DA ESCRITA À LEITURA:

O DIALOGISMO DO DISCURSO MULTISSEMIÓTICO DE CLARICE FREIRE NO INSTAGRAM

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18764/2525-3441v8n23.2023.21

Palavras-chave:

Poesia visual, Gêneros discursivos, Redes Sociais, Multimodalidade

Resumo

Os avanços tecnológicos e o surgimento das redes sociais possibilitaram tanto a emergência de novos gêneros discursivos, quanto a reinvenção de gêneros que já existiam. Nesse cenário, identifica-se a poesia visual da escritora Clarice Freire, publicada no Instagram, como um exemplo de gênero que combina múltiplas semioses para a construção de sentidos. Diante disso, o presente artigo se justifica pela necessidade de aprofundar as pesquisas acerca das práticas discursivas digitais e tem como objetivo discutir sobre o discurso multissemiótico da poesia visual de Clarice Freire no Instagram e suas contribuições para o processo de leitura de textos digitais. Para alcançá-lo, a metodologia adotada foi a qualitativa, do tipo estudo de caso, acerca da poesia visual da autora Clarice Freire no Instagram. A fundamentação teórica se baseia na Análise Dialógica do Discurso de Bakhtin e nas suas concepções de gêneros, bem como no aporte teórico de Santaella para a caracterização da multimodalidade e dos tipos de leitores. Como resultados, houve a seleção de quatro textos, sobre os quais se realizou a discussão acerca dos aspectos multissemióticos do discurso da autora. Por fim, concluiu-se que a articulação de múltiplas semioses aliada à veiculação dos textos nos meios digitais potencializa a multimodalidade desse gênero que tem cada vez mais se reinventado na realidade virtual.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cristina Albert Mesquita, Universidade Católica de Pernambuco

Mestranda no Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem da Universidade Católica de Pernambuco e bolsista da CAPES. Especialista em Escrita Criativa pela PUC-RS/UNICAP (2020). Graduada em Licenciatura em Letras Português e Inglês pela Universidade Católica de Pernambuco (2022). Graduada em Direito pela Universidade Federal de Pernambuco (2017).

Roberta Varginha Ramos Caiado

Pós-Doutorado em Linguística Aplicada pela UCPEL. Doutora em Educação pela Universidade Federal de Pernambuco - UFPE; Mestre em Letras/Linguística pela Universidade Federal de Pernambuco - UFPE. rofessora/Pesquisadora da Universidade Católica de Pernambuco. Membro - colaboradora do Centro de Estudos em Educação e Linguagem - CEEL - da UFPE. Pesquisadora do NEHTE - UFPE.

Referências

ALMEIDA; Sandy Tavares de; PEREIRA, Márcia Helena de; AMORIM, Marina Martins Pinchemel. Dialogia da linguagem em Post de Facebook: pressupostos bakhtinianos em gênero discursivo digital. Revista Philologus, Ano 28, n. 82, Rio de Janeiro: CiFEFiL, jan./mai. 2022, p. 86-100.

BAKHTIN, Mikhail. Os gêneros do discurso. 1ª ed. São Paulo: Editora 34,2016.

BAKHTIN, Mikhail. Notas sobre literatura, cultura e ciências humanas. São Paulo: Editora 34, 2017.

BRAIT, Beth; MELO, Rosineide de. Enunciado/enunciado concreto/enunciação. In. BRAIT, Beth (org.). Bakhtin: conceitos-chave. 5ªed. 7ª reimpressão. São Paulo: Contexto, 2021, p. 61-78.

CAVALCANTE, Mônica Magalhães, et al. Linguística textual: conceitos e aplicações. 1ª ed. Campinas: Pontes editores, 2022.

COSCARELLI, Carla Viana. Tecnologias para aprender. 1ª ed. São Paulo: Parábola Editorial, 2016.

DENCKER, Klaus Peter. Da poesia concreta à poesia visual: um olhar para o futuro dos meios eletrônicos. In: VIEIRA, André Soares; DINIZ, Thais Flores Nogueira (Org.). Intermidialidade e estudos interartes: desafios da arte contemporânea. v. 2. Belo Horizonte: Rona Editora: FALE/UFMG, 2012.p. 131-153.

