EDUCAÇÃO AMBIENTAL NAS ESCOLAS MUNICIPAIS LADEIRA E NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO NO MUNICÍPIO DE SÃO BENTO/MA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18764/2595-9549v7n12.2024.2

Palavras-chave:

Educação Ambiental, séries iniciais, São Bento, zona rural

Resumo

O presente estudo traz uma discussão sobre a importância do Meio Ambiente, mais precisamente nas séries iniciais do ensino fundamental. Nesse sentido, realizou -se um trabalho de educação ambiental em duas escolas municipais da zona rural do município de São Bento, que teve por objetivo principal avaliar a importância de introduzir a educação ambiental nos primeiros anos de ensino de crianças a partir de atividades realizadas na escola e a partir da compreensão da concepção dos professores sobre a temática. Com isso, por se tratar de uma pesquisa qualitativa, exploratória e descritiva, foi feita uma atividade de campo sobre educação ambiental com os professores, através da aplicação de um questionário, com perguntas abertas e fechadas, além de dinâmicas pedagógicas com as crianças, utilizando brinquedos e jogos produzidosde materiais recicláveis. Como referencial teórico, utilizamos autores como: Coelho et al. (2015), Silva (2020), Oliveira (2021), Augusto (2013), Grzebieluka (2014). Concluímos que é extremamente necessário apresentar essa temática logo na fase infantil, de forma mais integrada e cotidiana, uma vez que constatamos que as escolas só apresentam o tema em datas comemorativas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Andressa de Jesus Silva Soares, Universidade Estadual do Maranhão

Graduanda no Curso de Tecnologia em Gestão Ambiental da Universidade Estadual do Maranhão, Campus de São Bento.

Daciléia Lima Ferreira, Universidade Estadual do Maranhão

Doutoranda em Ciências Sociais, na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), sob orientação do professor Dr. Gilmar Santana. Mestra em Cultura e Sociedade, Universidade Federal do Maranhão (UFMA), pelo Programa de Pós-graduação em Cultura e Sociedade (PGCult). Especialização em Antropologia Brasileira pela Faculdade Única (MG). Graduação no Curso de Licenciatura em Ciências Humanas/Sociologia pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Campus de São Bernardo. Foi professora substituta de Sociologia no IFMA (Instituto Federal do Maranhão), Campus de São José de Ribamar (2020-2022). Atualmente é professora substituta de Metodologia Científica dos Cursos de Tecnologia em Gestão Ambiental, Direito e Tecnologia em Alimentos da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA)/Campus de São Bento/MA. Tem experiência na área de Sociologia, Antropologia, com estudos em Memória, Identidade e Imaginário. Pesquisadora do Grupo de Estudos e Pesquisas em Patrimônio Cultural (GEPPaC) do PGCult (Programa de Pós-Graduação em Cultura e Sociedade), da Universidade Federal do Maranhão e do Grupo de Estudos e Pesquisas em Meio Ambiente, Desenvolvimento e Cultura (GEPEMADEC), na linha de pesquisa 1: Imaginário Cultura e Meio Ambiente, da UFMA/Campus de São Bernardo.

Referências

ALVES, Ana Terezinha Jaques; HENDGES, Cristiane Raquel; SANDER, Ilaini Terezinha; PAZ, Dirce. Reciclagem: educar para conscientizar. In: XVII Seminário interinstitucional de ensino, pesquisa e extensão; XV mostra de iniciação científica; X mostra de extensão. Universidade da Cruz. 6-8 nov. 2012.

ARAÚJO, E. C. dos S.; SOARES, E. S.; FARIAS, F. L. B.; SILVA, É. J. de A.; SILVA, M. J.; SOBRINHO, J. B. S.; SILVA, A. V. da; BARROS, A. T. Percepção ambiental de estudantes do ensino fundamental de uma escola pública. Brasilian Jornal of Development, v. 6, n. 1, p.530- 538, 2020.

AUGUSTO, Cleiciele Albuquerque et al. Pesquisa Qualitativa: rigor metodológico no tratamento da teoria dos custos de transação em artigos apresentados nos congressos da Sober (2007-2011). Revista de Economia e Sociologia Rural [online]. v. 51, n. 4, 2013.

BARROS, A.G.; LAYOUN, B.R. Arte Regional de Mato Grosso do Sul: A educação ambiental e as aulas de artes. Revista Brasileira de Educação Ambiental, São Paulo, v. 13, n. 3, p.26- 41, 2018.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Educação é a Base. Brasília, MEC/CONSED/UNDIME, 2017.

BRUNELLO, M. I. B; MURASAKI, A. K; NÓBREGA, J. B. G. Oficina de construção de jogos e brinquedos de sucata. Revista Terapia Ocupacional Universidade de São Paulo, São Paulo, v. 21, n. 1, p. 98-103. 2010.

CARDOSO, C.S.S. Valorização dos saberes ambientais ribeirinhos e a relação com a produção sustentável de alimento no processo de formação escolar. Educação Ambiental (Brasil), v. 2, n. 3, p. 40-59, 2021.

COELHO, Ana; VALE, Vera; BOGOTTE, Emília; FIGUEIREDO-FERREIRA, Aida;

DUQUE, Isabel; PINHO, Luana. Oferta educativa outdoor como complemento da Educação Pré-Escolar: Os benefícios do contacto com a natureza. Revista de Estudios e Investigación en Psicología y Educación,: 2015, vol. extr., n. 10. DOI: 10.17979/reipe.2015.0.10.585.

