Sobre a Revista

Política Editorial da Revista Bibliomar

A Revista Bibliomar não cobra custos de processamento e nem de submissão de artigos.

1 INTRODUÇÃO

A Revista Bibliomar é uma publicação de caráter cientifico do Curso de Biblioteconomia da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), com periodicidade semestral. Como uma proposta acadêmica do programa político pedagógico de oferecer formação intelectual que permita dominar os paradigmas teórico-metodológicos na área de Política Editorial, constitui-se num espaço de divulgação e fomentação da pesquisa científica a fim de discutir, refletir e valorizar o debate acadêmico. Ao abrir temáticas com diálogo em áreas afins, permite que novos (as) autores (as) possam colaborar para a construção de um ambiente de troca e de compartilhamento de experiências, inquietações e novos conhecimentos. A Revista Bibliomar for criada em 2002, pela professora Rita Portella, para dar suporte interativo entre teoria e práticas editoriais da disciplina Política Editorial do Curso de Biblioteconomia da UFMA.

2 MECANISMOS DE AVALIAÇÃO

As avaliações são feitas por dois avaliadores e, em caso de discordância, um terceiro avaliador é requisitado. São critérios de avaliação: a originalidade contribuição para a área, qualidade técnica do texto, da apresentação e da metodologia. Para assegurar a idoneidade e a imparcialidade no julgamento/análise é mantido rigoroso sigilo dos autores e avaliadores do(s) artigo(s), entrevista(s), depoimento(s) ou resenha(s).

3 CESSÃO DE DIREITOS AUTORAIS

A seção de direito autoral para uma revista é importante na medida em que preservar o nome do autor, dando retorno à confiança depositada, ao mesmo tempo em que protege os interesses da revista como divulgadora de conhecimentos científicos na área da Biblioteconomia.

Os trabalhos originais não aceitos para a publicação serão devolvidos a seus autores, como forma de demonstrar responsabilidade para com o indivíduo que deseja publicar seu trabalho. As ideias e opiniões, expressas nos artigos, são de exclusiva responsabilidade do(s) autor(es), não refletindo, necessariamente, as opiniões do Conselho Editorial da Revista Bibliomar.

A Revista Bibliomar não cobra por publicação. Dessa forma, é imprescindível o uso da ética e da moral no envio de trabalhos, respeitando os critérios e normas de publicação estabelecidos. Os artigos somente serão publicados mediante o recebimento do termo de confirmação de autoria e cessão de direitos autorais.

4 ESTRUTURA ADMINISTRATIVA

4.1 Comissão Editorial (CE)

Possui a função de definir a Política Editorial da revista e organizar a produção de uma determinada edição, executando os processos editoriais necessários.

O Conselho Editorial é composto pelo editor(a) chefe, pelo(a) coordenador(a) geral, pelos(as) coordenadores(as) de cada comissão (editorial, captação e revisão de originais, comunicação e finanças).

A revista contará com pareceristas fixos e ad hoc. Os pareceristas poderão ser: pesquisadores, especialistas, pós-graduados(as) ou pós-graduandos(as) da área de Biblioteconomia e ciências afins.

5 ESTRUTURA DA REVISTA

A Revista Bibliomar será editada no formato digital. Os conteúdos de todas as edições bem como as informações referentes à Comissão Editorial serão disponibilizados no site do periódico:

http://www.periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/bibliomar

A chamada de trabalhos para a publicação na revista será realizada semestralmente, obedecendo um prazo mínimo de 90 (noventa) dias de antecedência da data de lançamento de acordo com o calendário acadêmico vigente.

5.1 Dos artigos       

Serão publicados artigos inéditos, ou seja, que não tenha sido publicado em outros periódicos ou livros, com exceção a trabalhos publicados em eventos de estudante.

Cada artigo será examinado pela Comissão de Captação de Revisão de Originais que, julgando-o(s) adequado(s) às normas editoriais da revista, o(s) encaminhará para 2 (dois) pareceristas. Em caso de divergências na avaliação, o original será encaminhado a um terceiro avaliador.

O artigo deverá ser enviado conforme as normas de formatação estabelecidas na Política Editorial da revista, nas normas vigentes da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e de acordo com as novas regras ortográficas brasileiras. Serão aceitos artigos de alunos, professores, pesquisadores, técnicos de Biblioteconomia e áreas afins.

