Diversos motivos para guardar um traje no armário:

Watchmen (2019) e a desconstrução da figura do herói

Autores

  • Yuri Garcia Universidade do Estado do Rio de Janeiro
  • Ellen Alves Lima Universidade do Estado do Rio de Janeiro
  • Luccas Pinheiro Lopes Universidade do Estado do Rio de Janeiro
  • Thiago Bastos Universidade do Estado do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.18764/2176-5111v19n33.2024.4

Palavras-chave:

Watchmen, Representatividade, Séries de Televisão

Resumo

O artigo procura analisar a concepção da figura do herói na série de televisão Watchmen (2019), enfatizando a importância da representatividade de determinadas classes minoritárias. Em um amplo repertório dessa figura na história ocidental, percebemos a constante repetição de um imagético hegemônico masculino, eurocêntrico, branco, heterossexual, cisgênero. Nesse trabalho, iremos investigar a desconstrução desse padrão dominante através da análise de três personagens centrais na série: Angela Abar, uma mulher negra forte, inteligente e determined a; William Reeves, o primeiro vigilante que usa máscara para se proteger de uma sociedade racista; Dr. Manhattan, reconfigurado como um herói semideus negro. Com elementos inovadores, Watchmen foca na representatividade não apenas em seus heróis, mas também em todo seu desenvolvimento e reestruturação de uma narrativa histórica de injustiças sociais

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Yuri Garcia, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Professor credenciado do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (PPGCOM-UERJ) e estagiário de Pós-Doutorado pelo Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Anhembi Morumbi (PPGCOM-UAM

Ellen Alves Lima, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Mestranda no Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (PPGCOM-UERJ)

Luccas Pinheiro Lopes, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Mestrando no Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (PPGCOM-UERJ)

Thiago Bastos, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Mestrando no Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (PPGCOM-UERJ)

Referências

ALMEIDA, Silvio. Racismo Estrutural. São Paulo: Pólen, 2019.

BUTLER, Judith. Os atos performativos e a constituição do gênero: um ensaio sobre fenomenologia e teoria feminista. In: Caderno de Leituras n.78. Chão da Feira, 2018. p.1-16.

CAMPBELL, Joseph. O Herói de Mil Faces. São Paulo: Cultrix, 1989.

CHINEN, Nobu. O negro nos quadrinhos do Brasil. São Paulo: Peirópolis, 2019.

FRANCO, Gabriela. A Jornada da Heroína. In: MARINO, Dani; MACHADO, Laluña (Orgs.).

Mulheres & Quadrinhos. São José: Skript, 2019.

HAFEMANN, Alessandro Ribeiro. As Relações Sexuais e a Identidade de Jovens Homossexuais

de Maringá. Anais do XI Seminário de Ciências Sociais de Maringá. Maringá, 2013.

HERNANDÉZ, Carlos. A Juventude Gay e Lésbica. Discurso de Carlos Hernández, coordenador

dos assuntos relacionados com a juventude no trabalho da Fundación Triângulo. Madrid, 1999.

HOOKS, Bell. Anseios: raça, gênero e políticas culturais. São Paulo: Elefante, 2019.

KILOMBA, Grada. Memórias da plantação - Episódios de racismo cotidiano. Rio de Janeiro:

Kobogó, 2019.

MOREIRA, Adilson. Racismo Recreativo. São Paulo: Pólen, 2019.

MURDOCK, Maureen. The Heroine’s Journey – Woman’s quest for wholeness. Boulder,

Colorado: Shambhala, 2020.

OLIVEIRA, Paulo Ricardo de. Sob máscaras e fantasia: dupla identidade e segredos nas histórias

em quadrinhos de super-heróis. Revista Imaginário!. João Pessoa, n.10, junho de 2016. p.75-95.

RÉGIS, Fátima; TIMPONI, Raquel; MAIA, Alessandra; SANTOS, José Messias; FERNANDES,

Juliana; AGUIAR, Mariana Ferreira de; ROCHA, Saulo. Who watches the watchmen?: uma análise

transmidiática. Revista Contemporânea. n°13, v.2, 2009.

RIBEIRO, Djamila. O que é lugar de fala?. Belo Horizonte: Letramento, 2017.

SILVA, Valdeci Gonçalves da. O adolescente gay e a capacidade de resiliência da família

(estudo de um texto biográfico). Estudo de caso publicado no Portal de Psicologia de Portugal,

Disponível em: https://www.psicologia.pt/artigos/textos/TL0295.pdf

SODRÉ, Muniz. “Por um conceito de minoria”. In: PAIVA, Raquel; BARBALHO, Alexandre

(Orgs.). Comunicação e cultura das minorias. São Paulo: Paulus, 2005.

VOGLER, Christopher. A jornada do escritor: estruturas míticas para escritores. Rio de Janeiro:

Nova Fronteira, 2006.

Downloads

Publicado

2024-07-01

Como Citar

GARCIA, Yuri; LIMA, Ellen Alves; LOPES, Luccas Pinheiro; BASTOS, Thiago.
Diversos motivos para guardar um traje no armário:: Watchmen (2019) e a desconstrução da figura do herói
. Cambiassu: Estudos em Comunicação, v. 19, n. 33, p. 77–96, 1 Jul 2024 Disponível em: https://periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/cambiassu/article/view/23889. Acesso em: 21 jul 2024.

Edição

Seção

Artigos