ESTÁDIO ARENA DAS DUNAS E COPA DO MUNDO 2014: LEGADO TURÍSTICO EM NATAL/RN

Autores

  • George Fernandes de Sá Universidade Federal do Rio Grande do Norte/UFRN
  • Silvania Melo da Cunha Universidade Federal do Rio Grande do Norte/UFRN
  • Sueli Aparecida Moreira Departamento de Turismo da Universidade Federal do Rio Grande do Norte/UFRN-Natal http://orcid.org/0000-0002-0558-5808
  • Roberto Paolo Vico Escola Superior de Hotelaria e Turismo- Moçambique

Resumo

O planejamento turístico pode contribuirpara o desenvolvimento social e econômico; é considerado um dos setores mais promissores do século XXI. O presente estudo teve como objetivo avaliar o legado da Arena das Dunas após a Copa do Mundo de 2014. Realizou-se pesquisa qualitativa, com observação participante do evento e análise de narrativas apreendidas em entrevistas com seis voluntários. Através de reflexão prospectiva sobre a utilização da Arena no circuito turístico da cidade de Natal, constatando-se os legados decorrentes da Copa do Mundo em Natal. Dos resultados apresentados emerge que o megaevento melhorou a imagem de Natal incrementando também o turismo por meio do intercambio cultural. Mesmo assim, o Estádio Arena das Dunas demanda esforços para consolidar-se como atrativo turístico em Natal e a gestão de seus legados requer planejamento turístico adequado e colaboração entre os vários atores envolvidos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

George Fernandes de Sá, Universidade Federal do Rio Grande do Norte/UFRN

Bacharel em Turismo pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte/UFRN - Natal/RN

Silvania Melo da Cunha, Universidade Federal do Rio Grande do Norte/UFRN

Graduanda em Administração pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte/UFRN - Natal/RN

Sueli Aparecida Moreira, Departamento de Turismo da Universidade Federal do Rio Grande do Norte/UFRN-Natal

Nutricionista. Mestre em Saúde Coletiva e Doutora em Ecologia (Ambiente e Sociedade) com estágio em Antropologia da Alimentação. Docente do Depto de Turismo da Universidade Federal do Rio Grande do Norte/UFRN, Natal/RN.

Roberto Paolo Vico, Escola Superior de Hotelaria e Turismo- Moçambique

Professor adjunto da Universidade Eduardo Mondlane, Escola Superior de Hotelaria e Turismo- Moçambique; doutorando em Geografia pela UFRN em co-tutela com doutorado em Línguas, Literatura, Arte e Ciências Humanas da Université Polytechnique Hauts-de-France (França)

Referências

ARAÚJO, R. Arenas esportivas: do conceito básico ao estado da arte. In: DACOSTA L.; CORRÊA, D; RIZZUTI, E; VILLANO, B.E.; MIRAGAYA, A. Legados de megaeventos esportivos. Brasília, DF: Ministério do Esporte, 2008.

BIGSTOCK. Itália sonhada. São Paulo: Cenci Turismo, 2019.

BRASIL.Portal da transparência do governo federal: relatório.Brasília, DF: Controladoria Geral da União, 2014.

CLARK, G. Local development benefits from staging major events. San Francisco: Organization of Economic Cooperation and Development, 2008.

CONTRERAS, J.H. La cultura tradicional ala Catalunya d’avui. In: G1NER, S. (org.) La Societat Catalana. Barcelona. 1998, p. 821-837.

ESTEVEZ, F. Descongelando cultura: alimentación, museos y representación; alimentación y cultura. Actas del Congreso Internacional de Antropologia. Museo Nacional de Antropología. Zaragoza: 1998, p. 117-131.

CURI, M.A. Disputa pelo legado em megaeventos esportivos no Brasil. Horizontes antropológicos, Porto Alegre, v. 19, n. 40, p. 65-88, jul./dez, 2013.

CAMARGO, L.O.L.Hospitalidade. São Paulo: Editora Aleph, 2004

EDUCATION FIRST – EF. O Índice de proficiência em inglês da EF. São Paulo: EF, 2019.

GREEN, B. E.; CHALIP, L. Sport tourism as the celebration of subculture. Annals of tourism research, v. 25, n. 2, p. 275–291, 1998.

