (UnB), com estudos na Universität Bonn (Alemanha). Pós-Doutorado na Universidade de Lisboa (Portugal). Professor Permanente do Programa de Mestrado e Doutorado em Educação - Universidade Católica de Brasília (UCB).

Referências

AKKARI, Abdeljalil; MESQUIDA, Peri; VALENÇA, Regina Berbetz. Prolegômenos para uma prática educativa existencialista. Revista Diálogo Educacional, v. 4, n. 9, p. 1-6, 2003. Disponível em: https://www.eletrica.ufpr.br/graduacao/noturno/ref/Pratica Educativa Existencialista.pdf Acesso em: 13 out 2022.

ALES BELLO, Angela. Introdução à Fenomenologia. Tradução de Ir. Jacina Turolo Garcia e Miguel Mahfoud. Bauru, SP: Edusc, 2006.

ANDRÉ, Marli. Formação de professores: a constituição de um campo de estudos. Educação, v. 33, n. 3, p. 174-181, 2010. Disponível em: https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/faced/article/view/8075. Acesso em: 15 out 2022.

ARAÚJO, Ulisses; ARANTES, Valéria; PINHEIRO, Viviane. Projetos de vida: Fundamentos psicológicos, éticos e práticas educacionais. Summus Editorial, 2020.

BICUDO, Maria Aparecida Viggiani. Sobre a fenomenologia. In: SOCIEDADE BRASILEIRA DE ESTUDOS E PESQUISA QUALITATIVOS. Pesquisa qualitativa em educação. Piracicaba: Unimep, 1994. p. 15-22.

CALADO, Alder Júlio Ferreira. Paulo Freire: sua visão de mundo, de home e de sociedade. Caruaru: FAFICA, 2001.

CANDAU, Vera Maria. Formação Continuada de Professores: Tendências Atuais. In: CANDAU, Vera Maria (Org.). Magistério: construção cotidiana. Petrópolis: Vozes, 1997.

CERBONE, David. Fenomenologia. Editora Vozes Limitada, 2012.

DALE, John. Freire, Aristotle, Marx, and Sartre: A critique of the human condition. Midwest Research-to-Practice Conference in Adult, Continuing, and Community Education. 2003. Disponível em: https://scholarworks.iupui.edu/items/c38b68d4-6999-4586-b2e3-e6ecce413ed0/full#:~:text=https%3A//hdl.handle.net/1805/310 Acesso em: 15 out. 2022.

DAMON, William; MENON, Janni; BRONK, Kendall Cotton. The development of purpose during adolescence. Applied Developmental Science, v. 7, n.3, p. 119-128, 2003. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/254469430_Damon_W_Menon_J_Bronk_KC_The_development_of_purpose_during_adolescence . Acesso em: 12 fev. 2022.

DUARTE, Newton. Lukács e Saviani: a ontologia do ser social e a pedagogia histórico-crítica. In: SAVIANI, Dermeval; DUARTE, Newton. Pedagogia histórico-crítica e luta de classes na educação escolar. Campinas: Autores Associados, 2012. p. 1-17.

FREIRE, Paulo. Educação como prática da liberdade. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1969.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 9. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1981.

FREIRE, Paulo. Educação e mudança. 30. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2007.

FREIRE, Paulo. Última entrevista de Paulo Freire. TV PUC-SP. [Entrevista concedida a Luciana Burlamaqui]. TV PUC-SP, São Paulo, 17 abr. 1997. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=Ul90heSRYfEA. Acesso em: 23 abr. 2021.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da indignação: cartas pedagógicas e outros escritos. São Paulo: UNESP, 2000.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da esperança: um reencontro com a pedagogia do oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2014a.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 2014b.

FREIRE, Paulo. Educação como prática da liberdade. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2022.

GALINDO, Wedna Cristina Marinho. A construção da identidade profissional docente. Psicologia ciência e profissão, v. 24, p. 14-23, 2004. Disponível em: https://www.scielo.br/j/pcp/a/YDL7fhTPbzb9tQvd7YLKgSz/?format=html&lang=pt. Acesso em: 13 out. 2022.

GATTI, Bernardete Angelina. A formação inicial de professores para a educação básica: as licenciaturas. Revista USP, n. 100, p. 33-46, 2014. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/revusp/article/view/76164. Acesso em: 15 out. 2022.

HEIDEGGER, Martin. Ser e Tempo. 3. ed. Tradução de Marcia Sá Cavalvante Schuback. Petrópolis, RJ: Vozes, 2008.

