A LEITURA COMPARTILHADA DE LIVROS COMO ESTRATÉGIA PARA O DESENVOLVIMENTO BILÍNGUE NA EDUCAÇÃO INFANTIL E ANOS INICIAIS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18764/2525-3441v8n23.2023.20

Palavras-chave:

Leitura Compartilhada, Educação bilíngue, Leitura, Educação Infantil, Anos Iniciais

Resumo

É recente o crescimento da oferta de educação bilíngue desde a Educação Infantil. No Brasil, tal fato é evidenciado pela busca pelo ensino de Língua Inglesa (LI) como segunda língua (L2) tanto na Educação Infantil quanto nos anos iniciais. Pesquisas atuais observam que a leitura compartilhada (LC) de livros nessas etapas do desenvolvimento contribui para o desenvolvimento linguístico e cognitivo das crianças, permitindo que se preparem para a aprendizagem da leitura na primeira língua (L1). No presente trabalho, perguntamo-nos se a LC poderia contribuir também para o desenvolvimento linguístico - oral e escrito - em L2, investigando seu uso como estratégia no ensino bilíngue em escolas de Educação Infantil e séries iniciais do Ensino Fundamental. A partir da busca e da análise dos principais achados sobre o tema, é possível afirmar que a LC abre janelas de oportunidades para: ampliar o conhecimento de palavras e de seus contextos de uso; as habilidades de compreensão auditiva; o conhecimento de mundo; a compreensão da estrutura da história; aumentar a consciência linguística e o conhecimento da escrita, familiarizando a criança com as letras e seus respectivos sons (DESHMUKH et al., 2019; GABRIEL; MORAIS, 2017). Diante do cenário apresentado, considerando que o ensino bilíngue requer o desenvolvimento de conhecimentos utilizando a L2, e que a leitura, enquanto experiência, é constituída por processos de significação através de diferentes contextos, podemos afirmar que a combinação da LC com o ensino bilíngue é potencialmente eficiente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sabrine Amaral Martins Townsend, Universidade de Santa Cruz do Sul

Estágio de Pós-Doutoramento da CAPES em andamento pela Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC) na área de Estudos Linguísticos e Cognição, com supervisão da Profa. Dra Rosângela Gabriel. É integrante do grupo de pesquisa Linguagem e Cognição e membro da Associação Brasileira de Linguística (ABRALIN), do Society of Scientific Study of Reading (SSSR) e da Rede Brasileira de Letramento em Saúde (REBRALS). Realizou doutorado em Letras bolsa integral do Conselho Nacional de Pesquisa (CNPQ) na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, em Porto Alegre -RS, sob orientação da Profª Drª Lilian Cristine Hübner. Possui Mestrado em Linguística Aplicada com ênfase na Aquisição, Variação e Ensino de línguas na Universidade Católica de Pelotas - UCPEL (2008-2010), em Pelotas - RS, atendo-se às áreas de Psicolinguística e Neurociências, sendo orientada pela Profª Drª Márcia Zimmer. Graduada em Letras Português - Inglês pela Universidade Federal do Rio Grande - FURG (2004-2007). Pesquisa sobre cognição e leitura e, atualmente, tem como foco confecção e adaptação de textos e/ou tarefas para a compreensão linguística na população idosa. Lattes: http://lattes.cnpq.br/6350594014702899

Kadine Saraiva de Carvalho, Universidade de Santa Cruz do Sul

Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Letras (PPGL), área de concentração em "LEITURA: estudos linguísticos, literários e midiáticos", da Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC). Bolsista PROSUC/CAPES. Membro do Grupo de Pesquisa Linguagem e Cognição CNPq. Mestra em Letras (PPGL - UNISC) com ênfase em Estudos Linguísticos e Cognição. Graduada em Letras Português/Inglês (UNISC). Interesse de pesquisa em linguagem, leitura, implicações da literacia em crianças e adultos, memória e interação entre cognição e cultura. Atualmente em estágio de doutorado sanduíche (PDSE/CAPES) no Max Planck Institute for Psycholinguistics. 