GRINOVER, L. A hospitalidade urbana: acessibilidade, legibilidade e identidade. Revista hospitalidade, v. 3, n. 2, p. 29-50, 2006.

HALL, C. M. Urban entrepreneurship, corporate interests and sports mega‐events: the thin policies of competitiveness within the hard outcomes of neoliberalism. The SociologicalReview,v. 54, n.s2, p. 59-70, 2006.

JOVCHELOVITCH,S.; BAUER, M. W. Entrevista narrativa. In: BAUER, M.W.; GASKELL, G. Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som. Petrópolis/RJ: Vozes, 2002.

LASHLEY, C.; MORRISON, A. Em busca da hospitalidade: perspectivas para um mundo globalizado. Barueri: Manole, 2004.

LEE, C.;LEE, Y.; WICKS, B. Segmentation of festival motivation by nationality and satisfaction.Tourism management, v. 25, n. 1, p. 61–70, 2004.

LÉVI-STRAUSS, C. Anthropologie structurale II.Paris: Plon, 1973.

LOOSEMORE, M.; LAM, A. S. Y. The locus of control: a determinant of opportunistic behavior in construction health and safety. Construction management and economics, v. 22, p. 385-394, 2004.

MINAYO, M. C. S. Trabalho de Campo: Contexto de Observação, Interação e descoberta. In: MINAYO, M.C.S; DESLANDES, S.F.; GOMES, R. Pesquisa social: Teoria, Método e criatividade. Rio de Janeiro: Vozes, 2009.

MINISTÉRIO DO TURISMO – MTUR. Brasil registra recorde na entrada de turistas estrangeiros. Brasília, DF: Mtur. 2017.

MORTARA, F. “Para inglês entender”. São Paulo: O Estado de São Paulo, 2011.

PANOSSO-NETTO, A.; GAETA, C. Turismo de experiência. São Paulo: Senac, 2010.

PREUSS, H.The economics of staging the olympics: a comparison of the games, 1972-2008. Northampton, MA: Edward Elgar Publishing, 2004.

PREUSS, H. Lasting effects of major sporting events. Idrottsforum, p. 1–6. 2006. Disponível em: http://www.idrottsforum.org/articles/preuss/preuss061213.pdf. Acesso em: 21 jan 2019.

PILATTI, A.; SANTOS, M. E. M. O domínio da língua inglesa como fator determinante para o sucesso profissional no mundo globalizado. Passo Fundo: Secretariado Executivo em Revista, 2011.

PINE, B.J.; GILMORE, J.H.The experience economy. Boston: Harvard Business Press, 2011.

POYNTER, G.Estudos Urbanos – De beijing a bow bells. Rio de Janeiro: Confederação Federal de Educação Física, 2006.

SOARES, Canindé. Shows acontecem dentro da Arena das Dunas – Divulgação. Rio do Grande do Norte: G1, 2015.

TINÔCO, Rafael de Gois et al. NATAL (RN): A “Cidade do Sol” e a Arena das Dunas. In: ROCCO JÚNIOR, Ary José; MAZZEI, Leandro Carlos (org.). Os estádios e arenas do futebol brasileiro e o legado da Copa do Mundo 2014: o padrão FIFA, o consumidor do esporte e o entretenimento. Sarapuí: Ojm Casa Editorial, 2018. p. 453-498.

VILLANO, B.; TERRA, R. Definindo a temática de legados de megaeventos esportivo. In: DACOSTA, L.; CORRÊA, D.; RIZZUTI, E.; VILLANO, B.; MIRAGAYA, A. Legado dos megaeventos esportivos. Brasília, DF: Ministério do Esporte, 2008.

Downloads

Publicado

2020-02-02

Como Citar

Sá, G. F. de, Cunha, S. M. da, Moreira, S. A., & Vico, R. P. (2020). ESTÁDIO ARENA DAS DUNAS E COPA DO MUNDO 2014: LEGADO TURÍSTICO EM NATAL/RN. Revista Turismo & Cidades, 1(2), 62–82. Recuperado de http://periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/turismoecidades/article/view/12306

Edição

Seção

Artigos