Verdadeiro ou falso? Uma análise dos mitos que permeiam a temática das altas habilidades/ superdotação

Autores

  • Ketilin Mayra Pedro Universidade do Sagrado Coração- Bauru/SP
  • Clarissa Maria Marques Ogeda Universidade Estadual Paulista - UNESP
  • Miguel Cláudio Moriel Chacon Universidade Estadual Paulista - UNESP

DOI:

https://doi.org/10.18764/2358-4319.v10n3p111-129

Palavras-chave:

Educação Especial, Altas Habilidades/Superdotação, Mitos

Resumo

Além do desconhecimento sobre as especificidades que compõem o fenômeno da superdotação, os mitos constituem-se  em mais um fator que dificulta o processo de identificação e avaliação de estudantes com Altas Habilidades/Superdotação (AH/SD) e o encaminhamento para serviços especializados. Nessa perspectiva, é importante desmitificar estes mitos, para que estes estudantes sejam identificados e atendidos na medida das suas necessidades. Sendo assim, este artigo objetivou investigar a presença dos mitos relacionados às AH/SD nas concepções dos formandos do curso de Pedagogia da Faculdade de Filosofia e Ciências- UNESP, campus de Marília. Participaram da pesquisa 32 estudantes da referida instituição de ensino. Para fins de coleta de dados, elaboramos um questionário que contemplava seis eixos sobre o referido fenômeno. Observamos que os mitos mais enraizados nas concepções dos formandos de Pedagogia participantes da pesquisa são os que fazem parte do eixo “Mitos sobre constituição”, apontando a necessidade de delineamento de ações que promovam a superação desses mitos. Considera-se que atender os estudantes de acordo com suas necessidades e habilidades pressupõe muito mais do que oferecer um ensino de qualidade. Faz-se necessário tratar cada um de acordo com suas diferenças, de maneira a garantir um ensino baseado na equidade.

Palavras-Chave: Educação Especial; Altas Habilidades/Superdotação; Mitos.

True or false? An analysis of the myths that permeate the high abilities / giftedness theme

ABSTRACT

Beyond the lack of knowledge about the specificities that make up the gifted phenomenon, myths constitute one more factor that hinders the process of identification and evaluation of students with High Abilities / Giftedness (AH/SD) and the referral to specialized services. In this perspective, it is important to demystify these myths, so that these students are identified and taken care for their needs, so this article aimed to investigate the presence of AH / SD myth in the conceptions of the graduates of the Pedagogy course of the Philosophy and Sciences College – UNESP, campus of Marília. Thirty-two students from this educational institution participated in the study, for the purposes of data collection we developed a questionnaire that contemplated six axes of this phenomenon. We observed that the most rooted myths in the conceptions of the pedagogy seniors participating in the research are those that are part of the “Myths about constitution” axis, pointing out the need to outline actions that promote the overcoming of these myths. It is considered that attending to students according to their needs and abilities presupposes much more than offering a quality education, it is necessary to treat each one according to their differences in order to guarantee an equity based education.

Keywords: Special Education; High Abilities / Giftedness; Myths.

¿Verdadero o falso? Un análisis de los mitos que permiten la temática de las altas capacidades / superdotación

RESUMEN

Además del desconocimiento sobre las especificidades que componen el fenómeno de la superdotación, los mitos se constituyen como otro factor que dificulta el proceso de identificación y evaluación de estudiantes con Altas Capacidades / Superdotación (AC / SD) y el encaminamiento para servicios especializados. En esta perspectiva, es importante desmitificar estos mitos, para que estos estudiantes sean identificados y atendidos en la medida de sus necesidades, siendo así ese artículo objetivó investigar la presencia de los mitos relacionados a las AC / SD en las concepciones de los alumnos del curso de Pedagogía de la Facultad de Filosofía Y Ciencias-UNESP, campus de Marília. Participaron de la investigación 32 estudiantes de la referida institución de enseñanza, para fines de recolección de datos elaboramos un cuestionario que contemplaba seis ejes sobre el referido fenómeno. Observamos que los mitos más enraizados en las concepciones de los formandos de Pedagogía participantes de la investigación son los que forman parte del eje "Mitos sobre constitución", apuntando la necesidad de delineamiento de acciones que promuevan la superación de esos mitos. Se considera que atender a los estudiantes de acuerdo con sus necesidades y habilidades presupone mucho más que ofrecer una enseñanza de calidad, se hace necesario tratar cada uno de acuerdo con sus diferencias de manera a garantizar una enseñanza basada en la equidad.

 

Palabras clave: Educación Especial; Altas Capacidades / Superdotación; Mitos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Ketilin Mayra Pedro, Universidade do Sagrado Coração- Bauru/SP

Pedagoga, Mestre e Doutora em Educação. Professora do Centro de Ciências Humanas da Universidade do Sagrado Coração- Bauru/SP.

Clarissa Maria Marques Ogeda, Universidade Estadual Paulista - UNESP

Pedagoga pela Faculdade de Filosofia e Ciências (FFC) da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP), Campus de Marília. Membro do Grupo de Pesquisa: Educação e Saúde de Grupos Especiais.

Miguel Cláudio Moriel Chacon, Universidade Estadual Paulista - UNESP

Psicólogo. Mestre e Doutor em Educação. Professor assistente doutor do Departamento de Educação Especial e do Programa de Pós-Graduação em Educação da Faculdade de Filosofia e Ciências - UNESP, Campus de Marília.

Downloads

Publicado

2017-10-09

Como Citar

PEDRO, Ketilin Mayra; OGEDA, Clarissa Maria Marques; CHACON, Miguel Cláudio Moriel.
Verdadeiro ou falso? Uma análise dos mitos que permeiam a temática das altas habilidades/ superdotação
. Revista Educação e Emancipação, n. 1, p. p.111–129, 9 Out 2017 Disponível em: http://periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/reducacaoemancipacao/article/view/7718. Acesso em: 17 jul 2024.

Edição

Seção

Artigos