Paulo Freire e o território educativo além muros da escola: três chaves de acesso a múltiplas dimensões de aprendizagem

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18764/2358-4319.v14n3p205-232

Palavras-chave:

Paulo Freire, Território Educativo, Educação não Escolar, Cidadania

Resumo

O estudo reflete sobre o cotidiano de uma comunidade de periferia da serra gaúcha e adota, como centralidade, a escola municipal do local e o território do entorno, explorando possibilidades de aprendizagem ao promover maior aproximação entre ambos. O desafio consiste em tematizar múltiplas dimensões de aprendizagem potencializadas por chaves de acesso categorizadas por meio das trilhas no território educativo (TE), nomeadas a partir de três metáforas: as chaves da rua; as chaves de si; as chaves do mundo. O TE como articulador de relações contribui para ampliação do aprendizado escolar, podendo funcionar como um disparador de aprendizagens que dialogam com saberes escolares e comunitários. A pesquisa-ação, envolvendo 15 jovens estudantes, amparou-se em registros etnográficos; narrativas de grupos focais; definição das trilhas educativas; construção do mapa das aprendizagens ‘além-muros’ e registros fotográficos. A sustentação teórica considerou, principalmente, a obra de Paulo Freire, bem como Brandão e Streck, Moraes e Galiazzi, dentre outros. O detalhamento da metáfora das três chaves configura o principal achado da pesquisa: a relevância do território educativo para a aprendizagem, em suas dimensões espacial, identitária e política.

Palavras-chave: Paulo Freire; Território Educativo; Educação não Escolar; Cidadania.

Paulo Freire and the educational territory beyond school walls: three keys of acess to multiple learnig dimensions

ABSTRACT

This study reflects on the daily life of a community on the periphery of the Serra Gaúcha and adopts as its centrality the local municipal school and the surrounding territory, exploring possibilities of learning by promoting a closer relationship between both. The challenge is to focus on the multiple learning dimensions enhanced by access keys categorized through trails in the educational territory (TE), named after three metaphors: the keys to the street; the keys to themselves; the keys to the world. TE as an articulator of relationships contributes to the expansion of school learning, and it can function as a trigger for learning that dialogues with school and community knowledge. Action research, involving 15 young students, was supported by ethnographic records; focus group narratives; definition of educational trails; construction of the 'beyond-the-wall' learning map and photographic records. Theoretical support considered, mainly, the work of Paulo Freire, as well as Brandão and Streck, Moraes and Galiazzi, among others. The detailing of the metaphor of the three keys, configures the main finding of the research: the relevance of the educational territory for learning, in its spatial, identity and political dimensions.

Keywords: Paulo Freire; Educational Territory; Non-School Education; Citizenship.

Paulo Freire y el territorio educativo más allá de los muros de la escuela: tres llaves de acceso a múltiples dimensiones de aprendizaje

RESUMEN

Este estudio reflexiona sobre la vida cotidiana de una comunidad en la periferia de la Serra Gaúcha y adopta como su centralidad la escuela municipal local y el territorio circundante, explorando las posibilidades de aprendizaje al promover una relación más estrecha entre ambos. El desafío es centrarse en las múltiples dimensiones de aprendizaje mejoradas por las claves de acceso clasificadas a través de senderos en el territorio educativo (TE), nombradas por tres metáforas: las claves de la calle; las llaves para ellos mismos; las llaves del mundo. El TE como articulador de relaciones contribuye a la expansión del aprendizaje, y puede funcionar como un disparador para el aprendizaje que dialoga con el conocimiento de la escuela y la comunidad. La investigación de acción, que involucró a 15 jóvenes estudiantes, fue apoyada por registros etnográficos; narrativas de grupos focales; definición de senderos educativos; construcción del mapa de aprendizaje 'más allá de la pared' y registros fotográficos. El soporte teórico consideró producciones de Freire, Brandão y Streck, Moraes y Galiazzi, entre otros. El detalle de la metáfora de las tres claves configura los principales hallazgos de la investigación: la relevancia del territorio educativo para el aprendizaje, en sus dimensiones espacial, identitaria y política.  

Palabras clave: Paulo Freire; Territorio Educativo; Educación en la Escuela; Ciudadanía.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Joanne Cristina Pedro

Mestre em Educação. Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Educação na linha de pesquisa História e Filosofia da Educação, com bolsa FAPERGS e vinculada ao Observatório de Educação da Universidade de Caxias do Sul. Possui especialização em Organização e Gestão de Políticas Sociais pela FMU (Faculdades Metropolitanas Unidas) e graduação em Psicologia pela Universidade Presbiteriana Mackenzie.

Nilda Stecanela, Universidade de Caxias do Sul - UCS

Doutora em Educação. Desenvolveu estudos de Pós-Doutorado em Educação, como bolsista CAPES, no Institute of Education/University of London (2015-2016). Pró-Reitora Acadêmica, docente do corpo permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade de Caxias do Sul e Co-editora da Revista Conjectura: Filosofia e Educação. Coordena o Observatório de Educação da mesma instituição. É bolsista CNPq de Produtividade em Pesquisa.

Sandro de Castro Pitano, Universidade de Caxias do Sul - UCS

Doutor em Educação, Estágio de pós-doutorado - PNPD/CAPES (2013-2014) e pós-doutorado sênior/CNPq (2016-2017) pelo Programa de Pós-Graduação em Educação (ME/DO) da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS).  Professor do Programa de Pós-Graduação em Educação (ME/DO) da Universidade de Caxias do Sul (UCS) e bolsista CNPq de produtividade em pesquisa.

Downloads

Publicado

2021-12-28

Como Citar

Pedro, J. C., Stecanela, N., & Pitano, S. de C. (2021). Paulo Freire e o território educativo além muros da escola: três chaves de acesso a múltiplas dimensões de aprendizagem. Revista Educação E Emancipação, 14(3), p.205–232. https://doi.org/10.18764/2358-4319.v14n3p205-232