O artigo deve conter, no mínimo 10 (dez) e no máximo 25 (vinte e cinco) páginas, incluindo resumo entre 100 a 250 palavras (vide Normas ABNT 6028), com 3 a 5 palavras-chave e referências (vide ABNT 6023). Os créditos referentes à autoria e coautoria devem ser incluídos nas primeiras notas de rodapé do artigo, especificando a titulação, vínculo institucional e e-mail, sendo uma nota para cada autor(a), com até 200 caracteres (incluindo espaços).

Serão aceitos artigos preferencialmente em português/brasileiro. (Casos excepcionais serão avaliados individualmente).

Os artigos terão somente breve revisão das normas da ABNT, cabendo ao(a) autor(a)as adequações pedidas pelas normas de publicação da revista. As regras gramaticais e ortográficas não serão revisadas, cabendo aos(as) mesmos(as) em conformidade com as regras vigentes.

5.2 Normas para publicação

A Revista Bibliomar  publica artigos, entrevistas, relatos de experiências, biografias, resenhas, resumos e informes pertinentes à área de Biblioteconomia e Ciência da Informação, cabendo ao seu Conselho Editorial a decisão final sobre a publicação.

5.2.1 Normas para apresentação/submissão de trabalhos

Dos artigos

  1. O texto não deve ser paginado, possuir no mínimo 10 e no máximo 25 páginas, incluindo o resumo e as referências.
  2. Cada artigo poderá conter até três autores (os casos excepcionais serão avaliados pela comissão de captação de originais).
  3. os artigos deverão ser redigidos preferencialmente em português (salve exceções que deverão ser avaliadas individualmente), em papel A4 (21,0 cm X 29,7 cm) no programaWord for Windowscom uso da letra do formato Arial, espaço de 1,5 entrelinhas, fonte tamanho 12 para o texto e tamanho 10 para citações longas, legendas e fontes das ilustrações e tabelas. Devem assegurar a padronização obedecendo a norma da NBR 147524/atual, da ABNT; quanto às margens:

- Superior: 3,0 cm;

- Inferior: 2,0 cm;

- Esquerda: 3,0 cm;

- Direita: 2,0 cm;

- Parágrafo: 1,25 cm a partir da margem esquerda;

- Citação longa: recuo de 4 cm da margem esquerda.

  1.  A primeira página deve conter as informações na seguinte ordem:
  2. a) título do trabalho em negrito (e subtítulo não negritado, se houver) centralizado;
  3. c) resumo indicativo ou informativo entre 100 e 250 palavras em português acompanhado de 3 a 5 palavras-chave que identifiquem o conteúdo (fonte 12, espaço simples entrelinhas);
  4. d) tradução em inglês do respectivo resumo e palavras-chave (fonte 12, espaço simples entrelinhas).
  5. Os títulos das tabelas e quadros devem ser numerados consecutivamente em algarismos arábicos. Esses algarismos devem vir acima das ilustrações seguidas dos respectivos títulos, apenas com a inicial maiúscula. Quando as tabelas e os quadros são transcritos, devem se colocar abaixo uma legenda indicando a fonte.
  6. Sempre que for mencionada uma citação no texto indica-se a fonte consultada. Para efeito de padronização seguir a NBR 10520/atual, da ABNT seguindo o sistema autor-data, remetendo-se para a lista de referência, ficando o rodapé para as notas.
  7. As referências devem ser elaboradas obedecendo ao disposto na NBR 6023/atual da ABNT, em vigor. Todo autor(a) citado no texto deverá constar em uma lista chamada referência, em ordem alfabética pelo sobrenome do autor.

5.2.2 Das entrevistas

Serão publicadas entrevistas com pesquisadores da área de Biblioteconomia e áreas afins.

Os(as) entrevistadores serão de responsabilidade dos membros da Comissão Editorial, podendo ser agregados outros entrevistadores ou aceitas entrevistas de outrem, de acordo com a relevância da contribuição destas e em comum acordo com a Comissão. Também serão aceitas entrevistas de pós-graduados(as), pesquisadores(as), técnicos e professore(as), desde que as entrevistas sejam feitas dentro da proposta acadêmica da revista. A publicação da entrevista será de comum acordo entre os membros atuantes na Comissão Editorial.

