UM ESTUDO SOBRE A EXPRESSÃO ANTIFA QUANDO ENUNCIADA POR DONALD TRUMP EM SUA CONTA NO TWITTER

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18764/2525-3441v7n21.2022.16

Palavras-chave:

Fascismo, Antifa, Donald Trump, Análise do discurso, Atos de fala

Resumo

O objetivo deste artigo é analisar um enunciado feito pelo então presidente estadunidense Donald Trump, veiculado em sua conta no Twitter, no período compreendido entre os dias 31 de maio e 14 de junho de 2020, após o início das manifestações desencadeadas em diversas cidades norte-americanas pelo assassinato de Georg Floyd. Esse trabalho se justifica pelo propósito de demonstrar as relações de interdiscursividade entre Trump e seus seguidores e compreender como as postagens do presidente dos EUA contribuíram para construir um discurso que buscava deslegitimar os protestos dos grupos antifascistas nos EUA. Como método de análise serão mobilizadas a teoria dos atos de fala de Austin e a análise do discurso de linha francesa. Esta análise buscará compreender de que forma a expressão antifa é significada por Trump, quando ele a enuncia e de que forma esse enunciado dialoga com o conjunto de discursos de ódio na rede, ajudando a criar um conjunto de regras discursivas que buscam dar legitimidade a esses discursos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

André Campos Mesquita, Departamento de Língua Portuguesa Universidade Estadual de Maringá

Doutor em linguística pelo Instituto de Estudos Linguísticos da Unicamp, com bolsa do CNPq. Mestre em Ciências, pelo Programa de Integração da América Latina da USP, com bolsa da Capes. Bacharel em Letras com habilitação em Português pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP. Licenciado em Letras-Português pela Faculdade de Educação da USP. Licenciado em Pedagogia pela Universidade Anhembi-Morumbi. MBA em Gestão Educacional pelo Centro Universitário das Faculdades Metropolitanas Unidas. Pós-doutorando do programa de Pós-Graduação em Filologia e Língua Portuguesa, DLCV-FFLCH-USP. Professor adjunto do Departamento de Língua Portuguesa da Universidade Estadual de Maringá. Foi coordenador do curso de graduação em Letras da Universidade Potiguar e foi coordenador do curso de letras do Centro Universitário das Faculdades Metropolitanas Unidas. Foi professor de linguística e teoria literária na Unifacs. Foi professor de letras na FMU e professor de letras e pedagogia na UNP. Atua como pesquisador no Grupo de Estudos e Pesquisa Produção Escrita e Psicanálise: GEPPEP; no programa Configurações da dimensão política no discurso materializado em dissertações e teses de Educação Ambiental, financiado pelo CNPq. Orienta mestrado na Universidade Lueji ANkonde (ULAN), por meio de uma parceria institucional com a USP. Autor dos livros Fascismo - O que é? (2020); Darwin - O naturalista da Evolução (2010) e Augusto Comte - Sociólogo e Positivista (2011)

Valdir Heitor Barzotto, Faculdade de Educação da USP

Professor Livre Docente da Faculdade de Educação da USP. Ministra as disciplinas Metodologia do Ensino de Português, Metodologia do Ensino de Linguística, Metodologia do Ensino de Português: a alfabetização e Leitura e Produção de Textos. Atua no Programa de Pós-Graduação em Educação da FE/USP e de Pós-Graduação em Filologia e Língua Portuguesa da FFLCH/USP. Entre outras atividades administravas exercidas atualmente, é presidente da Comissão de Cooperação Nacional e Internacional - CCInt, e membro da Congregação.Fez Pós-doutorado na Universidade Paris 8, Laboratoire d´études romanes, équipe de linguistique des langues romanes, Approches comparatives des langues romanes: discours, lexique, grammaire (2010) - bolsa FAPESP; doutorado em Linguística pela Universidade Estadual de Campinas (1998) - bolsa CAPES, com estágio na École des Hautes Études en Sciences Sociales (Paris - França, 1996-1997) - bolsa CNPq; mestrado em Linguística pela Universidade Estadual de Campinas (1992) - bolsa CAPES; Especialização em Metodologia e Prática do Ensino de Língua Portuguesa pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (1988), e graduação em Letras pela Universidade Federal do Paraná (1986). Com bolsa de Recém-Doutor desenvolveu projeto de pesquisa em continuação aos estudos desenvolvidos no doutorado e atuou como docente na Graduação e no Programa de Pós-Graduação em Linguística e Língua Portuguesa da FCL/UNESP/Araraquara. Publicou livros sobre leitura, escrita e ensino de língua portuguesa e coordena as coleções Sobrescrita (Ed. Paulistana - 8 volumes) e Fazer A-parecer (Ed. Mercado de Letras - 4 volumes). É presidente de honra da ANPGL (Associação Nacional de Pesquisa na Graduação em Letras), entidade que organiza o FALE (Fórum Acadêmico de Letras), do qual foi um dos criadores. É também presidente de honra da AINPGP (Associação Internacional de Pesquisa na Graduação em Pedagogia). É um dos criadores do Seminário de Metodologia do Ensino de Língua Portuguesa da USP. Foi membro da diretoria da Associação de Leitura do Brasil-ALB, entidade que organiza o Congresso de Leitura do Brasil-COLE, tendo participado da organização de algumas edições e colaborado desde a criação do Seminário de Leitura e Produção no Ensino Superior. É co-coordenador do Grupo de Estudos e Pesquisa Produção Escrita e Psicanálise: GEPPEP. Coordenou e participou de projetos financiados por diferentes órgãos de fomento. Entre outros, destaque-se: Disciplinas da Licenciatura voltadas para o ensino de Língua Portuguesa. PROCAD-CAPES 2427/2008, de 2008 a 2013, como coordenador da equipe FEUSP e A escrita sobre as práticas de ensino em licenciaturas do Brasil, de Costa Rica e de Honduras: registro, análise e produção de conhecimento. CNPq, de 2014 a 2017, como integrante.

