A relação entre cuidados e mediações

alienação parental, revisão sistemática da literatura

Autores

Resumo

Objetivou-se refletir de forma sistemática a produção científica em meio acadêmico e profissional sobre a alienação parental, estabelecendo a relação de cuidar e mediar diante da dissolução familiar no contexto de separação e divórcio. Utilizando-se da metodologia do tipo pesquisa bibliográfica com a representatividade do estado da arte e análise de variância no contexto longitudinal, utilizando-se do recorte temporal o corpus da pesquisa no  período de 2017 a 2021. A temática Alienação Parental tem apresentado diferentes pontos de vista na área multidisciplinar, perpassando pela área do direito civil, ciências jurídicas e mesmo psicologia, observando as abordagens é possível perceber a preocupação em comum sob os cuidados com as crianças e adolescentes. Ressalta-se a importância de acompanhamento multidisciplinar durante o processo de investigação e pós diagnóstico, considerando toda instituição familiar. Neste sentido enseja a mediação como possibilidade para minimização de danos, bem como erradicar possíveis agravos psicológicos, psíquicas, emocionais, sociais entre outros fatores do convívio humano. Conclui-se a inexistência de estudos que confirmem a mediação e cuidados como parte integrante de todo o processo  de AP por equipe profissional multidisciplinar diante da dissolução familiar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Gabryelle de Souza Lima Monteiro, Faculdade ALPHA. Recife, Brasil

Graduada Pedagogia. Especialização em Psicopedagogia Clínica e Institucional pela Faculdade Alpha

Marta Batista de Souza Neta, Faculdade ALPHA. Recife, Brasil

Graduação/Licenciatura em PSICOLOGIA pela FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS DE OLINDA (2006) Especialização
em Neuropsicologia (ESUDA), Especialista Em Avaliação Psicológica e Psicodiagnóstico, Mestre em Psicologia da Saúde (FPS).
Escritora.
Atualmente Psicóloga do HOSPITAL SANTO AMARO/SANTA CASA MISERICÓRDIA DO RECIFE

José Eduardo Silva, Universidade Federal Rural de Pernambuco - UFRPE. Recife, Brasil.

Áreas de Interesse: Educação; Pedagogia; Psicologia; Licenciatura em Matemática e áreas afins; Metodologias de pesquisa; Meio Ambiente; Administração; Gerenciamento em Serviços de Saúde.

Biografia:

Doutorando em Biometria e Estatística Aplicada pela UFRPE (cursando). Mestre em Gestão do Desenvolvimento Local e Sustentável pela UPE (2018). Mestre (Mestrado Livre) em Psicanálise Aplicada à Educação e Saúde pela UNIDERC/FUNESO (2014). Especialista em Gestão Pública pela UFRPE (2020). Especialista em Psicanálise Aplicada à Educação e Saúde pela Faculdade Anchieta (2012). Especialista em Gestão Hospitalar pela UFPE (2007). Especialista em Administração com Ênfase em Marketing pela UFRPE (2005). Graduado em Tecnologia em Gestão Hospitalar pelo Instituto Pernambucano de Ensino Superior - IPESU (2009) e Graduado Licenciatura Plena em Geografia pela Fundação de Ensino Superior de Olinda - FUNESO (2000).

Na UFRPE - Departamento de Medicina Veterinária

Na UNIP - Professor

Referências

BARBOSA, Luciana de Paula Gonçalves; MENDES, Josimar; JURAS, Mariana Martins. Dinâmicas disfuncionais, disputa de guarda e alegações de alienação parental: uma compreensão sistêmica. Nova Perspectiva Sistêmica, v. 30, n. 69, p. 78-95, 2021.

BARROSO, Luara Cristy de Souza; ABRANTES, Joselito Santos. Alienação parental. Revista Científica Multidisciplinar do CEAP, v. 3, n. 1, p. 11-11, 2021.

BRAMBILA, Camila Cássia Dos Santos; TISSOTT, Tânia Mara. Solução da guarda compartilhada na alienação parental. Anuário Pesquisa e Extensão Unoesc São Miguel do Oeste, v. 4, p. e21214-e21214, 2019.

CARVALHO, Thayro Andrade et al. Alienação parental: elaboração de uma medida para mães. Estudos de Psicologia (Campinas), v. 34, p. 367-378, 2017.

DOS SANTOS, Marcio Antonio Raiol et al. Estado da arte: aspectos históricos e fundamentos teórico-metodológicos. Revista Pesquisa Qualitativa, v. 8, n. 17, p. 202-220, 2020.

DUQUE, Bruna Lyra; ABREU, Arthur Emanuel Leal. Alienação parental digital na era da pós-verdade. Revista Eletrônica Direito e Sociedade-REDES, v. 9, n. 2, p. 29-41, 2021.

FERMANN, Ilana Luiz et al. Perícias psicológicas em processos judiciais envolvendo suspeita de alienação parental. Psicologia: ciência e profissão, v. 37, p. 35-47, 2017.

FILAGRANA, Tatiana Conceição Reis. Mediação familiar como solução para alienação parental. Revista Húmus, v. 8, n. 23, 2018.

GUARESCHI, Neuza Maria de Fátima. Formação em psicologia, práticas profissionais e produção de saberes. Psicologia: ciência e profissão, v. 38 n°2, 191-195, 2018.

JONAS, Aline. Síndrome de alienação parental: Consequências da alienação parental no âmbito familiar e ações para minimizar os danos no desenvolvimento da criança. Psicologia. pt, 2017.