5.2.2 Do relato de experiência

1 O relato de experiência deve conter no mínimo 7 (sete) e no máximo de 15 (quinze) páginas, incluindo referências e notas. As citações (NBR 10520/2002) nos relatos e a sua identificação (NBR 6023/2018 - Referências) ao final do texto, devem seguir as normas vigentes da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

1.1 A não observância das Normas da ABNT, a ausência de revisão linguística (por parte dos autores) ou inobservância dos critérios aqui estabelecidos para a produção do gênero Relato de Experiência poderá implicar na reprovação do texto.

2 Formatação - O trabalho deve ser apresentado em formato eletrônico (.doc ou .docx;), configurando a página para o tamanho de papel A4, com orientação retrato, margem superior e esquerda igual a (3cm), inferior e direita igual a (2cm). Deve ser utilizada a fonte arial, corpo 12, espaçamento 1,5 entres linhas em todo o texto, parágrafo de 1,25 cm, alinhamento justificado, à exceção do título. A numeração da página deve constar à direita na parte inferior da folha, em algarismos arábicos.

2.1 Serão desclassificados sumariamente os relatos de experiência que vierem em formato pdf.

3 Título em português e em idioma estrangeiro - Deve ser centralizado, escrito em letras maiúsculas, em negrito, fonte arial, tamanho 12. Subtítulo se houver, em letras minúsculas.

3.1 Os títulos dos relatos de experiência (em língua portuguesa e em idioma estrangeiro) deverão observar um limite máximo de 135 caracteres.

3.2 Financiamento - No caso de projetos que foram financiados, destacar, em nota de rodapé vinculada ao título a(s) instituição(ões) financiadora(s).

4 Autoria do trabalho

4.1 Sob o título, após dar um espaçamento (1,5 entre linhas), identificar o(s) autor(es) e professor (a) orientador(a) do trabalho e na nota de rodapé identificar a titulação, curso, unidade e endereço eletrônico (e-mail) de cada autor.

5 Elementos constitutivos do relato de experiência:

5.1 Resumo - Deverá abranger breves e concretas informações sobre o objeto do trabalho acadêmico, objetivos, metodologia, discussão, conclusões do trabalho, mas de forma contínua e dissertativa, em apenas um parágrafo, segundo a NBR 6028). O Resumo deverá ser feito em arial, fonte 10, espaçamento simples.

5.1.1 Palavras-chave - Devem vir na linha imediatamente abaixo do resumo (no mínimo três e no máximo cinco) para indexação, com alinhamento justificado, separadas por ponto e vírgulas.

5.1.2 Resumo em língua estrangeira (mesmo formato do resumo em língua portuguesa)

5.1.2.1 Palavras-chave em língua estrangeira.

5.2 Introdução - Deve ser breve e, de forma clara, justificar o problema estudado. Ela deve conter o marco-teórico, problema, objetivos e justificativa.

5.3 O desenvolvimento, parte fundamental do texto, deve ser elaborado de forma concisa e clara; conter a exposição ordenada e detalhada do assunto. Nele se inserirão:

5.3.1 revisão de literatura (caso necessário) pois pode ser contemplada na discussão do relato de experiência;

5.3.2 a metodologia deve descrever onde, quando e como ocorreu a experiência, o contexto e os procedimentos utilizados;

5.3.3 a discussão: deve-se relatar a experiência, contextualizando-a com os achados na literatura sobre o tema; mostrar análise dos resultados obtidos, se for o caso;

5.3.4 podem-se usar recursos ilustrativos de figura ou tabela, acompanhados de análise indicando sua relevância, vantagens e possíveis limitações;

5.3.4.1 a tabela ou figura (fotografia, gráfico, desenho) deve apresentar qualidade necessária para reprodução. Deve ser gravada(o) em formato word para possibilitar correções, caso necessário. Deve ser inserida(o) no texto e numerada(o) com algarismos arábicos. As tabelas (seguir o Manual de Tabulação do IBGE), figuras, quadros etc. devem ser apresentadas sem negrito.

5.5 Nas considerações finais, deverão ser considerados os objetivos explicitados e uma síntese dos resultados, evidenciar análise e discussão dos dados obtidos.

5.6 Nas referências deverão constar apenas autores e obras mencionados no texto, obedecendo-se às normas da ABNT (NBR 6023 atual).

