EXPERIÊNCIA EXTENSIONISTA NA HOSPITALIDADE COMERCIAL

o projeto “Anfitrião Cidadão” em Belém (Pará)

Autores

  • Ágila Flaviana Alves Chaves Rodrigues Universidade Federal do Pará https://orcid.org/0000-0003-2566-7306
  • Jacirene da Silva Queiroz Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará

DOI:

https://doi.org/10.18764/2674-6972v5n11.2023.7

Palavras-chave:

experiência extensionista, hospitalidade comercial, circuitos da economia urbana, Belém, PA

Resumo

O estudo discute a experiência extensionista do Eixo de Turismo, Hospitalidade e Lazer do Instituto Federal do Pará, a partir do projeto de extensão “Anfitrião Cidadão: assessoria técnica para empreendedores de pequenos meios de  hospedagem”, entre os anos de 2019 e 2020. A análise bibliográfica teórico-conceitual lançou mão de literatura sobre os circuitos da economia urbana e da hospitalidade comercial, tendo como recorte analítico hotéis e imóveis disponíveis para locação por temporada. A coleta de dados ocorreu por meio da análise documental nos relatórios das atividades do projeto, Inventário da Oferta Turística e em sites de vendas de diárias. Os resultados revelaram aspectos recentes da expansão das atividades características da hotelaria na cidade e os desafios da estrutura organizacional na prestação de serviços de hospedagem para pequenos empreendedores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ágila Flaviana Alves Chaves Rodrigues, Universidade Federal do Pará

Mestra em Planejamento do Desenvolvimento e doutoranda em Desenvolvimento Socioambiental pelo Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido (PPGDSTU), do Núcleo de Altos Estudos Amazônicos (NAEA) da Universidade Federal do Pará (UFPA). Especialista em Gestão de Cidades e Sustentabilidade, pelo Núcleo de Meio Ambiente (NUMA/UFPA). Graduada em Bacharelado em Turismo pela mesma Universidade. Desenvolve atividades no Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Ordenamento Territorial e Urbanodiversidade na Amazônia (GEOURBAM/ NAEA/ UFPA). Atuou como docente nos cursos da área de Turismo, Hospitalidade e Lazer do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará (ETHL/IFPA) e como docente e tutora na Especialização em Negócios Turísticos da Faculdade de Turismo (FACTUR/UFPA). Tem experiência nas áreas de Turismo, Hospitalidade e Desenvolvimento Socioambiental, atuando principalmente nos seguintes temas: produção social do espaço, planejamento turístico, espaços turísticos insulares, políticas públicas de turismo e lazer, hospitalidade social e comercial. 

Referências

ANDRADE, T. K.; TAVARES, M. G. O projeto de integração amazônica visto pela turistificação dos lugares. Confins, Paris, v. 14, 2012.

AIRBNB. Quem somos. Airbnb, Rio de Janeiro, 2016. Disponível em: http://airbnb.com.br. Acesso em: 26 mar. 2019.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA INDÚSTRIA HOTELERIA. História da hotelaria no Brasil. Rio de Janeiro: Insight Engenharia de Comunicação Nacional, 2007, 200p.

BELÉM. Coordenadoria Municipal de Turismo. Inventário da Oferta Turística de Belém. Belém: BELEMTUR, 2020.

BELÉM. Anuário Estatístico do Município de Belém. 2007. Disponível em: http://www.belem.pa.gov.br/transparencia/?page_id=1510. Acesso em 14 mar. 2021.

CAMARGO, L. O. L. Hospitalidade. São Paulo: Editora Aleph, 2004.

CATAIA, M; SILVA, S. C. da. Considerações sobre a teoria dos dois circuitos da economia urbana na atualidade. Boletim Campineiro de Geografia, Campinas, v. 3, n. 1, 2013. Disponível em: . Acesso em: 05 dez. 2017.

CELLARD, A. A análise documental. In: POUPART, J. et al. A pesquisa qualitativa: enfoques epistemológicos e metodológicos. Petrópolis, Vozes, 2008.

COSTA, R. B. Comunicação e consumo: sobre a produção de modos de vida no Airbnb. Signos do Consumo, São Paulo, v. 9, n. 1, p. 27-35, jan./jun. 2017.

DE ROSE, A. T. Turismo, Planejamento e Marketing. Barueri/SP: Manole, 2014.

FERRAZ, C. P. A etnografia digital e os fundamentos da antropologia para estudos qualitativos em mídias online. Aurora. Revista de Arte, Mídia e Política, São Paulo, v. 12, n. 35, p. 46– 69, 2019.