MACIEL, Sérgio Alberto Bittencourt; MENDES, Josimar Antônio de Alcântara; BARBOSA, Luciana de Paula Gonçalves. Visão sistêmica sobre os pressupostos de alienação parental na prática clínica individual e familiar. Nova Perspectiva Sistêmica, v. 30, n. 69, p. 62-77, 2021.

MACHADO, Cristiane; FERREIRA, Larissa Ribeiro. Educação integral e escola de tempo integral: mapeamento da produção científica em periódicos (2008 a 2017). Revista Exitus, v. 8, n. 3, p. 87-112, 2018.

MALEVAL, Jean-Claude. Sobre a alienação retida no autista. Arquivos Brasileiros de Psicologia, v. 72, n. 1, p. 8-24, 2020.

MALTA, Rafaella Rodrigues; NICÁCIO, Camila Silva. Do Acesso ao Segredo ao (Des) Acesso à Justiça: Alienação Parental entre Moralidades e Técnicas em Disputa. Antropolítica-Revista Contemporânea de Antropologia, n. 51, 2021.

MATOS, Marilia Neri et al. Conversando sobre Guarda Compartilhada e Alienação Parental: Olhares Jurídicos e Psicológicos em um Projeto de Extensão Acadêmica. Psicologia Ensino & Formação, v. 8, n. 1, p. 48-57, 2017.

MAZO, ALEX et al. Análise bibliográfica e sistemática da literatura acadêmica sobre “cidades inteligentes”, “turismo” e “competitividade”. Turismo: Visão e Ação, v. 23, p. 148-168, 2021.

MENDES, Juliana Rielli Silveira D.'Angeles; SOUZA, Ionete de Magalhães. A efetividade da guarda compartilhada obrigatória como prevenção da alienação parental. Revista da Faculdade de Direito da Universidade Federal de Uberlândia, v. 49, n. 1, p. 470-498, 2021.

MENEZES, A. H. N; DUARTE, F. R; CARVALHO, L. O. R; SOUZA, T. E. S. Metodologia científica: teoria e aplicação na educação a distância. Universidade Federal do Vale do São Francisco, Petrolina-PE. e-book, 83p, 2019.

MONTEZUMA, Márcia Amaral; PEREIRA, Rodrigo da Cunha; MELO, Elza Machado de. Abordagens da alienação parental: proteção e/ou violência?. Physis: Revista de Saúde Coletiva, v. 27, p. 1205-1224, 2017.

PALHARES, Dario; SANTOS, Íris Almeida dos; MELO, Magaly Abreu de Andrade Palhares de. Impactos do divórcio e da guarda compartilhada na saúde e no bem-estar das famílias. Revista da Sociedade Brasileira de Clínica Médica, v. 16, n. 3, p. 190-194, 2018.

PANCERA, Alessandra Cristina Kszan; NOGAROLLI, Roberta Sandoval França. Alienação parental e a mediação como instrumento de garantia ao direito fundamental à convivência familiar. Revista Gralha Azul, v. 2, 2020.

PEREIRA, A. S. et al.Metodologia da pesquisa científica. [e-book]. Santa Maria. Ed. UAB/NTE/UFSM. Disponível em: https://repositorio. ufsm. br/bitstream/handle/1/15824/Lic_Computacao_Metodologia-Pesquisa-Cientifica. pdf. 119p, 2018.

PIMENTA, Rogéria de Souza Epifânio; DE MELLO, Roberta Salvático Vaz; ALMEIDA, Daniel Evangelista Vasconcelos. Alienação parental e guarda compartilhada. LIBERTAS: Revista de Ciências Sociais Aplicadas, v. 11, n. 1, p. 169-206, 2021.

PÜSCHEL, Flavia Portella; AQUINO, Theófilo Miguel. Segurança jurídica e coerência: uma reflexão sobre a uniformização de jurisprudência a partir da responsabilidade por abandono afetivo no STJ. Revista da Faculdade de Direito UFPR, v. 64, n. 2, p. 183-204, 2019.

REFOSCO, Helena Campos; FERNANDES, Martha Maria Guida. Entre o afeto e a sanção: uma crítica à abordagem punitiva da alienação parental. Revista Direito GV, v. 14, p. 79-98, 2018.

SOARES, Marcelo Negri; ALVES, Bruna Nathielly Formicoli; CARABELLI, Thaís Andressa. O direito da personalidade em espécie: a síndrome da alienação parental em processos de separação e divórcio no Brasil e no México. Brazilian Journal of Development, v. 6, n. 7, p. 46589-46601, 2020.

SOARES, Tainá Kavashima. Alienação parental. Revista do Curso de Direito do Centro Universitário Brazcubas, v. 1, n. 2, 2017.

STENTZLER, Márcia Marlene et al. Emancipação e alienação: disputas para a formação do professor no século XXI. REPPE-Revista de Produtos Educacionais e Pesquisas em Ensino, v. 5, n. 1, p. 198-214, 2021.

TOMASEVICIUS FILHO, Eduardo. Direito civil e Covid-19. Revista da Faculdade de Direito, Universidade de São Paulo, v. 115, p. 93-119, 2020.

WELLEN, Henrique; ROCHA, Miliane Pinheiro; OLIVEIRA, Julliane Trindade. In Marx’s shoes: The category of alienation in Social Work. Revista Katálysis, v. 22, n. 2, p. 320-329, 2019.

Downloads

Publicado

2022-05-12

Como Citar

Monteiro, M. G. de S. L., Neta, M. B. de S., & Silva, J. E. (2022). A relação entre cuidados e mediações: alienação parental, revisão sistemática da literatura. Revista Húmus, 12(35). Recuperado de https://periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/revistahumus/article/view/17820

Edição

Seção

Perspectivas do Direito, Educação e Literatura