Os professores de engenharia no Brasil e em Portugal

Autores

  • Sandra Terezinha Urbanetz Instituto Federal do Paraná - IFPR
  • Maria Amélia da Costa Lopes Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto

DOI:

https://doi.org/10.18764/2358-4319.v10n3p13-40

Palavras-chave:

Formação de professores, Itinerário formativo, Engenharia

Resumo

Há muito que se discute o modelo mais adequado para um sistema de ensino que contemple as demandas sociais ocorridas em razão das mudanças no mundo do trabalho, no qual a exigência de conhecimento científico, tecnológico e sócio-histórico se faz presente de forma cada vez mais intensa. Este artigo apresenta uma pesquisa desenvolvida com o objetivo de evidenciar a trajetória de constituição docente dos engenheiros, ou seja, identificar como os engenheiros tornam-se professores, bem como discutir o papel da formação pedagógica na constituição desses docentes. Para tanto foram realizadas entrevistas com professores de um curso de mestrado integrado em Engenharia Eletrotécnica e de Computadores em Portugal e de um curso de Engenharia Eletrônica no Brasil, com vista a dar conta do itinerário formativo e das características de percurso desses profissionais. Foram considerados os aspectos de motivação para ingresso na carreira docente, as mudanças, dificuldades e possibilidades encontradas nesse percurso, a formação pedagógica necessária e o sentimento de realização profissional. Os resultados indicam que os professores se sentem plenamente realizados profissionalmente, abertos a uma constante melhoria pedagógica, e que a formação pedagógica necessária ao desenvolvimento das atividades educativas estão vinculadas a demandas institucionais e pessoais dos professores. 

Palavras-chave: Formação de professores; itinerário formativo; engenharia.

ENGINEERING TEACHERS IN BRAZIL AND PORTUGAL

ABSTRACT

There has been a discussion for a long time about the most adequate model for a teaching system that looks on the social demands that have occurred due to changes in the working world, in which the demand for scientific, technological and socio-historical knowledge is increasingly present in an intensive manner. This article presents a research developed with the objective of showing the trajectory of engineering teachers’ training, that is, to identify how engineers become teachers, as well as to discuss the role of the pedagogical training in the formation of these teachers. For this purpose, interviews were conducted with teachers from a master’s degree integrated with Electronic and Computing Engineering in Portugal and an Electronic Engineering course in Brazil, in order to account for the training itinerary and the trajectory characteristics of these professionals. The motivation aspects to enter the teaching career, the changes, difficulties and possibilities found in this course, the necessary pedagogical training and the feeling of professional fulfillment were considered. The results indicate that teachers feel completely fulfilled professionally, open to a constant pedagogical improvement, and that the pedagogical training necessary for the development of educational activities are linked to the institutional and personal demands of teachers.

Keywords: Teachers’ training; training itinerary; engineering

LOS PROFESORES DE INGENERÍA EN BRASIL Y EN PORTUGAL

RESUMEN

 Hace mucho que se discute el modelo más adecuado para un sistema de enseñanza que contemple las demandas sociales ocurridas en razón de los cambios en el mundo del trabajo, en el cual la exigencia de conocimiento científico, tecnológico y socio-histórico se hace presente de forma cada vez más intensa. Este artículo presenta una investigación desarrollada con el objetivo de evidenciar la trayectoria de constitución docente de los ingenieros, o sea, identificar como los ingenieros se vuelven profesores, así como discutir el papel de la formación pedagógica en la constitución de esos docentes. Para ese fin fueron realizadas entrevistas con profesores de un curso de maestría integrado en Ingeniería Electrotécnica y de Ordenadores en Portugal y de un curso de Ingeniería Electrónica en Brasil, con vista a tomar en cuenta el itinerario formativo y las características del recorrido de esos profesionales. Fueron considerados los aspectos de motivación para ingreso en la carrera docente, los cambios, dificultades y posibilidades encontradas en ese recorrido, la formación pedagógica necesaria y el sentimiento de realización profesional. Los resultados indican que los profesores se sienten plenamente realizados profesionalmente, abiertos a una constante mejoría pedagógica, y que la formación pedagógica necesaria al desarrollo de las actividades educativas están vinculadas a demandas institucionales y personales de los profesores. 

Palabras clave: Formación de profesores; itinerario formativo; ingeniería

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sandra Terezinha Urbanetz, Instituto Federal do Paraná - IFPR

PósDoutora pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro e pela Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto – Portugal. Professora do Instituto Federal do Paraná - IFPR, Campus Curitiba, professora da Pós Graduação em Educação Profissional Técnica em Nível Médio.

Maria Amélia da Costa Lopes, Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto

Professora Doutora da Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto.

Downloads

Publicado

2017-10-09

Como Citar

Urbanetz, S. T., & Lopes, M. A. da C. (2017). Os professores de engenharia no Brasil e em Portugal. Revista Educação E Emancipação, (1), p.13–40. https://doi.org/10.18764/2358-4319.v10n3p13-40

Edição

Seção

Artigos