Referências

AUSTIN. J. L. How to do things with words. Cambridge, Massachusetts: Harvard Press, 1962.

BBC, Twitter 'permanently suspends' Trump's account. BBC NEWS, US & Canada, US Capitol riots, publicado em 9 de janeiro de 2021, disponível em <https://www.bbc.com/news/world-us-canada-55597840>; acessado em 29 de agosto de BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes, 2000.

BBC NEWS. Antifa: Trump says group will be designated 'terrorist organisation', publicado em 31 de maio de 2020, disponível em <https://www.bbc.com/news/world-us-canada-52868295>; acessado em 5 de junho de 2020.

BELLIGNI, S. Antifascismo. In: BOBBIO, N.; MATTEUCCI, N.; PASQUINO, G. Dicionário de Política. 4.ed. Brasília: UnB, 1998.

BLOG TWITTER. Permanent suspension of @realDonaldTrump, publicado em 8 de janeiro de 2021, disponível em <https://blog.twitter.com/en_us/topics/company/2020/suspension>, acessado em 29 de agosto de 2021.

BRAY, M. “Antifa isn’t the problem. Trump’s bluster is a distraction from police violence”.PostEverything, Washington Post, publicado em 1º de junho de 2020; disponível em: <https://www.washingtonpost.com/outlook/2020/06/01/trump-antifa-terrorist-organization/>; acessado em 8 de junho de 2020.

CAI, Weiyi. A Step-by-Step Guide to the Second Impeachment of Donald J. Trump. Politics. New York Times, publicado em 13 de janeiro de 2021; disponível em <https://www.nytimes.com/interactive/2021/02/08/us/politics/trump-second-impeachment-timeline.html>, acessado em 26 de junho de 2021.

DEAN. J. Camarada. Um ensaio sobre o pertencimento político. São Paulo: Boitempo, 2021.

FOUCAULT, M. A ordem do discurso. 19. ed. Ed. M. J. Marcionilo. São Paulo: Edições Loyola, 2009.

FOUCAULT, M. Arqueologia do saber. Tradução Luiz Felipe Baeta Neves. 8 ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2014.

FUNKE, D. Despite Trump talk, antifa has not been designated as a terrorist organizatio. In: Politifact. The Poynter Institute; publicado em 21 de julho de 2020; disponível em https://www.politifact.com/factchecks/2020/jul/21/instagram-posts/despite-trump-talk-antifa-has-not-been-designated-/; acessado em 10 de dezembro de 2020.

GINGER GANO (@GingerGano) “I say ANTIFA & BLM are Domestic Terrorist Groups! Who Agrees?!” 5:03 PM · 29 de agosto de 2021. tweet, 2021. Disponível em: https://twitter.com/GingerGano/status/1432071386953134093; acessado em 31 de agosto de 2021.

GOODEN, T. The Death Positive Movement Encourages Us to Face Death Directly. Nerdist. Publicado em 25 nov. 2020; disponível em https://nerdist.com/article/death-positive-movement/; acessado em 10 de dezembro de 2020.

LEVITSKY, S., ZIBLATT, D. Como as democracias morrem. São Paulo: Zahar, 2018 (LIVRO DIGITAL).

LOW RIDER (@low_riding) BLM needs the same designation. I’m ok with it happening the day after the election 5:31 PM · 31 de agosto de 2020; tweet, 2020. Disponível em https://twitter.com/low_riding/status/1300531621838368770; acessado em 10 de agosto de 2021.

MÜLLER, K.; SCHWARZ, C. From Hashtag to Hate Crime: Twitter and Anti-Minority Sentiment (October 31, 2019). Disponível em SSRN: <https://ssrn.com/abstract=3149103> ou <http://dx.doi.org/10.2139/ssrn.3149103> acessado em 15 de junho de 2020.

NEIER, A. The Content and Context of Hate Speech: Rethinking Regulation and Responses, International Journal of Constitutional Law, Volume 12, Issue 3, July 2014, Pages 816–820; disponível em <https://doi.org/10.1093/icon/mou053>; acessado em 29 de agosto de 2021.

O ESTADO DE S. PAULO. Entenda o caso George Floyd in: Internacional. Estadão, São Paulo, Publicado em 3 de junho de 2020; disponível em: https://internacional.estadao.com.br/noticias/geral,entenda-o-caso-george-floyd,70003323879; acessado em 5 de junho de 2020.

