Língua e Sociedade: influências mútuas no processo de construção sociocultural

Autores

  • Paulo Cesar Garré Silva
  • Antonio Paulino de Sousa Sousa Universidade Federal do Maranhão - UFMA

DOI:

https://doi.org/10.18764/2358-4319.v10n3p260-285

Palavras-chave:

Língua. Sociedade. Contexto sociocultural

Resumo

O presente artigo fundamenta-se no pensamento de Foucault, Labov e Boudieu. Objetiva relacionar língua e sociedade, mostrando que a sociedade humana não se constitui sem a linguagem, da mesma forma que a língua não se realiza fora das relações sociais. A relação entre língua e sociedade apresenta influência mútua, pois através da linguagem se participa das relações sociais de poder e as mudanças na estrutura social são decorrentes da dinâmica dessas relações. A língua não é um corpo autônomo capaz de determinar as relações sociais, como também não é determinada pela estrutura social, mas há uma relação de influências entre elas, por isso que pela análise linguística pode-se compreender elementos importantes da estrutura social, como também pela análise das relações sociais pode-se compreender muito dos processos linguísticos. A língua não está deslocada de um contexto sociocultural, sua significação é decorrente de seu contexto de produção, sua força simbólica se potencializa a partir da força do grupo social que a produz. A língua, assim como a sociedade, não é um corpo estático, há transformações significativas no decorrer do processo histórico, a mudança linguística não ocorre isolada do movimento de classe, muito embora ela não seja determinada por ele, há uma relação entre a mudança linguística e o movimento de classe, em que este só se completa quando ocorre a mudança linguística e, ao mesmo tempo, ela é um reflexo do movimento de classe. Assim, não se pode negar a relação de influências mútuas entre língua e sociedade.  

Palavras-chave: Língua. Sociedade. Contexto sociocultural.

Language and Society: mutual influences in the sociocultural construction process

ABSTRACT

This paper is based on the thought of Foucault, Labov and Boudieu and aims to relate language and society, showing that human society is not formed without the language, in the same way that the language is not out of social relations. The relationship between language and society presents mutual influence, since from the language we participate in the social relations of power and changes in the social structure itself are resulting from the dynamics of these relationships. The language is not a body as able to determine social relationships, nor is determined by social structure, but instead there is a relationship of influences between them, so that the linguistic analysis can understand important elements of the social structure, as well as the analysis of social relationships can be understood much of linguistic processes. The language is not shifted from a sociocultural context, its meaning is due to its context of production, as well as its symbolic force leverages from the strength of the social group that produces. The language, as well as society, is not a static body, there are significant changes in the course of the historical process, and language change does not occur in isolation from the class movement, although it is not determined by the class movement, there is a relationship between linguistic change and movement class, in that the movement of class only complete when the language change and at the same time, the language change is a reflection of the class movement. So, there's no denying the relationship of mutual influences between language and society.    

Keywords: language. Society. Sociocultural context.

Lengua y Sociedad: influencias mutuas en el proceso de construcción sociocultural

RESUMEN

El presente artículo se fundamenta en el pensamiento de Foucault, Labov y Boudieu y tiene como objetivo relacionar lengua y sociedad, mostrando que la sociedad humana no se constituye sin el lenguaje, de la misma forma que la lengua no se realiza fuera de las relaciones sociales. La relación entre lengua y sociedad presenta influencia mutua, pues a través del lenguaje se participa de las relaciones sociales de poder y los cambios en la estructura social son consecuencia de la dinámica de esas relaciones. La lengua no es un cuerpo autónomo capaz de determinar las relaciones sociales, como tampoco está determinada por la estructura social, pero hay una relación de influencias entre ellas, por eso que por el análisis lingüístico se pueden comprender elementos importantes de la estructura social, Por el análisis de las relaciones sociales se puede comprender mucho de los procesos lingüísticos. La lengua no está desplazada de un contexto sociocultural, su significación es consecuencia de su contexto de producción, su fuerza simbólica se potencia a partir de la fuerza del grupo social que la produce. La lengua, así como la sociedad, no es un cuerpo estático, hay transformaciones significativas en el curso del proceso histórico, el cambio lingüístico no ocurre aisladamente del movimiento de clase, aunque no es determinada por él, hay una relación entre el cambio lingüístico Y el movimiento de clase, en el que éste sólo se completa cuando ocurre el cambio lingüístico y, al mismo tiempo, es un reflejo del movimiento de clase. Así, no se puede negar la relación de influencias mutuas entre lengua y sociedad.

Palabras clave: Lengua. Sociedad. Contexto sociocultural.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Paulo Cesar Garré Silva

Graduado em Filosofia e Letras. Mestrado em Educação pela Universidade Federal do Maranhão. Professor da Rede Estadual de Educação do Maranhão e da Rede Municipal de Educação de São Luís.

Antonio Paulino de Sousa Sousa, Universidade Federal do Maranhão - UFMA

Professor da Universidade Federal do Maranhão do Departamento de Sociologia e Antropologia, Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais-Mestrado e Doutorado/UFMA e no Programa de Pós-Graduação em Educação-Mestrado/UFMA. Pós-doutorado pela Université de Versailles Saint-Quentin-en-Yvelines- Paris Saclay, no Laboratoire PRENTEMPS, laboratoire professions, institutions, temporalité. Unité mixte de Sociologia Du CNRS. 

Downloads

Publicado

2017-10-09

Como Citar

SILVA, Paulo Cesar Garré; SOUSA, Antonio Paulino de Sousa.
Língua e Sociedade: influências mútuas no processo de construção sociocultural
. Revista Educação e Emancipação, n. 1, p. p.260–285, 9 Out 2017 Disponível em: https://periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/reducacaoemancipacao/article/view/7726. Acesso em: 14 jul 2024.

Edição

Seção

Artigos