REFLEXÕES CRÍTICO-ONTOLÓGICAS SOBRE INDIVÍDUO E EDUCAÇÃO NA PERSPECTIVA DA EMANCIPAÇÃO HUMANA

Autores

  • Betânea Moreira de Moraes Universidade Estadual do Ceará (UECE)
  • Frederico Jorge Ferreira Costa Universidade Estadual do Ceará (UECE)
  • Ruth Maria de Paula Gonçalves Universidade Estadual do Ceará (UECE).

DOI:

https://doi.org/10.18764/2178-2229.v22.n2.p.16-30

Palavras-chave:

Individual. Education. Ontology marxian.

Resumo

O artigo trata de três questões centrais: 1) o que é indivíduo; 2) o que é educação; 3) as relações entreindivíduo e educação. Nesse sentido, buscamos inicialmente trazer para o debate a concepção naturalizada emnossas consciências de que os indivíduos são essencialmente egoístas, competidores, ou seja, que o egoísmo e oato de competir são inerentes à essência humana – Homo homini lupus –, daí a impossibilidade de superação daexploração do homem pelo homem. No segundo momento, intentamos discutir a atividade essencial da educaçãoe o seu real papel na formação do indivíduo. Por fim, problematizamos a concepção de atividade pedagógica comoprática redentora geral, isto é, questionamos a concepção de educação como a verdadeira tábua de salvação,capaz de sanar todas as formas de miséria vigentes em nossos dias. É, pois, no entendimento da contradição quemarca a determinação onto-histórica da educação: em seu sentido universal e instituída e historicamente determinada,que apanhamos o lugar e o papel efetivo da educação no processo de constituição do indivíduo livre e deuma vida plena de sentido, qual seja: uma formação assente na luta pela superação da exploração do homem pelohomem.

Palavras-chave: Indivíduo. Educação. Ontologia do ser social.

 

REFLECTIONS CRITICAL-ONTOLOGICAL ON INDIVIDUAL AND EDUCATION INVIEW OF HUMAN EMANCIPATIO

Abstract: The article deals with three central questions: 1) what is individual; 2) What is education; 3) the relationshipbetween the individual and education. In this sense, we seek to initially bring to the debate the naturalizedconception in our consciousness that individuals are essentially selfish, competitors, or that selfishness and theact of competing are inherent in human nature – Homo homini lupus – there the impossibility of overcoming the exploitationof man by man. In the second phase, intend to discuss the core business of education and its role in theformation of the individual; finally, we question the design of pedagogical activity as general redemptive practice,that is, question the concept of education as the true lifeline, able to resolve all existing forms of poverty today. It istherefore, according to the contradiction that marks the onto-historical determination of education: in its universaland established and historically determined sense that caught the place and the effective role of education in thefree individual constitution process and a full life of meaning, namely, training based on the struggle to overcome theexploitation of man by man.

Keywords: Individual. Education. Ontology marxian.

 

REFLEXIONES CRÍTICO-ONTOLÓGICA SOBRE EL INDIVIDUO Y LA EDUCACIÓNEN LA PERSPECTIVA DE EMANCIPACIÓN HUMANA

Resumen: El artículo se ocupa de tres cuestiones centrales: 1) ¿Qué es individuo?; 2) ¿Qué es la educación?;3) las relaciones entre el individuo y la educación. En este sentido, buscamos, inicialmente, traer para el debate laconcepción naturalizada en nuestras conciencias de que los individuos son esencialmente egoístas, competidores,o sea, que el egoísmo y el acto de competir son inherentes a la esencia humana – Homo homini lupus – esta esla concepción de la imposibilidad de superación de la explotación del hombre por el hombre. En el segundo momento,intentamos discutir la actividad esencial de la educación y su real papel en la formación del individuo. Porfin, cuestionamos la concepción de educación como la verdadera línea de salvación, capaz de resolver todas lasformas de pobreza existentes en nuestros días. Es, por lo tanto, en el entendimiento de la contradicción que marcala determinación histórica onto-histórica de la educación: en su sentido universal y establecido y históricamentedeterminada, que cogimos el lugar y el papel efectivo de la educación en el proceso de constitución del individuolibre y de una vida plena de sentido, cual sea: una formación basada en la lucha por la superación de la exploracióndel hombre por lo hombre.

Palabras clave: Individuo. Educación. Ontología del ser social.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Betânea Moreira de Moraes, Universidade Estadual do Ceará (UECE)

Doutora em Educação. Professora da Universidade EstadualVale do Acaraú - UVA. Professora do Programade Pós-graduação em Educação – PPGE da UniversidadeEstadual do Ceará - UECE.

Frederico Jorge Ferreira Costa, Universidade Estadual do Ceará (UECE)

Professor da Faculdade de Educação de Itapipoca daUniversidade Estadual do Ceará –FACEDI/UECE, doPrograma de Pós-Graduação em Educação (PPGE/UECE) e do Mestrado Acadêmico em Serviço Social,Trabalho e Questão Social –MASS/UECE.

Ruth Maria de Paula Gonçalves, Universidade Estadual do Ceará (UECE).

Doutora em Educação. Professora da Universidade Estadualdo Ceará –UECE e do Programa de Pós-Graduaçãoem Educação –PPGE/UECE. Coordenadora doNúcleo de Psicologia Social e do Trabalho –NUSOL/UECE.

Downloads

Publicado

2015-08-31

Como Citar

Moraes, B. M. de, Costa, F. J. F., & Gonçalves, R. M. de P. (2015). REFLEXÕES CRÍTICO-ONTOLÓGICAS SOBRE INDIVÍDUO E EDUCAÇÃO NA PERSPECTIVA DA EMANCIPAÇÃO HUMANA. Cadernos De Pesquisa, 22(2), 16–30. https://doi.org/10.18764/2178-2229.v22.n2.p.16-30

Edição

Seção

Artigos