5.6.1 Deve ser utilizada a fonte arial, corpo 12, alinhamento à esquerda, com espaçamento entre linhas simples, e 1 (um) espaçamento em branco entre as referências (6 pt).

6 A COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO EDITORIAL

Os membros da Comissão Editorial ficam divididos entre os cargos previamente estabelecidos. As funções podem ser mudadas ou flexibilizadas de acordo com a necessidade e acordos feitos entre os membros da Comissão Editorial Executiva. Cada membro da revista é ciente das presentes condições e se compromete com a execução das tarefas estipuladas, assim como o comprometimento de permanência da revista. Os membros da CE devem estar cientes e em concordata com o Regulamento Interno da revista.

As reuniões da Comissão Editorial Executiva se darão a cada quinze dias em data estipulada previamente. As reuniões serão do prédio do Centro de Ciências Sociais da UFMA(CCSo) ou em outro local a ser definido, devendo estar presentes todos os(as) convocados(as) e/ou interessados(as). Tal periodicidade de reuniões poderá ser diminuída em caso de proximidade de lançamento de nova edição da revista ou ampliada em períodos de recesso e/ou férias, ou em outros casos não previstos e acordados.

7 APRECIAÇÃO PELA COMISSÃO EDITORIAL

Os trabalhos serão apreciados pela Comissão de Captação e Revisão de Originais, que solicitará pareceres de consultores fixos e/ou ad hoc, cujo nomes serão mantidos em sigilo. A estes, os artigos serão encaminhados sem identificação. Os autores serão notificados da aceitação ou recusa de seus artigos.

Quando forem indicadas modificações substanciais, o(a) autor(a) será notificado e poderá realiza-las, devolvendo o trabalho reformulado no prazo estipulado pela Comissão Editorial.

8 ETAPAS DO PROCESSO DE AVALIAÇÃO DOS ARTIGOS

Comissão de Captação e Revisão de Originais fará a triagem e uma primeira apreciação. Os artigos que estiverem fora dos padrões de publicação previstos nesta Política Editorial e que não cumprirem com os requisitos mínimos previstos nas Normas da ABNT, serão eliminados.

A apreciação dos pareceristas virá a seguir:

Os(as) autores(as) serão informados, com até 30 dias de antecedência da publicação do número, sobre aprovação ou não do trabalho. Em caso de necessidade de mudanças, os(as) autores(as) serão notificados tendo até 15 dias para efetuar as mudanças.

Caso os(as) autores(as) não devolvam indicando correções o texto retornará uma segunda vez aos(as) mesmos(as). Caso o texto não retorne com as devidas correções solicitadas, este será eliminado.

A decisão final acerca da publicação ou não do trabalho será sempre da Comissão Editorial.                                                                                                      

  

Diretrizes para Autores

 
NORMAS PARA PUBLICAÇÃO: instruções aos autores

1 INFORMAÇÕES GERAIS

A Revista Bibliomar é uma publicação acadêmica de responsabilidade do Departamento de Biblioteconomia da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), de periodicidade semestral, disponibilizada no formato eletrônico Destina-se à publicação de trabalhos científicos, inéditos interdisciplinares  sob a forma de artigo (original, de revisão, traduzidos); resenha; ensaio; relatos de experiências; entrevistas.

A publicação dos trabalhos depende da decisão da Comissão Editorial, após o parecer de pelo menos dois revisores do quadro de colaboradores da revista, em procedimento sigiloso quanto à identidade do(s) autor(es) e revisor(es).

Os autores são responsáveis pelas informações contidas nos trabalhos, bem como pela devida permissão para uso das ilustrações ou tabelas publicadas de outras fontes.

Os trabalhos encaminhados por alunos de graduação e pós-graduação, se realizados com a participação e/ou orientação de um professor ou dentro de grupos de pesquisa, devem conter o nome do professor orientador como coautor do texto.

Os autores serão informados, através do e-mail indicado, sobre a aceitação ou não do trabalho para publicação.

Para efeito de apresentação, padronização e comunicação, os trabalhos enviados deverão seguir rigorosamente às regras das normas especificadas a seguir, sob o risco de não serem aceitos.