GRZEBIELUKA, Douglas; KUBIAK, Izete; SCHILLER, Adriane Monteiro. Educação Ambiental: A importância deste debate na Educação Infantil. Revista Monografias Ambientais – REMOA, v.13, n. 5, dez., 2014, p. 3881 – 3906. Revista do Centro do Ciências Naturais e Exatas - UFSM, Santa Maria - ISSN 2236 1308 - DOI:10.5902/2236130814958.

GUIMARÃES, Mauro. Por uma educação ambiental crítica na sociedade atual. Revista Margens, UFPA<, Abaeté/PA, v. 7, n. 9, 2013.

KUS, Helder Jaime. Concepções de meio ambiente de professores de educação básica e práticas pedagógicas em educação ambiental. 84 f. Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Pato Branco, Revista repositório institucional da UTFPR, 2012.

LAYRARGUES, Philippe Pomier; LIMA, Gustavo Ferreira Da Costa. AS MACROTENDÊNCIAS POLÍTICO-PEDAGÓGICAS DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL BRASILEIRA. Ambiente & Sociedade, São Paulo, v. XVII, n. 1, p. 23-40, jan.-mar. 2014.

LOUREIRO, C.F.B. e LAYRARGUES, P.P. Educação Ambiental nos anos 90. Mudou, mas nem tanto. In: Políticas Ambientais, 9(5):6-7.2001.

MARX, K.; ENGELS, F. A Ideologia Alemã. São Paulo: Editora Boitempo, 2007.

MEDEIROS, Aurélia Barbosa de; MENDONÇA, Maria José da Silva Lemes; SOUSA, Gláucia Lourenço de; OLIVEIRA, Itamar Pereira de. A Importância da educação ambiental na escola nas séries iniciais. Revista Faculdade Montes Belos, v. 4, n. 1, set. 2011.

MORETTO, R.; LIMA, J.; GUIDORZI, M.; AFFONSO, H. Formação de Professores e Educação Ambiental: desafios e conquistas no contexto imposto pela Pandemia de Covid -19. Revista Insignare Scientia - RIS, v. 4, n. 3, p. 291-308, 3 mar. 2021.

MORHY, P. E. D.; FACHÍN-TERÁN, A. Despertando o sentimento de pertença nas crianças em relação à água. Curitiba: Appris, 2019.

NARCIZO, K. R. dos S. Uma análise sobre a importância de trabalhar Educação Ambiental nas escolas. REMEA - Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental, [S. l.], v. 22, 2012.

NETO, Diógenes Valdanha. Um Debate não Circular: por uma educação ambiental escolar interdisciplinar. In: LAMIM-GUEDES, V.; MONTEIRO, R. A. A. Educação Ambiental na Educação Básica: Entre a disciplinarização e a transversalidade da temática socioambiental. 1. ed. São Paulo-SP: Perse, 2017.

PIANOVSKI, Regina Bonat. Ensino e aprendizagem em escolas rurais multisseriadas e as contribuições da psicologia histórico-cultural e da pedagogia histórico-crítica. 2017.225 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Tuiuti do Paraná, Curitiba, 2017.

POLLI, A. e SIGNORINI, T. A inserção da Educação Ambiental na prática pedagógica. In:

Revista Ambiente & Educação, v. 17, n. 2, Rio Grande, 2012.

SANTOS, Djanine Souza. A importância da educação ambiental nos anos iniciais do ensino Fundamental nas escolas de Guamaré/RN. Anais V CONEDU. Campina Grande: Realize Editora, P .2018.

SILVA, Oliveira. Práticas de educação ambiental nas aulas de geografia reciclando velhos hábitos. Revista Brasileira de Educação Ambiental, 2012.

SILVA, F. P., & CAVALCANTI, L. C. S. Avaliação comparativa de técnicas para o ensino de geografia: uma Abordagem a partir do conceito de ciclo hidrológico. Inter Saberes Revista Científica, 14, 627-644, 2019.

SILVA, Fredson Pereira da; SILVA, Camila Castro e. Uma abordagem sobre a importância da interdisciplinaridade no ensino da Educação Ambiental na escola. Revista Brasileira de Meio Ambiente, v. 8, n. 4., p. 57 – 67, 2020.

SOUSA, Angélica Silva de; OLIVEIRA, Guilherme Saramago de; ALVES, Laís Hilário. A Pesquisa Bibliográfica: princípios e fundamentos. In: Revista da Fucamp, v. 20, n. 43, p. 64- 83, 2021.

TIBÚRCIO, Nadiane Maria da Silva et al. Ressignificando objetos: importância da confecção com materiais recicláveis no processo educativo infantil. Revista Humanidades e Inovação, Palmas-TO, v. 6, n. 2, 2019.

TRIVIÑOS, Augusto Nibaldo Silva. Introdução à pesquisa: a pesquisa qualitativa em Educação. São Paulo: Editora Atlas, 2008.

VIRGENS, R. A. A educação ambiental no ambiente escola. Revista Consórcio Setentrional, Universidade de Brasília, 2011.

Downloads

Publicado

2024-06-12

Como Citar

SOARES, Andressa de Jesus Silva; FERREIRA, Daciléia Lima.
EDUCAÇÃO AMBIENTAL NAS ESCOLAS MUNICIPAIS LADEIRA E NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO NO MUNICÍPIO DE SÃO BENTO/MA
. Infinitum: Revista Multidisciplinar , v. 7, n. 12, p. 21–39, 12 Jun 2024 Disponível em: https://periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/infinitum/article/view/23765. Acesso em: 21 jul 2024.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)