DIÁLOGO POSSÍVEL SOBRE LIBERDADE E POLÍTICA: Hannah Arendt e Rousseau

Autores

  • Maria Olilia Serra Universidade Federal do Maranhão - UFMA

DOI:

https://doi.org/10.18764/2178-2229/v.22.n.especial/p.107-115

Palavras-chave:

Hannah Arendt. Rousseau. Liberdade. Política. Revolução.

Resumo

Apresenta-se a reflexão de Hannah Arendt sobre a compaixão no contexto da Revolução Francesa, com ênfase para a referência a Rousseau. Em sua obra Sobre a Revolução, a autora enfatiza que, a despeito de preconceitos, a liberdade sempre foi o objetivo das Revoluções. Nesse sentido, direciona sua reflexão para as Revoluções Modernas, principalmente para o papel desempenhado pela questão social. Ao examinar a Revolução Francesa, Arendt destaca que a opção dos homens da Revolução pela compaixão que foi elevada à categoria de virtude política, foi inspirada em Rousseau. Mas, para Arendt, é a amizade e não a compaixão que tem relevância política.

Palavras-chave: Hannah Arendt. Rousseau. Liberdade. Política. Revolução.

 

 

DIALOGUE POSSIBLE ON FREEDOM AND POLITICS: Hannah Arendt and Rousseau

 

Abstract: It presents Hannah Arendt’s reflection about compassion in the context of the French Revolution, withemphasis for the reference to Rousseau. In her work On revolution, the author emphasizes that, despite prejudices,freedom has always been the goal of the revolutions. Accordingly, she directs her reflection to the Modern Revolutions,mostly to the role played by social issues. When examining the French Revolution, Arendt emphasizes that theoption of men of the revolution for the compassion that was elevated to the cathegory of political virtue, was inspiredby Rousseau. But for Arendt, it is friendship not compassion that has political relevance.

Keywords: Hannah Arendt. Rousseau. Freedom. Policy. Revolution.

 

POSIBLE DIALOGO SOBRE LA LIBERTAD Y LA POLÍTICA: Hannah Arendt y Rousseau

Resumen: Presentamos la reflexión de Arendt sobre la compasión en el contexto de la Revolución Francesa, con énfasis para la referencia a Rousseau. En su obra Sobre la revolución, el autor subraya que, a pesar de los prejuicios, libertad siempre ha sido el objetivo de las revoluciones. En consecuencia, dirige su reflexión a las revoluciones modernas, sobre todo al papel desempeñado por las cuestiones sociales. Al examinar la Revolución francesa, Arendt enfatiza que la opción de los hombres de la revolución por la compasión que fue elevada a la categoría de virtud política, fue inspirada por Rousseau. Pero para Arendt, la amistad y la compasión no tiene relevancia política.

Palabras clave: Hannah Arendt. Rousseau. Libertad . Política . Revolución.

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Olilia Serra, Universidade Federal do Maranhão - UFMA

Professora do Departamento de Filosofia da Universidade Federal do Maranhão. Atua nas áreas de Ética e Filosofia Política, Filosofia da Educação, Atropologia Filosófica e História da Filosofia.

Downloads

Publicado

2015-12-30

Como Citar

Serra, M. O. (2015). DIÁLOGO POSSÍVEL SOBRE LIBERDADE E POLÍTICA: Hannah Arendt e Rousseau. Cadernos De Pesquisa, 22, 107–115. https://doi.org/10.18764/2178-2229/v.22.n.especial/p.107-115

Edição

Seção

Artigos