ATITUDES E CRENÇAS RELACIONADAS AO SUCESSO EM DIFERENTES GERAÇÕES: perspectivas intergeracional e intercultural

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18764/2178-2229.v27n4p337-371

Palavras-chave:

Sucesso, Representações, Gerações, Crenças, Comportamento

Resumo

O presente estudo investigou o significado pessoal de bem-sucedido e as prioridades envolvidas na avaliação do referido termo, assim como as crenças e os comportamentos individuais de autoconceito, autoestima, capacidade, otimismo, pessimismo, preocupações, perfeccionismo, hábitos de organização, planejamento e capacidade de distribuição do tempo. Para a realização desta pesquisa, foi então elaborado um questionário online, disponibilizado nas redes sociais, do qual participaram 291 pessoas (brasileiros e portugueses), que responderam a questões relativas ao tema sucesso. Os significados socialmente partilhados no senso comum, associados à excelência, à perfeição, ao sucesso econômico, à fama e ao poder, não se mostraram compatíveis com os significados outorgados pela maior parte dos participantes da pesquisa, frequentemente associados ao equilíbrio entre vida pessoal e profissional, à felicidade, ao bem-estar, à família, à realização pessoal, à qualidade de vida e ao sentido da vida. Constatou-se, dessa maneira, a necessidade de uma ressignificação do termo, na tentativa de contribuir para o bem-estar social e psicológico, pois é possível que essa dissonância entre os significados esteja contribuindo com uma alta incidência de crenças incapacitantes relacionadas ao fracasso, observadas na prática clínica e educacional, principalmente entre jovens, o que pode ser um dos motivos do aumento da incidência dos transtornos psicológicos nos últimos anos.

Palavras-chave: Sucesso. Representações. Gerações. Crenças. Comportamento.

BEHAVIOR AND BELIEFS RELATED TO SUCCESS IN DIFFERENT GENERATIONS: intercultural and intergenerational

Abstract

This study has investigated the personal meaning of success and the priorities involved with the term, as well as individual beliefs and behaviors of self-concept, self-esteem, ability, optimism, pessimism, concerns, perfectionism, organizational habits, planning and time management. This research was carried out with 291 respondents (Brazilians and Portuguese), who freely decided to participate in an online survey shared on social networks. The common sense of the socially shared meanings of success, such as excellence, perfection, economic success, fame and power were not compatible with the meanings provided by most of the research participants. The majority associated the meaning with balance between personal and professional life, happiness, well-being, family, personal fulfillment, quality of life and the meaning of life. We have verified that this dissonance between meanings may be contributing to a high incidence of disabling beliefs related to failure. This has proven to be especially true among the youngest, as observed in clinical practice.  Additionally, it could explain the reasons for the increased incidence of psychological disorders in recent years. In order to contribute to social and psychological well-being, we have recognized the need for a resignification of the term.

Key words: Success. Representations. Generations. Beliefs.  Behavior.

COMPORTAMIENTO Y CREENCIAS RELACIONADAS CON EL ÉXITO EN LAS DIFERENTES GENERACIONES: intercultural e intergeneracional

Resumen

Este estudio investigó el significado personal del éxito y las prioridades que implica la evaluación del término, así como las creencias y conductas individuales de autoconcepto, autoestima, capacidad, optimismo, pesimismo, preocupaciones, perfeccionismo, hábitos organizativos, planificación y asignación de tiempo. Para la realización de esta encuesta se preparó un cuestionario online, disponible en las redes sociales, donde participaron 291 personas (brasileñas y portuguesas) que respondieron a las preguntas sobre el éxito. Los significados socialmente compartidos en sentido común asociados con la excelencia, la perfección, el éxito económico, la fama y el poder no eran compatibles con los significados dados por la mayoría de los participantes en la investigación, que a menudo se asociaban con el equilibrio entre la vida personal y profesional, la felicidad, el bienestar, la familia, la realización personal, la calidad y el significado de la vida. Así pues, se señaló la necesidad de resignificar el término para tratar de contribuir al bienestar social y psicológico, ya que se considera posible que esta disonancia entre los significados pueda estar contribuyendo a una alta incidencia de creencias incapacitantes relacionadas con el fracaso, observadas en la práctica clínica, especialmente entre los más jóvenes, lo que puede ser una de las razones del aumento de la incidencia de trastornos psicológicos en los últimos años.

Palabras clave: Éxito. Representaciones. Generaciones. Creencias. Comportamiento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renata Borja, Universidade Aberta, Lisboa, Portugal

Psicóloga Clínica. Mestre em Relações Interculturais pela Universidade Aberta de Lisboa. Universidade Aberta, Lisboa, Portugal. Professora de pós graduação na UNA e UNIBH. 

Maria Natália Ramos, Universidade Aberta, Lisboa, Portugal

Professora Associada da Universidade Aberta/UAb, Lisboa, Portugal. Coordenadora Científica do CEMRI, UAb. Psicóloga. Doutorada em Psicologia Clínica e Intercultural pela Universidade de Paris V, Sorbonne.  

Downloads

Publicado

2020-12-29

Como Citar

BORJA, Renata; RAMOS, Maria Natália.
ATITUDES E CRENÇAS RELACIONADAS AO SUCESSO EM DIFERENTES GERAÇÕES: perspectivas intergeracional e intercultural
. Cadernos de Pesquisa, v. 27, n. 4, p. 337–371, 29 Dez 2020 Disponível em: http://periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/cadernosdepesquisa/article/view/15994. Acesso em: 14 jul 2024.