As relações de poder entre o coordenador pedagógico e o diretor da escola: algumas considerações

Autores

  • Jane Cordeiro de Oliveira

DOI:

https://doi.org/10.18764/2358-4319.v10n2p83-102

Resumo

Este trabalho é parte de duas pesquisas qualitativas realizadas em 2009 e 2015, tendo como instrumento a entrevista semiestruturada com 12 coordenadores pedagógicos em 2009 e 18 coordenadores em 2015, atuantes em escolas públicas municipais da Cidade do Rio de Janeiro. O artigo discute os conflitos existentes nas relações de poder entre coordenador, professores e o diretor. As questões levantadas foram: Como o coordenador lida com os diretores e professores? Como as relações de poder interferem no seu trabalho? Os referenciais principais foram: Weber (2009), Barroso (2009), Polon (2009) e Souza (2006; 2012). As relações verticais presentes no cotidiano escolar revelam o poder implícito em categorias como: mediação, afetividade, autonomia e parceria são decorrentes da posição intermediária que o coordenador ocupa na hierarquia da gestão escolar.

Palavras-chave: Coordenador Pedagógico. Relações de poder. Mediação.

The power relations between the pedagogical coordinator and the director: some considerations

ABSTRACT

This paper is part of two qualitative researches conducted in 2009 and 2015, in Rio de Janeiro city. Our questions: How does the pedagogical coordinator deal with the directors and teachers? How do the power relations influence his or her work? We used the semi-structured interview as data collection instrument with 12 pedagogical coordinators in 2009 and with 18 coordinators in 2015. The paper discusses the existing conflicts in the power relations between the coordinator and the diretor in two different moments of municipal public school policies. The most important references that dialogue with this paper are: Weber (2009), Barroso (2009), Polon (2009) and Souza (2006; 2012). The data revealed that the vertical relations present in school routine show implicit power disputes in the categories raised by the interviewees, such as “affectivity”, “autonomy” and “partnership”, resulting from the mediator position of the pedagogical coordinator in the hierarchy of school administration.

Keywords: Pedagogical Coordinator. Power relations. Mediation.

Las relaciones de poder entre el coordinador pedagógico y el director de la escuela: algunas consideraciones

RESUMEN

Este artículo es parte de dos investigaciones cualitativas conducidas em 2009 y 2015, en la ciudad de Rio de Janeiro. Nuestras cuestiones: ¿Cómo el coordinador trata con los directores y con los profesores? ¿Cómo las relaciones de poder interfi eren en su trabajo? Utilizamos la entrevista semiestructurada como instrumento de colecta de datos, realizada con 12 coordinadores pedagógicos en 2009 y con 18 coordinadores en 2015. El artículo discute los confl ictos existentes en las relaciones de poder entre el coordinador y el director en dos momentos diferentes de las políticas vigentes en las escuelas públicas municipales. Los referenciales principales que dialogan con este estudio son: Weber (2009), Barroso (2009), Polon (2009) y Souza (2006; 2012). Los datos revelaron que las relaciones verticales presentes en el cotidiano escolar revelan disputas de poder implícitas en las categorías levantadas por los entrevistados como: “afectividad”, “autonomía” y “colaboración”, resultantes de la posición mediadora del coordinador pedagógico en la jerarquía de la gestión escolar.

Palabras-clave: Coordinador Pedagógico. Relaciones de poder. Mediación.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jane Cordeiro de Oliveira

Doutora em Educação Brasileira pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio). Professora de Geografia em escola pública municipal da Cidade do Rio de Janeiro. E-mail: janecoliveira@yahoo.com.br

Downloads

Publicado

2017-08-01

Como Citar

Oliveira, J. C. de. (2017). As relações de poder entre o coordenador pedagógico e o diretor da escola: algumas considerações. Revista Educação E Emancipação, p.83–102. https://doi.org/10.18764/2358-4319.v10n2p83-102

Edição

Seção

Artigos