Aline Pereira, Universidade de Santa Cruz do Sul

Graduada em Letras/Português (2007), Mestre em Letras (2010), Doutora em Letras pela Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC) (2021). Pós-doutora em Linguística pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Realizou doutorado-sanduíche na Ohio State University (OSU), no Crane Center for Early Childhood Research and Literacy, em Columbus (OHIO), por meio do PDSE Capes Edital 47/2017 (2018-2019). É membro do Grupo de Pesquisa Linguagem e Cognição CNPq/Unisc, do Grupo de Pesquisa em Linguística e Cognição CNPq/UFPB, membro da Society for the Scientific Study of Reading (SSSR) e sócio efetivo da Associação Brasileira de Linguística (ABRALIN). Tem experiência na área de Letras/Linguística e atua em subáreas como aquisição da linguagem, leitura compartilhada de livros e seus efeitos no desenvolvimento cognitivo e linguístico das crianças da Educação Infantil, literacia emergente, aprendizagem da leitura, leitura e produção de textos, entre outras. 

Referências

ANDERSON, R. et al. Becoming a nation of readers: the report of the commission on reading. The National Institute of Education, 1985.

ANDERSON, A. et al. Extra-textual talk in shared book reading: a focus on questioning. Early Child Development and Care, Volume 182, 2012 - Issue 9, 2012.

BABAYIĞIT, S. et al. Vocabulary limitations undermine bilingual children’s reading comprehension despite bilingual cognitive strengths. Reading and Writing, v. 35, n. 7, p. 1651-1673, 2022.

BECK, I. L.; MCKEOWN, M. G. Text Talk: capturing the benefits of read-aloud experiences for young children. The Reading Teacher, v. 55, n. 1, p. 10-20, 2001.

BIALYSTOK, E.; LUK, G.; KWAN, E. Bilingualism, biliteracy, and learning to read: Interactions among languages and writing systems. Scientific studies of reading, v. 9, n. 1, p. 43-61, 2005.

BIALYSTOK, E.; GIGI, L.; KATHLEEN, F. P.; SUJIN, Y. Receptive vocabulary differences in monolingual and bilingual children. Bilingualism: Language and Cognition v. 13, n. 4, p. 525-531, oct, 2010.

BLEWITT, P. et al. Shared book reading: When and how questions affect young children's word learning. Journal of Educational Psychology, v. 101, n.2, p.294–304, 2009.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L9394.htm>. Acesso em: maio, 2023.

BRENTANO, L.; FINGER, I. Biliteracia e educação bilíngue: Contribuições das Neurociências e da Psicolinguística para a compreensão do desenvolvimento da leitura e escrita em crianças bilíngues. Letrônica, v. 13, n. 4, p. 1-12, 2020.

CAPOVILLA, F. C.; PRUDÊNCIO, E. R. Teste de vocabulário auditivo por figuras: normatização e validação preliminares. Avaliaçao Psicologica: Interamerican Journal of Psychological Assessment, v. 5, n. 2, p. 189-203, 2006.

CHEDIAK, S. Biletramento na educação bilíngue eletiva: aquisição do português e inglês em contexto escolar. Curitiba: Appris, 2019.

COYLE, D. The Place of CLIL in (Bilingual) Education. Theory Into Practice, v. 57, n. 3, p. 166-176, 2018.

CHRISTO, M. M. S. Análise de movimentos oculares em questões de cálculo: um estudo desenvolvido com alunos de cursos de engenharia. Tese (Doutorado em Ensino de Ciência e Tecnologia) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Ponta Grossa, 2019.

DEHAENE, S. Os neurônios da leitura: como a ciência explica nossa capacidade de ler. Tradução de Leonor Scliar-Cabral. Porto Alegre: Penso, 2012.

DESHMUKH, R S. et al. Teachers’ use of questions during shared book reading: Relations to child responses. Early Childhood Research Quarterly, v. 49, p. 59-68, 2019.

DWORIN, J. E. Insights into biliteracy development: Toward a bidirectional theory of bilingual pedagogy. Journal of Hispanic Higher Education, v. 2, n. 2, p. 171-186, 2003.

DOWDALL, N. et al. Shared picture book reading interventions for child language development: a systematic review and meta-analysis. Child Development, v. 91, n. 2. e383-e399, 2020.

FERRACINI, F. et al. Avaliação de vocabulário expressivo e receptivo na educação infantil. Revista Psicopedagogia, , v. 23, n. 71, p. 124-133, 2006.

FINGER, I. Psicolinguística do bilinguismo. In: REBELLO, L. S. FLORES, V. do N. (Orgs.). Caminhos das letras: uma experiência de integração. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2015. p. 47-60.

