O QUE ACONTECE QUANDO UM BIBLIOTECÁRIO PERGUNTA AO CHATGPT COMO ELE DEVERIA SER UTILIZADO NA BIBLIOTECA?

um teste com os chatbots GPT-3.5, Bing Chat e Bard

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18764/2526-6160v22n2.2023.10

Palavras-chave:

Inteligência artificial, OpenAI, Microsoft, Google, Biblioteconomia

Resumo

Pesquisas iniciais sobre as possibilidades de utilização de chatbots baseados em inteligência artificial têm ganhado espaço no meio acadêmico e estão presentes em muitas áreas do conhecimento, senão todas. Com a biblioteconomia não seria diferente, enquanto campo que lida diretamente com a produção, organização e disponibilização da informação, não há como ignorar tais tecnologias, não apenas pensando como os usuários a utilizam, mas também como os profissionais bibliotecários podem incorporá-la no fluxo de trabalho da biblioteca. Assim sendo, o objetivo deste ensaio está em apresentar os resultados trazidos pela inteligência artificial quando questionadas quais são as suas possíveis utilidades em bibliotecas. As respostas trazidas permitem vislumbrar um aprimoramento dos serviços de bibliotecas com o apoio de chatbots com o ChatGPT, o Bing Chat, o Bard, entre tantos outros que surgem dia após dia. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Antonio Carlos Picalho, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutorando e Mestre em Engenharia e Gestão do Conhecimento na Universidade Federal de Santa Catarina (PPGEGC/UFSC). Graduação em Biblioteconomia pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC). Graduação em Rádio, TV & Internet pela Universidade Metodista de Piracicaba (UNIMEP). Técnico em Nutrição e Dietética (ETEC Sales Gomes). Bibliotecário na Biblioteca Setorial do Centro de Ciências, Tecnologias e Saúde da Universidade Federal de Santa Catarina.

Referências

ADETAYO, Adebowale Jeremy. Artificial intelligence chatbots in academic libraries: the rise of ChatGPT. Library Hi Tech News, [S.l.], v. 40, n. 3. Disponível em: https://doi.org/10.1108/LHTN-01-2023-0007. Acesso em: 06 ago. 2023.

BARBOSA, Xênia de Castro; BEZERRA, Ruth Ferreira. Breve introdução à história da inteligência artificial. Jamaxi, [S. l.], v. 4, n. 1, 2020. Disponível em: https://periodicos.ufac.br/index.php/jamaxi/article/view/4730. Acesso em: 11 ago. 2023.

D’ALTE, P.; D’ALTE, L. Para uma avaliação do ChatGPT como ferramenta auxiliar de escrita de textos acadêmicos. Revista Bibliomar, São Luís, v. 22, n. 1, p. 122–138, 2023. Disponível em: https://doi.org/10.18764/2526-6160v22n1.2023.6. Acesso em: 10 ago. 2023.

GENERATIVE AI. First, what is generative AI? Disponível em: https://generativeai.net/. Acesso em: 10 ago. 2023.

GOOGLE. Bard Experimental. 2023. Disponível em: https://bard.google.com/. Acesso em: 08 ago. 2023.

MICROSFOT. Bing Chat. 2023. Disponível em: https://www.bing.com/chat. Acesso em: 08 ago. 2023.

OPENAI. ChatGPT-3.5. 2023. Disponível em: https://chat.openai.com/. Acesso em: 08 ago. 2023.

RIGBY, Miriam. Artificial imaginings: ChatGPT envisions its future in academic libraries. College & Research Libraries News, [S.l.], v. 84, n. 7, 2023. Disponível em: https://doi.org/10.5860/crln.84.7.258. Acesso em: 02 ago. 2023.

SANJAY, Kumar Jha. Application of artificial intelligence in libraries and information centers services: prospects and challenges. Library Hi Tech News, v. 40 n. 7. Disponível em: https://doi.org/10.1108/LHTN-06-2023-0102. Acesso em: 10 ago. 2023.

Downloads

Publicado

2023-12-21

Como Citar

PICALHO, Antonio Carlos.
O QUE ACONTECE QUANDO UM BIBLIOTECÁRIO PERGUNTA AO CHATGPT COMO ELE DEVERIA SER UTILIZADO NA BIBLIOTECA? um teste com os chatbots GPT-3.5, Bing Chat e Bard
. Revista Bibliomar, v. 22, n. 2, p. 39–51, 21 Dez 2023 Disponível em: https://periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/bibliomar/article/view/22024. Acesso em: 23 jul 2024.

Edição

Seção

Artigos