Docência no Quilombo Itambé: história, memória e vivências

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18764/2358-4319v15n1.2022.5

Palavras-chave:

formação do docente, escola quilombola, Escola Estadual Quilombola Reunidas de Cachoeira Rica

Resumo

A Escola Estadual Quilombola Reunidas de Cachoeira Rica-EQRCR, criada em 1939 e ativa até os dias atuais, localizada no município de Chapada dos Guimarães, no estado de Mato Grosso, é objeto de análise neste texto, a partir de fontes como regulamentos, testemunhos e outras condições de funcionamento, principalmente com relação à formação de professoras e professores para atuação nos quilombos mato-grossenses. Estabeleceu-se como proposta teórico-metodológica a pesquisa bibliográfica e análise de fontes documentais, além da utilização de entrevista não estruturada. Encontramos fundamentos nos estudos de movimento da Escola dos Annales (BURKE, 1997).Concluiu-se que a EQRCR tem dificuldades em cumprir seu papel social em elucidar acerca da importância da identidade quilombola de seu povo, causado, provavelmente, pela escassa formação específica de professoras e professores para atuação em escolas quilombolas mato-grossenses, tanto antes como depois de ser reconhecida como educação escolar quilombola

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Nilce Vieira Campos Ferreira, Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT)

Doutora e Pós-doutora em Educação pela Universidade de Uberlândia. Professora do curso de Pedagogia e do Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). Coordenadora do Acervo e Repositório Digital da História da Educação (ARA), do Grupo de Pesquisa em História da Educação, Acervos Históricos Institucionais e Gênero (GPHEG) e da Rede de Pesquisa RECONAL-Edu.

Luisa Bomdespacho Rodrigues

Graduanda no Curso de Comunicação Social habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). Bolsista de iniciação Científica CNPq. Pesquisadora no Grupo de Pesquisa em História da Educação, Acervos Históricos Institucionais e Gênero (GPHEG).

Joira Aparecida Leite de Oliveira Amorim Martins, Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT)

Doutoranda e Mestre em Educação pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). Servidora da Secretaria de Relações Internacionais da Universidade Federal de Mato Grosso, Cuiabá, Brasil. Pesquisadora no Grupo de Pesquisa em História da Educação, Acervos Históricos Institucionais e Gênero (GPHEG) e da Rede de Pesquisa RECONAL-Edu.

Downloads

Publicado

2022-05-06

Como Citar

Ferreira, N. V. C., Rodrigues, L. B., & Martins, J. A. L. de O. A. (2022). Docência no Quilombo Itambé: história, memória e vivências. Revista Educação E Emancipação, 15(1), 129–155. https://doi.org/10.18764/2358-4319v15n1.2022.5

Edição

Seção

Artigos