FINGER, I.; BRENTANO, L. S.; RUSCHEL, D. E quando a alfabetização ocorre simultaneamente em duas línguas? Reflexões sobre o biletramento a partir da análise de textos de crianças bilíngues. ReVEL. vol. 17, n. 33, 2019.

FITTON, L.; MCILRAITH, A. L.; WOOD, C. L. Shared Book Reading Interventions With English Learners: A Meta-Analysis. Review of Educational Research, v. 88, n. 5, 2018.

GABRIEL, R.; MORAIS, J. A leitura compartilhada na família e na escola. In: FLÔRES, O. C.; GABRIEL, R. O que precisamos saber sobre a aprendizagem da leitura: contribuições interdisciplinares. Santa Maria: UFMG, 2017. p. 23-48.

GORDON, T. Teaching young children a second language. Westport: Praeger, 2007.

GROSJEAN, F. Bilingualism: A short introduction. The psycholinguistics of bilingualism. v. 2, p. 5, 2013.

______. Neurolinguists, beware! The bilingual is not two monolinguals in one person. Brain and Language, v. 36, p. 3-15, 1989.

GROVER, V. et al. Shared book reading in preschool supports bilingual children’s second language learning: a cluster-randomized trial. Child Development, November/December, v. 91, n. 6, p. 2192–2210, 2020.

HERMANNS, C. B. Leveling the playing field: Investigating vocabulary development in Latino preschool-age English language learners. Harvard University ProQuest Dissertations Publishing, 2010.

HOEXTER, F. Q. Educação bilíngue na educação infantil. Revista Intercâmbio, v. XXXV: São Paulo: LAEL/PUCSP, 2017, p. 18-37.

JUSTICE, L. M.; PENCE, K. Scaffolding with storybooks: a guide for enhancing young children's language and literacy achievement. Newark, DE: International Reading Association, 2005.

JUSTICE, L. M.; SOFKA, A. E. Engaging children with print: building early literacy skills through quality read-alouds. New York: The Guilford Press, 2010.

JUSTICE, L. M. et al. Accelerating preschooler’s early literacy development through classroom-based teacher–child storybook reading and explicit print referencing. Language, Speech, and Hearing Services in Schools, v. 40, p. 67–85, 2009.

KADERAVEK, J. N. Children with communication impairments: caregivers’ and teachers’ shared book-reading quality and children’s level of engagement. Child Language Teaching and Therapy, v. 30, n. 3, 2014.

LUGO-NERIS, M.; JACKSON, C. W.; GOLDSTEIN, H. Facilitating vocabulary acquisition of young English language learners. Language, Speech, and Hearing Services in Schools, 41, 314e327, 2010.

MARCELINO, M. Aquisição de segunda língua e bilinguismo. Revista Intercâmbio, v. XXXV. São Paulo: LAEL/PUCSP, 2017, p. 38-67.

MARTELOTTA, M. E.; PALOMANES, R. Linguística Cognitiva. In: MARTELOTTA, M. E. Manual de Linguística. São Paulo: Contexto, 2008.

MARKMAN, E.; WACHTEL, G. Children’s Use of Mutual Exclusivity to Constrain the Meanings of Words. Cognitive Psychology, v. 20, p.121-157, 1988.

MARGANA. Developing Model of Bilingual Education at Vocational High Schools in Yogyakarta. Research Report of Competitive Grant Funded by DIKTI, 2009.

McKEOWN, M. G.; BECK, I.L. Encouraging young children‘s language interaction with stories. In: DICKINSON, D. K.; NEUMAN, S. B. Handbook of early literacy research. v. 2. The Guilford Press, p. 281-294, 2006.

MEGALE, A. Bilinguismo e Educação Bilíngue. In: MEGALE, Antonieta (Org.). Educação Bilíngue no Brasil. São Paulo : Fundação Santillana, 2019.

MILBURN, T. F. et al. Enhancing preschool educators‘ ability to facilitate conversations during shared book reading. Journal of Early Childhood Literacy, v. 4, n. 1, p. 105–140, 2014.

MORAIS, J. Criar leitores: para professores e educadores. Barueri: Manole, 2013.

NATIONAL EARLY LITERACY PANEL. Developing early literacy: report of the national early literacy panel. A scientific synthesis of early literacy development and implications for intervention. Washington: National Institute for Literacy, 2009.

OPEL A. et al. The effect of preschool dialogic reading on vocabulary among rural Bangladeshi children. International Journal of Educational Research, v. 48, p. 12–20, 2009.