ORLANDI, E. P. Análise de Discurso: princípios e procedimentos. Campinas: Pontes Editores, 2005.

PLATÃO. Box Grandes Obras de Platão (23 diálogos: A República, Fédon, O Banquete, Górgias, Apologia de Sócrates...), Mimética. Edição do Kindle, 2019.

QUINNY (@quinnytalks) i thought having to watch ben shapiro in class was bad. listen to my teacher telling us BLM are terrorists trying to convert us to communism.. 4:27 PM; 30 de agosto de 2021, tweet, 2021; disponível em: https://twitter.com/quinnytalks/status/1432424663616049169; acessado em 31 de agosto de 2021.

QIU, L. Trump’s Tweets, the Murky to the Misleading. The New York Times pubicado em 4 de junho de 2020, Section A, Page 22. Disponível on line em <https://www.nytimes.com/2020/06/03/us/politics/trump-twitter-fact-check.html>; acessado em 15 de junho de 2020.

ROBERTSON, L. Trump Can’t Designate Antifa — or Any Movement — Domestic Terrorist Organization. In: Factcheck Posts. FactCheck.org, publicado em 1º de junho de 2020, disponível em: <https://www.factcheck.org/2020/06/trump-cant-designate-antifa-or-any-movement-domestic-terrorist-organization/>; acessado em 09 de junho de 2020.

SACCOMANI E. Fascismo In: BOBBIO, N.; MATTEUCCI, N.; PASQUINO, G. Dicionário de Política. 4.ed. Brasília: UnB, 1998.

SEGLOW, J. Hate speech, dignity and self-respect. Ethical Theory and Moral Practice, nº 19, pp. 1103–1116; 2016; disponível em <http://dx.doi.org/10.1007/s10677-016-9744-3.>; acessado em 29 de agosto de 2021.

STANLEY, J. Como funciona o fascismo (Locais do Kindle 13-14). L&PM Editores. Edição do Kindle. 2019

STARLIGT. (@Starbright5919): Add BLM as well 11:47 AM · 31 de agosto de 2020, disponível em: https://twitter.com/Starbright5919/status/1300445059515518976.

TRUMP, D. J. (@realDonaldTrump). "The United States of America will be designating ANTIFA as a Terrorist Organization." 31 de maio de 2020, 13h23. Tweet., 2020a, acessado em 15 de junho de 2020a. Disponível após o banimento de Trump em https://www.bbc.com/news/world-us-canada-52868295; acessado em 29 de agosto de 2021.

TRUMP, D. J. (@realDonaldTrump). "I’ve done more in less than 4 years than Biden’s done in more than 40 years, including for Black America. Biden has been a part of every failed decision for decades. Bad Trade Deals, Endless Wars, you name it, he has shown a complete lack of leadership. He’s weak & shot!!!” 15 de junho de 2020, 9h43. Tweet, 2020b; disponível após o banimento de Trump em < https://www.presidency.ucsb.edu/documents/tweets-june-15-2020>, acessado em 29 de agosto de 2021.

TRUMP, D. J. (@realDonaldTrump). “I will be making a statement tonight. A big WIN!”. 4 de novembro de 2020, 15h33, Tweet, 2020c. Disponível após o banimento de Trump em: https://www.facebook.com/DonaldTrump/posts/i-will-be-making-a-statement-tonight-a-big-win/10165755577560725/, acessado em 29 de agosto de 2021.

TRUMP, D. J. (@realDonaldTrump). "I will be announcing my Supreme Court Nominee on Saturday, at the White House! Exact time TBA" 18 de maio de 2020, 13h23. Tweet, 2020d.; disponível após o banimento de Trump em https://www.usnews.com/news/national-news/articles/2020-09-22/trump-will-announce-supreme-court-nominee-saturday-from-the-white-house; acessado em 29 de agosto de 2021.

TRUMP, D. J. (@realDonaldTrump). TODAY, I will be sending federal law enforcement and the National Guard to Kenosha, WI to restore LAW and ORDER!. 26 de agosto de 2020, 2h23. Tweet, 2020e. Disponível após o banimento de Trump em https://apnews.com/article/ap-top-news-or-state-wire-politics-wi-state-wire-2ea05933a91212ccfb1a3ae4c39e0e79; acessado em 29 de agosto de 2021.

VASHISTHA N.; ZUBIAGA A. Online Multilingual Hate Speech Detection: Experimenting with Hindi and English Social Media. Information. 2021; 12(1):5. https://doi.org/10.3390/info12010005; acessado em 14 de março de 2021.

Downloads

Publicado

2022-09-17

Como Citar

MESQUITA, André Campos; BARZOTTO, Valdir Heitor.
UM ESTUDO SOBRE A EXPRESSÃO ANTIFA QUANDO ENUNCIADA POR DONALD TRUMP EM SUA CONTA NO TWITTER
. Afluente: Revista de Letras e Linguística, v. 7, n. 21, p. 07–32, 17 Set 2022 Disponível em: http://periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/afluente/article/view/17621. Acesso em: 22 jul 2024.