OS IMPACTOS DA PANDEMIA DE COVID-19: uma análise sobre a situação dos restaurantes

Autores

  • Raquel Finkler Doutoranda em Turismo e Hospitalidade na UCS. Professora na FSG - Cenro Universitário da Serra Gaúcha.
  • Nathalia Antoniazzi Universidade de Caxias do Sul (UCS)
  • Suzana Maria De Conto Universidade de Caxias do Sul (UCS)

Resumo

O objetivo do artigo é analisar a situação dos restaurantes frente aos impactos da pandemia de COVID-19 e os desafios relacionados a mudanças comportamentais, sanitárias e tecnológicas para a recuperação do setor no cenário atual e pós-pandemia. Foi realizada uma revisão de literatura narrativa sobre os impactos da pandemia no setor de gastronomia, a partir de consultas as publicações do ano de 2020 sobre o tema. A seleção dos artigos que compõem a presente revisão foi realizada de forma arbitrária. Pela análise do material bibliográfico ficaram evidenciadas as perdas no setor de gastronomia, que precisará se adequar a novos critérios sanitários para a continuidade de suas atividades. Nesse cenário, a adoção de técnicas e tecnologias voltadas à sustentabilidade (eixos econômico, social e ambiental) pode ser um diferencial, que pode contribuir para a retomada do setor.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Raquel Finkler, Doutoranda em Turismo e Hospitalidade na UCS. Professora na FSG - Cenro Universitário da Serra Gaúcha.

Bióloga pela Universidade de Caxias do Sul (UCS). Mestre em Engenharia Ambiental pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).  Doutoranda em Turismo e Hospitalidade na UCS. Bolsista Prosuc/Capes.  Professora no Centro Universitário da Serra Gaúcha (FSG).

Nathalia Antoniazzi, Universidade de Caxias do Sul (UCS)

Acadêmica no Curso de Engenharia Ambiental na UCS. Bolsista de Iniciação Científica BIC/UCS

Suzana Maria De Conto, Universidade de Caxias do Sul (UCS)

Engenheira Química pela Universidade de Caxias do Sul (UCS). Mestre em Engenharia Civil pela Universidade de São Paulo. Doutora em Educação pela Universidade Federal de São Carlos.  Professora nos cursos de Graduação em Engenharia, Turismo, Administração e Gastronomia e nos Programas de Pós-Graduação em Engenharia e Ciências Ambientais e em Turismo e Hospitalidade da UCS. Bolsista Produtividade em Pesquisa do CNPq.

Referências

ABRASEL. Guia prático sobre como lidar com o problema em bares e restaurantes. Brasília, DF: ABRASEL, 2020. Disponível em: https://drive.google.com/file/d/1gnSFdzF42fjpyKsoB6Ran7BLMiSgW4xo/view. Acesso em: 7 jun. 2020.

ANVISA. Nota Técnica nº 18/2020/SEI/GIALI/GGFIS/DIRE4/ANVISA– COVID-19 e as boas práticas de fabricação e manipulação de alimentos. 2020. Disponível em: http://portal.anvisa.gov.br/documents/219201/4340788/NT+18.2020+-+Boas+Pr%C3%A1ticas+e+COVID+19/78300ec1-ab80-47fc-ae0a-4d929306e38b. Acesso em: 20 maio 2020.

ANVISA. Resolução RDC nº 216de 15 de setembro de 2004. Dispõe sobre regulamento técnico de boas práticas para serviços de alimentação. Brasília, DF: ANVISA, 2004. Disponível em: http://portal.anvisa.gov.br/documents/33916/388704/RESOLU%25C3%2587%25C3%2583O-%20RDC%2BN%2B216%2BDE%2B15%2BDE%2BSETEMBRO%2BDE%2B2004.pdf/23701496-925d-4d4d-99aa-9d479b316c4b. Acesso em: 13 jun. 2020.