2 NORMAS E CRITÉRIOS PARA APRESENTAÇÃO

O(s) autor(es) deverão submeter os seus trabalhos de acordo com as exigências de apresentação tabular do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e das normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) referente a informação e documentação, adotando sempre as edições mais recentes, a saber:

a)  NBR 6022 - Artigo em publicação periódica técnica e/ou científica;

b)  NBR 10520 – Citações em documentos;

c)  NBR 6023 – Referências;

d) NBR 6028 – Resumos;

e)  NBR 6024 – Numeração progressiva das seções de um documento;

f)  NBR 14724 – Trabalhos acadêmicos;

g)  IBGE. Normas de apresentação tabular. 3. ed. Rio de Janeiro, 1993.

Os trabalhos submetidos que não estiverem de acordo com as normas supracitadas serão recusados pela Comissão Editorial.

2.1 Artigos (original, revisão, tradução)

a)  o número de páginas dos artigos deve ser no mínimo 10 e máximo 25;

b) cada artigo pode ter no máximo três autores (os casos excepcionais serão avaliados pela comissão de captação de originais). caso os autores sejam alunos de graduação, devem publicar os artigos acompanhados do orientador (professor);

c)  os trabalhos devem apresentar a seguinte sequência:

– título e subtítulo (se houver), respectivamente, no idioma do texto e em inglês;

– resumo indicativo ou informativo (de 100 a 250 palavras), na língua do texto, com Palavras-chave (mínimo 3 e máximo 5, separadas por ponto e vírgulas);

– resumo em língua estrangeira, em inglês, Abstract com Keywords (mínimo 3 e máximo 5, separados por ponto e vírgulas);

– texto (introdução, desenvolvimento e considerações finais);

– notas explicativas (se houver);

– referências.

2.2 Ensaio 

a)  o número de páginas deve ser no mínimo 6 e máximo 15;

b)  deve apresentar a seguinte sequência:

– título e subtítulo (se houver);

– autoria.

– texto.

2.3 Resenhas

a)  os textos direcionados deverão ter entre 3 a 5 páginas;

b)  serão aceitas resenhas de publicações editadas no Brasil e no exterior,

c)  as resenhas deverão apresentar a seguinte sequência:

– referência completa da obra: Autor(es). Título: subtítulo (se houver). Local de publicação: Editora, ano. nº de páginas;

– nome do resenhista;

– instituição a que pertence;

– texto (revisão crítica da publicação).

2.4 Entrevistas

As entrevistas deverão ser apresentadas entre 3 a 5 páginas, com os nomes do (s) entrevistado(s) e do(s) entrevistador(es). É necessário o envio da autorização do (s) entrevistado (s), concordando com a publicação do trabalho.

2.5 Relato de experiência

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE RELATOS DE EXPERIÊNCIA

1 O relato de experiência deve conter no mínimo 7 (sete) e no máximo de 15 (quinze) páginas, incluindo referências e notas. As citações (NBR 10520 atual) nos relatos e a sua identificação (NBR 6023/2018 - Referências) ao final do texto, devem seguir as normas vigentes da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

1.1 A não observância das Normas da ABNT, a ausência de revisão linguística (por parte dos autores) ou inobservância dos critérios aqui estabelecidos para a produção do gênero Relato de Experiência poderá implicar na reprovação do texto.

2 Formatação - O trabalho deve ser apresentado em formato eletrônico (.doc ou .docx;), configurando a página para o tamanho de papel A4, com orientação retrato, margem superior e esquerda igual a (3cm), inferior e direita igual a (2cm). Deve ser utilizada a fonte arial, corpo 12, espaçamento 1,5 entres linhas em todo o texto, parágrafo de 1,25 cm, alinhamento justificado, à exceção do título. A numeração da página deve constar à direita na parte inferior da folha, em algarismos arábicos.

2.1 Serão desclassificados sumariamente os relatos de experiência que vierem em formato pdf.

3 Título em português e em idioma estrangeiro - Deve ser centralizado, escrito em letras maiúsculas, em negrito, fonte arial, tamanho 12. Subtítulo se houver, em letras minúsculas.

3.1 Os títulos dos relatos de experiência (em língua portuguesa e em idioma estrangeiro) deverão observar um limite máximo de 135 caracteres.

3.2 Financiamento - No caso de projetos que foram financiados, destacar, em nota de rodapé vinculada ao título a(s) instituição(ões) financiadora(s).

4 Autoria do trabalho

4.1 Sob o título, após dar um espaçamento (1,5 entre linhas), identificar o(s) autor(es) e professor (a) orientador(a) do trabalho e na nota de rodapé identificar a titulação, curso, unidade e endereço eletrônico (e-mail) de cada autor.