HEIDEGGER, Martin. Sobre a essência da linguagem: a metafísica da linguagem e a vigência da palavra. Tradução de Enio Paulo Giachini. Petrópolis, RJ: Vozes, 2015.

HOLLIDAY, Oscar Jara. “Não quero ser repetido ... Quero ser reinventado”: desafios do pensamento de Paulo Freire para a atualidade. In: SOUSA; Carlos Ângelo de Meneses; LOPES, Carlos.; FRANZEN, Delci Maria; VALE, Elisabete Carlos (org.). Cartas para Paulo Freire: da leitura do mundo à leitura da palavra. Brasília: Cátedra Unesco de Juventude Educação e Sociedade/UCB & Teresina: Editora Pathos, 2021. Disponível em: http://editorapathos.com.br/cartas-para-paulo-freire-da-leitura-do-mundo-a-leitura-da-palavra/. Acesso em: 29 abr. 2023.

IMBERNÓN, Francisco. Formação Docente e Profissional: Formar-se para a Mudança e a Incerteza. São Paulo: Cortez, 2011.

LOUGHRAN, John; RUSSELL, Tom (Eds.). Teaching about teaching: purpose, passion and pedagogy in teacher education. Psychology Press, 1997.

MALDONALDO-TORRES, Nelson. Sobre la colonialidad del ser: contribuciones al desarrollo de un concepto. In: CASTRO-GÓMES, Santiago; GROSFOGUEL, Ramón. El giro decolonial. Reflexiones para una diversidad epistémica más allá del capitalismo global. Bogotá. Siglo del Hombre Editores; Universidad Central; Instituto de Estudios Sociales Contemporáneos y Pontificia Universidad Javeriana; Instituto Pensar; 2007.

MARCELO, Carlos. A identidade docente: constantes e desafios. Revista Brasileira de Pesquisa sobre Formação Docente, v. 01, n. 01, p. 109-131, ago./dez., 2009. Disponível em: https://revformacaodocente.com.br/index.php/rbpfp/article/view/8. Acesso em: 15 out. 2022.

MELO JÚNIOR, Ebenezer da Silva; NOGUEIRA, Marlice de Oliveira e. A humanização do ser humano em Paulo Freire: a busca do “ser mais”. Formação@ Docente, v. 3, n. 1, p. 15-30, 2012. Disponível em: https://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/12742 Acesso em 15 out. 2022.

MERLEAU-PONTY, Maurice. Fenomenologia da Percepção. Tradução de Carlos. A. Ribeiro de Moura. São Paulo: Martins Fontes, 2011.

MORAES, Maria Cândida. Transdisciplinaridade, criatividade e educação: fundamentos ontológicos e epistemológicos. Campinas, SP: Papirus, 2018.

MOREIRA, Janine; ROSA, Marisa de S. Thiago. Educação libertadora e liberdade existencialista: um encontro entre Paulo Freire e Jean-Paul Sartre. 2014. Disponível em: http://www.acervo.paulofreire.org/handle/7891/3509. Acesso em: 14 out. 2022.

MOREIRA, Maria José. O conceito sartreano de autonomia e a prática pedagógica de Paulo Freire. Tese de Doutoramento em Filosofia Área de Especialização em Filosofia moral e Política – Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade de Nova Lisboa: Lisboa, 2017.

NASCIMENTO, Maria Augusta Vilalobos. Dimensões da identidade profissional docente na formação inicial. Revista Portuguesa de Pedagogia, n. 41-2, p. 207-218, 2007. Disponível em: https://impactum-journals.uc.pt/rppedagogia/article/view/1647-8614_41-2_9. Acesso em: 2 mai. 2023.

NÓVOA, António. Os Professores e a sua Formação num Tempo de Metamorfose da Escola. Educação & Realidade, v. 44, n. 3, p. e84910, 2019. Disponível em: https://doi.org/10.1590/2175-623684910. Acesso em: 30 maio 2023.

PEIXOTO, Elza Margarida de Mendonça. Desafios da formação Universitária: Pensar a prática sob ontologia materialista. Revista HISTEDBR On-line, v. 16, n. 68, p. 239-248, 2016. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8643743. Acesso em: 15 out 2022.

PEREIRA, Júlio Emílio Diniz. As licenciaturas e as novas políticas educacionais para a formação docente. Educação & sociedade, v. 20, n. 68, p. 109-125, 1999. Disponível: https://www.scielo.br/j/es/a/F3tFhqSS5bXWc5pHQ3sxkxJ/?format=pdf. Acesso em: 14 out. 2022.

PIMENTA, Selma Garrido. Orientação vocacional e decisão. São Paulo: Edições Loyola, 1998.