BERTOLINI, M.T. Sistemas de gestão ambiental na indústria alimentícia. Porto Alegre: Artmed, 2012.

BRASIL. Lei Federal nº 11.771de 17 de setembro de 2008. Brasília, DF: Política Nacional de Turismo, 2008. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2008/Lei/L11771.htm. Acesso em: 13 jun. 2020.

BRASIL. Lei Federal nº 14.016de 23 de junho de 2020. Dispõe sobre o combate ao desperdício de alimentos e a doação de excedentes de alimentos para o consumo humano. 2020. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2019-2022/2020/Lei/L14016.htm. Acesso em: 28 jun. 2020.

BRASIL. Lei Federal nº 8.137 de 27 de dezembro de 1990. Define crimes contra a ordem tributária, econômica e contra as relações de consumo, e dá outras providências. 1990. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l8137.htm. Acesso em: 21 maio 2020.

BRASIL. Ministério da Saúde. Boletim Epidemiológico – COE COVID-19, Brasília, DF: Ministério da Saúde, 2020a. Disponível em: https://www.saude.gov.br/images/pdf/2020/marco/24/03--ERRATA---Boletim-Epidemiologico-05.pdf. Acesso em: 30 abr.2020.

BRASIL. Ministério da Saúde. Coronavírus. Brasília, DF: Ministério da Saúde, 2020b. Disponível em: https://COVID.saude.gov.br/. Acesso em: 22 jul. 2020.

CNC. Turismo no Brasil aumenta faturamento em 2,2%, em 2019. 2020. Disponível em: http://www.cnc.org.br/editorias/turismo/noticias/turismo-no-brasil-aumenta-faturamento-em-22-em-20. Acesso em: 21 maio 2020.

DUARTE, J. A digitalização do delivery: principais desafios do aumento da demanda para contornar o isolamento. 2020. Disponível em: https://blog.vivomeunegocio.com.br/bares-e-restaurantes/gerenciar/delivery-de-comida/. Acesso em: 13 jun. 2020.

FGV. Impacto econômico do COVID-19 propostas para o turismo brasileiro. 2020. Disponível emhttps://fgvprojetos.fgv.br/sites/fgvprojetos.fgv.br/files/01.COVID19_impactoeconomico_v09_compressed_1.pdf. Acesso em: 21 maio 2020.

IBRE. O maior desafio mundial desde a Segunda Guerra Mundial. Rio de Janeiro: FGV, 2020. Disponível em:https://bibliotecadigital.fgv.br/dspace/bitstream/handle/10438/28947/BoletimMacroIbre_2003%20_1_.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 5 abr. 2020.

LU, J.; GU, J.; LI, K.; XU, C.; SU, W.; LAI, Z.; ZHOU, D.; YU, C.; XU, B.; YANG, Z.. COVID-19 Outbreak Associated with Air Conditioning in Restaurant, Guangzhou, China, 2020. Emerging Infectious Diseases, [s. l.], v. 26, n. 7, p. 1628-1631, jul. 2020. DOI: https://doi.org/10.3201/eid2607.200764. Disponível em: https://doaj.org/article/20117996568146fdb5393f9f2b51c0f5. Acesso em: 1 set. 2020.

MACEDO, Y.M.; ORNELLAS, J.L.; BOMFIM, H.F.do. COVID – 19 NO BRASIL: o que se espera para população subalternizada? Revista Encantar, v. 2, p. 1-10, jan. 2020. Disponível em: https://www.revistas.uneb.br/index.php/encantar/article/view/8189.Acesso em: 10 maio 2020.

MELO, L. Depois de cupons de consumo, restaurantes recebem ajuda para acessar crédito. 2020. Disponível em: https://www.cnnbrasil.com.br/business/2020/04/08/depois-de-cupons-de-consumo-restaurantes-recebem-ajuda-para-acessar-credito. Acesso em: 21 maio 2020.