5 Elementos constitutivos do relato de experiência:

5.1 Resumo - Deverá abranger breves e concretas informações sobre o objeto do trabalho acadêmico, objetivos, metodologia, discussão, conclusões do trabalho, mas de forma contínua e dissertativa, em apenas um parágrafo, segundo a NBR 6028). O Resumo deverá ser feito em arial, fonte 10, espaçamento simples.

5.1.1 Palavras-chave - Devem vir na linha imediatamente abaixo do resumo (no mínimo três e no máximo cinco) para indexação, com alinhamento justificado, separadas por ponto e vírgulas e com iniciais em maiúscula.

5.1.2 Resumo em língua estrangeira (mesmo formato do resumo em língua portuguesa)

5.1.2.1 Palavras-chave em língua estrangeira.

5.2 Introdução - Deve ser breve e, de forma clara, justificar o problema estudado. Ela deve conter o marco-teórico, problema, objetivos e justificativa.

5.3 O desenvolvimento, parte fundamental do texto, deve ser elaborado de forma concisa e clara; conter a exposição ordenada e detalhada do assunto. Nele se inserirão:

5.3.1 revisão de literatura (caso necessário) pois pode ser contemplada na discussão do relato de experiência;

5.3.2 a metodologia deve descrever onde, quando e como ocorreu a experiência, o contexto e os procedimentos utilizados;

5.3.3 a discussão: deve-se relatar a experiência, contextualizando-a com os achados na literatura sobre o tema; mostrar análise dos resultados obtidos, se for o caso;

5.3.4 podem-se usar recursos ilustrativos de figura ou tabela, acompanhados de análise indicando sua relevância, vantagens e possíveis limitações;

5.3.4.1 a tabela ou figura (fotografia, gráfico, desenho) deve apresentar qualidade necessária para reprodução. Deve ser gravada(o) em formato word para possibilitar correções, caso necessário. Deve ser inserida(o) no texto e numerada(o) com algarismos arábicos. As tabelas (seguir o Manual de Tabulação do IBGE), figuras, quadros etc. devem ser apresentadas sem negrito.

5.5 Nas considerações finais, deverão ser considerados os objetivos explicitados e uma síntese dos resultados, evidenciar análise e discussão dos dados obtidos.

5.6 Nas referências deverão constar apenas autores e obras mencionados no texto, obedecendo-se às normas da ABNT (NBR 6023 atual).

5.6.1 Deve ser utilizada a fonte arial, corpo 12, alinhamento à esquerda, com espaçamento entre linhas simples, e 1 (um) espaçamento em branco entre as referências (6 pt).

2.6 Algumas regras gerais de apresentação

Todo o material deve ser estruturado da seguinte forma:

a)  os textos devem ser gerados em Word ou Open Office, com a seguinte formatação: papel formato A4, margens superior e esquerda de 3 cm, inferior e direita de 2 cm, recuo de parágrafo (primeira linha) de 1,25 cm; fonte Arial 12; espaço entrelinhas de 1,5 e sem paginação;

b)  os textos devem ser enviados após uma rigorosa revisão ortográfica, gramatical e de normalização;

c) quanto às citações, exige-se utilizar o sistema autor-data, conforme NBR 10520, com as seguintes orientações:

– quando o sobrenome do autor estiver incluído na sentença, deverá ser escrito somente com a primeira letra maiúscula, seguido do ano de publicação. Quando se tratar de citação direta, especificar número da página da fonte utilizada. Exemplos: Serra (2009, p. 7), Serra e Matos (2015, p. 7), Ribeiro, Costa e Oliveira (2010, p. 7) ou Freitas et al. (2015, p. 7), este último, quando for de mais de três autores. Nas citações indiretas a indicação do número de página é opcional, conforme exemplo: Serra (2009) ou Serra (2009, p. 7);

– quando o sobrenome do autor não estiver incluído na sentença, o(s) autor(es) e o ano devem ser colocados entre parênteses. Exemplos: (SERRA, 2009, p. 7), (SERRA; MATOS, 2015, p. 7), (RIBEIRO; COSTA; OLIVEIRA, 2010, p. 7), (FREITAS et al., 2015, p. 7);