PENCE, K.; JUSTICE, L. M.; WIGGINS, A. K. Preschool teachers’ fidelity in implementing a comprehensive language-rich curriculum. Language, Speech, and Hearing Services in Schools, v. 39, p. 329–341, 2008.

PENTIMONTI, J. M. et al. A standardized tool for assessing the quality of classroom-based shared reading: Systematic Assessment of Book Reading (SABR). Early Childhood Research Quarterly, v. 27, p. 512– 528, 2012.

PENTIMONTI, J. M., et al. The impact of teachers’ extra-textual talk during shared reading on children’s language/literacy skills. Poster presented at Society for the Scientific Study of Reading, 2018. Disponível em: https://cliengage.org/public/wp-content/uploads/sites/10/2018/09/SSSR-2018.2.png. Acesso em: maio, 2023.

PEREIRA, A. E.; GABRIEL, R.; JUSTICE, L. M. O papel da formulação de questões durante a leitura compartilhada de livros na educação infantil. Ilha do Desterro, v. 72, n. 3, p. 201-221, 2019.

PEREIRA, A. E. Contribuições da prática de leitura compartilhada na infância para o desenvolvimento da literacia e para a criação de leitores. Tese (doutorado) Universidade de Santa Cruz do Sul - UNISC. Orientação: Profa. Rosângela Gabriel. Coorientação: Profa. Laura M. Justice. 2021.

PIANTA, R. C.; LA PARO, K. Improving early school success. Educational Leadership, v. 60, n. 7, p. 24–29, 2003.ROBERTS, T. A. Home storybook reading in primary or second language with preschool children: evidence of equal effectiveness for second-language vocabulary acquisition. International Literacy Association, v. 43, n. 2, April/May/June, p.102-130, 2008.

ROCCA, P. D. A. O desempenho de falantes bilíngües: evidências advindas da investigação do VOT de oclusivas surdas do inglês e do português. DELTA, v. 19, n. 2, 2003.

SEMBIANTE, S. F. et al. Teachers‘ literal and inferential talk in early childhood and special education classrooms. Early Education and Development, v. 29, n. 1, p. 14–30, 2018.

SÉNÉCHAL, M. Young children‘s home literacy experiences. In: POLLATSEK, A.; TREIMAN, R. The Oxford Handbook of Reading. Oxford: Oxford University Press, 2015.

SÉNÉCHAL, M., et al. Individual differences in 4-year- old children‘s acquisition of vocabulary during storybook reading. Journal of Educational Psychology, v. 87, p. 218-229, 1995.

SERRATRICE, L. The Bilingual Child. In: BHATIA, T.; RICHIE, W. (Ed). The Handbook of Bilingualism and Multilingualism. 2 ed. Blackwell Publishing, 2013.

TOMASELLO, M. Origens culturais da aquisição do conhecimento humano. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

van KLEECK, A. Research on book sharing: another critical look. In: van KLEECK, A.; STAHL, A.; BAUER, E. B (Eds.). On reading books to children: parents and teachers. Mahwah, NJ, US: Lawrence Erlbaum Associates Publishers,p. 271-320, 2003.

ZUCKER, T. A., et al. The role of frequent, interactive prekindergarten shared reading in the longitudinal development of language and literacy skills. Developmental Psychology, v. 49, n. 8, p. 1425-1439, 2013.

WALSH, R. L.; HODGE, K. A. Macquarie University, AustraliaAre we asking the right questions? An analysis of research on the effect of teachers’ questioning on children’s language during shared book reading with young children. Journal of Early Childhood Literacy, v. 18, n. 2, p.264–294, 2018.

Downloads

Publicado

2023-08-28

Como Citar

TOWNSEND, Sabrine Amaral Martins; CARVALHO, Kadine Saraiva de; PEREIRA, Aline.
A LEITURA COMPARTILHADA DE LIVROS COMO ESTRATÉGIA PARA O DESENVOLVIMENTO BILÍNGUE NA EDUCAÇÃO INFANTIL E ANOS INICIAIS
. Afluente: Revista de Letras e Linguística, v. 8, n. 23, p. 27–48, 28 Ago 2023 Disponível em: https://periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/afluente/article/view/21514. Acesso em: 15 jun 2024.

Edição

Seção

Leitura e escrita: diferentes práticas e concepções