FARACO, Carlos Alberto. Linguagem & Diálogo: as ideias linguísticas do círculo de Bakhtin. 1ª ed. São Paulo: Parábola, 2020.

FERNANDES, Caroline Bertini. A poesia visual de Clarice Freire e o leitor no Instagram: Estudo de caso sobre a

intermidialidade da poesia publicada na internet. 2019. 160 f.

Mestrado (Estudo de Linguagens) – Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, Campo Grande, Mato Grosso do Sul,

FREIRE, Clarice de Souza. O fenômeno da reelaboração da poesia visual contemporânea brasileira: entre as redes sociais e os livros. 2021.

f Dissertação (Mestrado) - Universidade Católica de Pernambuco. Programa de Pós-graduação em Ciências da Linguagem. Mestrado em Ciências da Linguagem, 2021.

FREIRE, Clarice de Souza. Pó de Lua. 1ª ed. Rio de Janeiro: Intrínseca, 2014.

FREIRE, Clarice de Souza. Pó de Lua nas noites em claro. 1ª ed. Rio de Janeiro: Intrínseca, 2016.

FREIRE, Clarice de Souza. Podeluaoficial.instagram. Disponível em: <https://www.instagram.com/podeluaoficial/>. Acesso em: 06 de junho de 2023.

KOCH, Ingedore Villaça; ELIAS, Vanda Maria. Ler e compreender os sentidos do texto. 3ª ed. 5ª impressão. São Paulo: Contexto, 2011.

MACHADO, Irene. Gêneros Discursivos. In. BRAIT, Beth (org.). Bakhtin: conceitos-chave. 5ª ed. 7ª reimpressão. São Paulo: Contexto, 2021, p. 151-166.

OLDONI, Cristiano. Práticas discursivas intersemióticas: dos tópicos semantizadores à construção de sentidos em textos multimodais de gêneros digitais. 2020. 150 f Tese (Doutorado) - Universidade de Passo Fundo. Programa de Pós-Graduação em Letras. Doutorado em Letras. 2020

PAVEAU, Marie-Anne. Análise do discurso digital: dicionário das formas e das práticas. Campinas: Pontes, 2021.

PAIVA, Vera Lúcia Menezes de Oliveira e. Manual de Pesquisa em Estudos Linguísticos. 1ª ed. São Paulo:

Parábola, 2019.

PINTO, Maria do Sameiro Oliveira. A literatura contemporânea no Instagram: a escrita feminina na instapoesia de Rupi Kaur. 2022. Dissertação de Mestrado – Universidade do Minho. Escola de Letras, Artes e Ciências Humanas. Mestrado em Tradução e Comunicação Multilíngue. 2022.

SANTAELLA, Lucia. Leitura de Imagens. 1ª ed. São Paulo: Editora Melhoramentos, 2012.

SANTAELLA, Lucia. Comunicação Ubíqua: Repercussões na cultura e na Educação. São Paulo: Paulus, 2013.

SANTAELLA, Lucia. Humanos hiper-híbridos: linguagens e cultura na segunda era da internet. 1ª ed. São Paulo: Paulus, 2021.

SOUSA, Francisco Diego; PEREIA, Crígina Cibelle. Proposta de leitura do gênero discursivo meme com enfoque nos multiletramentos. Instrumento: Revista de Estudos e Pesquisa em Educação, Juiz de Fora, v. 24, n. 1,

jan./abr. 2022, p. 247-261.

YIN, R. K. Estudo de Caso: planejamento e método. 5ª ed. Porto Alegre: Bookman, 2015.

Downloads

Publicado

2023-08-30

Como Citar

MESQUITA, Cristina Albert; CAIADO, Roberta Varginha Ramos.
DA ESCRITA À LEITURA:: O DIALOGISMO DO DISCURSO MULTISSEMIÓTICO DE CLARICE FREIRE NO INSTAGRAM
. Afluente: Revista de Letras e Linguística, v. 8, n. 23, p. 49–70, 30 Ago 2023 Disponível em: https://periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/afluente/article/view/21693. Acesso em: 15 jun 2024.

Edição

Seção

Leitura e escrita: diferentes práticas e concepções