– as citações diretas que contenham até três (3) linhas serão destacadas através de aspas duplas, devendo permanecer com a mesma fonte (12) do texto;

– as citações diretas de mais de três (3) linhas deverão figurar destacadas com recuo de 4,0 cm da margem esquerda, utilizando a mesma fonte do texto, porém, em tamanho dez (10), espaçamento simples (1,0) e sem aspas duplas;

– as citações em língua estrangeira deverão ser traduzidas para a língua do texto indicando os créditos da tradução, após a chamada de citação, como o exemplo: (BRITO, 2010, p. 10, tradução nossa);

– não usar expressões latinas (Id., Ibid.., op. cit. etc.) no texto, exceto apud (citado por) e et al. (e outros). Exemplos: Brito (apud OLIVEIRA, 2011, p. 10) ou (BRITO, 2020 apud OLIVEIRA, 2011, p. 10), Santos et al. (2014) ou (SANTOS et al., 2014), este último, quando for de mais de três autores;

– as ilustrações (quadros, fotografias, figuras, gráficos etc.), deverão ser apresentadas conforme item 6.6 da NBR 6022/2018 e em resolução de até 300 mpi (formato jpeg). A indicação da fonte é semelhante à das citações (autoria e ano), em fonte tamanho 10. Exemplo: Fonte: Ribeiro (2006); Fonte: IBGE (2017), indicando a fonte nas Referências no final do trabalho. As ilustrações, tabelas e fórmulas deverão vir em preto e branco e inseridas no texto;

– as equações e fórmulas devem ser destacadas no texto, se necessário, numeradas entre parênteses, por exemplo, x2 + y2 = z2 (1)

– as Tabelas devem ser padronizadas conforme as normas de apresentação tabular do IBGE;

– as notas, de caráter explicativo, são numeradas sequencialmente e devem figurar após a conclusão do texto, eliminando-se os recursos de nota de rodapé;

d)  as referências devem conter somente os autores citados no trabalho, apresentados em ordem alfabética, de acordo com as normas NBR 6023.

 

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.

  1. A contribuição é original e inédita, e não está sendo avaliada para publicação por outra revista; caso contrário, deve-se justificar em "Comentários ao editor".
  2. O texto segue os padrões de estilo e requisitos bibliográficos descritos em Diretrizes para autores,  Normas para publicação: instruções aos autores, na seção Sobre a Revista.

  3. O arquivo da submissão está em formato Microsoft Word ou OpenOffice. O texto está em espaço 1,5 entrelinhas; fonte Arial tamanho 12, sem paginação; as ilustrações, as tabelas e as fórmulas deverão ser inseridas no texto.
  4. Os arquivos para submissão estão em formato Microsoft Word ou OpenOffice  (desde que não ultrapassem 2MB).

Declaração de Direito Autoral

DECLARAÇÃO DE RESPONSABILIDADE

Senhores editores da Revista Bibliomar,

Declaro que submeti o artigo __________________________________ para avaliação e parecer, e que estou ciente das condições para publicação nesta revista, entre as quais destaco:

a) não há omissão de ligações ou acordo de financiamento entre aqueles que venham a se interessar pela publicação deste trabalho;

b) o trabalho é original e inédito e que não foi enviado nenhum texto similar a este, sob minha autoria, a outro periódico, durante o período em que este texto estiver sob a avaliação da Revista Bibliomar;

c) este trabalho é fruto de pesquisas por mim realizadas e não há omissão de nenhum autor por mim citado.

 

Respeitosamente,

 

Loca/data____________, ______/_____/_____

 

Assinatura do autor(es)

 

 DIREITOS DE PUBLICAÇÃO

Qualquer usuário poderá  ter direito de:

  • Compartilhar — copiar, baixar, imprimir ou redistribuir o material em qualquer suporte ou formato
  • Adaptar — remixar, transformar, e criar a partir do material para qualquer fim, mesmo que comercial.

De acordo com os seguintes termos:

  • Atribuição — Você deve dar o crédito apropriado, prover um link para a licença e indicar se mudanças foram feitas. Você deve fazê-lo em qualquer circunstância razoável, mas de maneira alguma que sugira ao licenciante a apoiar você ou o seu uso.
  • Sem restrições adicionais — Você não pode aplicar termos jurídicos ou medidas de caráter tecnológico que restrinjam legalmente outros de fazerem algo que a licença permita.