FREITAS, S. M. Impactos gerais provocados pela introdução de cadeias hoteleiras no mercado da hospitalidade na cidade de Belém do estado do Pará. 2008, 84 f. Monografia (especialização) - Universidade de Brasília, Centro de Excelência em Turismo (Formação de Consultores em Turismo), 2008.

LEITE, Â. R. L.; BORGES, L. C.; SANTOS, L. G. S. A produção do conhecimento de grupos de pesquisa do Curso de Hotelaria – UFMA no âmbito da extensão universitária. Revista Bibliomar, São Luís, v. 17, n. 2, jul./dez. 2018. Disponível em: http://www.periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/bibliomar/article/view/10272. Acesso em: 12 abr. 2022.

MONTENEGRO, M. R. Globalização, trabalho e pobreza no Brasil metropolitano: o circuito inferior da economia urbana em São Paulo, Brasília, Fortaleza e Belém. 2011. 303 f. Tese (Doutorado em Geografia Humana) – Programa de Pós-Graduação em Geografia Humana, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011.

NASCIMENTO, J. L. B. O nível de satisfação do hóspede nos meios de hospedagem comercial em desenvolvimento. 2019. 302 f. Tese (Doutorado em Turismo) - Departamento de Economia, Gestão, Engenharia Industrial e Turismo da Universidade de Aveiro, Portugal, 2011.

OLX. Venda apartamento em Belém. 2021. Disponível em https://portalolx.olx.com.br/. Acesso em 04 jul. 2022.

PARÁ. Companhia Paraense de Turismo. Diagnóstico da área e das atividades turísticas do Pólo Belém – PA. Belém: PARATUR; CHIAS Marketing, 2009.

PARÁ. Secretaria de Estado de Turismo. Projeto Abre Caminho. Belém: Setur, 2020.

RODRIGUES, Á. F. A. C. A produção do espaço pelo e para o turismo na Área de Proteção Ambiental da Ilha do Combu (Belém-Pará). 2018. 331 f. Dissertação (Mestrado em Planejamento do Desenvolvimento) – Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido, Núcleo de Altos Estudos Amazônicos, Universidade Federal do Pará, Belém, 2018.

SANTOS, M. O espaço dividido: os dois circuitos da economia urbana dos países subdesenvolvidos. 2. ed. São Paulo: EDUSP, 2004. (Coleção Milton Santos).

CATAIA, M; SILVA, S. C. da. Considerações sobre a teoria dos dois circuitos da economia urbana na atualidade. Boletim Campineiro de Geografia, Campinas, v. 3, n. 1, 2013. Disponível em: . Acesso em: 05 dez. 2017.

SILVEIRA, M. L. Os circuitos da economia urbana nas cidades brasileiras. In: SEMINARIO INTERNACIONAL DA REDE IBERO-AMERICANA DE INVESTIGADORES SOBRE GLOBALIZAÇÃO E TERRITORIO. 8, 2004, Rio de Janeiro. Anais... Belo Horizonte: Seminário RII, 2004, p. 1-25.

TAVARES, M. G. et al. O turismo no Pará e a COVID-19: diversidade econômica e políticas públicas regionais a partir do impacto da pandemia. Geo UERJ, n. 39, 2021. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br. Acesso em: 30 jun. 2022.

TRINDADE JÚNIOR, S-C. C. Formação metropolitana de Belém (1960-1997). Belém: Paka-Tatu, 2016 (Coleção Belém 400 Anos).

TOZI, F.; DUARTE, L. R.; CASTANHEIRA, G. R. Trabalho precário, espaço precário: as plataformas digitais de transporte e os circuitos da economia urbana no Brasil. Revista Electrónica de Recursos en Internet sobre Geografía y Ciencias Sociales, Barcelona, v. 25, n. 252, p. 1–20, 2021.

Downloads

Publicado

2023-05-21

Como Citar

RODRIGUES, Ágila F. A. C.; QUEIROZ, J. da S. EXPERIÊNCIA EXTENSIONISTA NA HOSPITALIDADE COMERCIAL: o projeto “Anfitrião Cidadão” em Belém (Pará). Revista Turismo & Cidades, [S. l.], v. 5, n. 11, 2023. DOI: 10.18764/2674-6972v5n11.2023.7. Disponível em: http://periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/turismoecidades/article/view/20367. Acesso em: 1 mar. 2024.

Edição

Seção

Relato de experiência