OLIVEIRA, M. T. C.; ABRANCHES, M. V.; LANA, R. M. (In)Segurança alimentar no contexto da pandemia por SARS-CoV-2. Cadernos de Saúde Pública, v. 36, n. 4, p. 1-6, 2020. DOI: 10.1590/0102-311x00055220. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0102-311X2020000400501&script=sci_arttext.Acesso em: 13 jun. 2020.

ONU. Transformando nosso mundo: a agenda 2030 para o desenvolvimento sustentável. [2015?]. Disponível em: https://nacoesunidas.org/pos2015/agenda2030/. Acesso em: 13 jun. 2020.

OMT. Global guidelines to restart tourism. 2020. Disponível em: https://webunwto.s3.eu-west-1.amazonaws.com/s3fs-public/2020-05/UNWTO-Global-Guidelines-to-Restart-Tourism.pdf.Acesso em: 23 jul. 2020.

OPAS. Folha informativa – COVID-19 (doença causada pelo novo coronavírus). 2020. Disponível em: https://www.paho.org/bra/index.php?option=com_content&view=article&id=6101:COVID19&Itemid=875. Acesso em: 22 jul. 2020.

PISTORELLO, J.; CONTO, S, M. de; ZARO, M. Geração de resíduos sólidos em um restaurante de um Hotel da Serra Gaúcha, Rio Grande do Sul, Brasil. Eng. Sanit. Ambient., Rio de Janeiro, v. 20, n. 3, p.337-346, 2015. DOI: 10.1590/S1413-41522015020000133231. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S1413-41522015020000133231. Acesso em: 28 jul. 2020.

RESENDE, S. Senado aprova doação de alimentos que sobrarem nos restaurantes a pessoas carentes. 2020. Disponível em: https://g1.globo.com/politica/noticia/2020/04/14/senado-aprova-doacao-de-alimentos-que-sobrarem-nos-restaurantes-a-pessoas-carentes.ghtml. Acesso em: 21 maio 2020.

SEBRAE. Segurança dos alimentos: dicas de cuidados para o delivery em meio à COVID-19. 2020. Disponível em: https://bibliotecas.sebrae.com.br/chronus/ARQUIVOS_CHRONUS/bds/bds.nsf/ed6f4e148e620b04690ebb81c133c7d9/$File/19424.pdf. Acesso em: 15 maio 2020.

SIGALA, M. Tourism and COVID-19: impacts and implications for advancing and resetting industry and research. Journalof Business Research, v. 117, p. 312-321, 2020. DOI: https://doi.org/10.1016/j.jbusres.2020.06.015.Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0148296320303908. Acesso em: 28 jun. 2020.

SINDHA. Impactos do coronavírus nos setores gastronômico e hoteleiro. 2020. Disponível em: https://www.sindha.org.br/noticias/item/primeiros-impactos-do-coronavirus-nos-setores-gastronomico-e-hoteleiro. Acesso em: 30 abr. 2020.

SOPRANA, P. Mais de 600 mil foram demitidos de restaurantes e bares, estima associação. 2020. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2020/04/mais-de-600-mil-foram-demitidos-de-restaurantes-e-bares-estima-associacao.shtml. Acesso em: 28 jul. 2020.

TSE, A.C.B.; SO, S.; SIN, L. Crisis management and recovery: how restaurants in Hong Kong responded to SARS. International Journal of Hospitality Management, Hong Kong, v. 25, p. 3-11, mar. 2006. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0278431904001203. Aceso em: 10 maio 2020.

Downloads

Publicado

2020-10-01

Como Citar

Finkler, R., Antoniazzi, N., & De Conto, S. M. (2020). OS IMPACTOS DA PANDEMIA DE COVID-19: uma análise sobre a situação dos restaurantes. Revista Turismo &Amp; Cidades, 2, 88–103. Recuperado de http://periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/turismoecidades/article/view/14658

Edição

Seção

Edição especial