PINHEIRO, Viviane; SILVA, Thainá Rocha; MELO, João Pedro Nicolete. Projetos de vida de professores: mudanças e permanências cognitivo-afetivas nas identidades docentes. In:

MARAFON, Giovanna; TORTELLA, Jussara; ROCHA, Maria Silvia (Orgs.). Escola e desenvolvimento Humano: contribuições da Psicologia da Educação. São Carlos: Pedro & João Editores, 2021. p. 67-89.

RITER, Helena da Silveira; DELLAZZANA-ZANON, Letícia Lovato; FREITAS, Lia Beatriz de Lucca. Projetos de vida de adolescentes de nível socioeconômico baixo quanto aos relacionamentos afetivos. Revista da SPAGESP, v. 20, n. 1, p. 55-68, 2019. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1677-29702019000100005 Acesso em 14 de out 2022.

SANTOS, Vinício de Macedo. PNE e condição docente: para uma ontologia do trabalho docente. Zetetike, v. 24, n. 1, p. 173-188, 2016. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/zetetike/article/view/8646536. Acesso em: 15 out 2022.

SARTRE, Jean-Paul. O Ser e o Nada: Ensaio de Ontologia Fenomenológica. Tradução de Paulo Perdigão. Petrópolis: Vozes, 2008.

SARTRE, Jean-Paul. A transcendência do ego: esboço de uma descrição fenomenológica. Trad. João Batista Kreuch. Petrópolis: Vozes, 2015.

SAVIANI, Dermeval. Trabalho e educação: fundamentos ontológicos e históricos. Revista Brasileira de Educação, v. 12, n. 34, p. 152-165, 2007. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbedu/a/wBnPGNkvstzMTLYkmXdrkWP/. Acesso em: 15 out. 2022.

SAVIANI, Dermeval. Debate sobre as relações entre educação, formação humana e ontologia a partir do método dialético. Perspectiva, v. 31, n. 1, p. 185-209, 2013. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/perspectiva/article/view/2175-795X.2013v31n1p185 Acesso em 15 out. 2022.

SAVIANI, Dermeval; DUARTE, Newton. A formação humana na perspectiva histórico-ontológica. Revista Brasileira de Educação, v. 15, n. 45, p. 422-433, 2010. Disponível em: http://educa.fcc.org.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-24782010000300002. Acesso em: 15 out. 2022.

SCOCUGLIA, Afonso Celso. Origens e prospectiva do pensamento político-pedagógico de Paulo Freire. Educação e pesquisa, v. 25, p. 25-37, 1999. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ep/a/TqdXqkcGMYXqG3xDdgRtmwv/?lang=pt. Acesso em: 15 out 2022.

SOCKETT, Huhg. The moral and epistemic purposes of teacher education. In: COCHRAN-SMITH, Marilyn.; FEIMAN-NEMSER, Sharon; MCINTYRE, John.; DEMERS, Kelly. Handbook of research on teacher education. Routledge, 2008. p. 45-65.

SOUSA, Carlos Ângelo de Meneses. Quando a tradição e a inovação se aquecem mutuamente: cartas para Paulo Freire em tempos de internet e distanciamento social. In: SOUSA; Carlos Ângelo de Meneses; LOPES, Carlos.; FRANZEN, Delci Maria; VALE, Elisabete Carlos (Orgs.). Cartas para Paulo Freire: da leitura do mundo à leitura da palavra. Brasília: Cátedra Unesco de Juventude Educação e Sociedade/UCB & Teresina: Pathos, 2021. Disponível em: http://editorapathos.com.br/cartas-para-paulo-freire-da-leitura-do-mundo-a-leitura-da-palavra/. Acesso em: 29 abr. 2023.

TIRRI, Kirsi; MORAN, Seana; MENON MARIANO, Jenni. Education for purposeful teaching around the world. Journal of Education for Teaching, v. 42, n. 5, p. 526-531, 2016. Disponível em: https://www.tandfonline.com/doi/full/10.1080/02607476.2016.1226551. Acesso em: 15 out. 2022.

Downloads

Publicado

2024-03-31

Como Citar

ARAÚJO, Gilvan Charles Cerqueira de; SOUSA, Carlos Ângelo de Meneses.
O ser mais freiriano e suas perspectivas ontológicas: implicações no ser docente
. Revista Educação e Emancipação, v. 17, n. 1, p. 129–148, 31 Mar 2024 Disponível em: https://periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/reducacaoemancipacao/article/view/21474. Acesso em: 20 jul 2024.

Edição

Seção

Artigos