SARAMINDA: a literatura e a construção do conhecimento histórico sobre o Contestado Franco-Brasileiro

Autores

  • Gabriel Saldanha Lula de Medeiros

Palavras-chave:

Saraminda, Contestado Franco-Brasileiro, Literatura, História, Geografia

Resumo

O presente trabalho trata a respeito do Contestado Franco-Brasileiro, discutindo desde o início da colonização europeia em território americano até as disputas entre Brasil e França pelas terras hoje compreendidas como parte do estado brasileiro do Amapá. Para isso, o artigo traz como recurso o romance histórico “Saraminda”, de José Sarney, cujo enredo se desenrola tendo como cenário o garimpo do rio Calçoene, no território do Contestado. O objetivo deste artigo está na recomendação da utilização dessa obra literária como um recurso didático alternativo e interdisciplinar em aulas do ensino médio nas disciplinas de literatura, história e geografia, tendo em vista a riqueza de detalhes históricos e geográficos, bem como o lirismo de sua escrita. Com isso, conteúdo da aula torna-se mais atrativo para os alunos, fugindo das didáticas tradicionais e trazendo para a sala de aula um novo instrumento para se discutir o conteúdo, com maior participação dos alunos, tornando o processo de ensino-aprendizagem mais eficaz.

Palavras-chave: Saraminda. Contestado Franco-Brasileiro. Literatura. História. Geografia.

ABSTRACT

The present work deals with the french-brazilian border, from the beginning of the European colonization in american territory until the disputes between Brazil and France for the lands today understood as part of the Brazilian state of Amapá. For this, the article brings as its resource the historical novel Saraminda”, by José Sarney, whose story takes place in the setting of Calçoene river, in the Contestado territory. The aim of this paper is to defend the use of this literary work as an alternative and interdisciplinary didactic resource in high school classes in the disciplines of literature, history and geography, considering the richness of historical and geographical details, as well as the lyricism of its writing. With this, the content of the class can be made more attractive to students, moving away from traditional didactics and bringing to the classroom a new instrument to discuss the content, with greater student participation, making the teaching-learning process more efficient.

Keywords: Saraminda. French-brazilian border. Literature. History. Geography.

RESUMEN

El presente trabajo trata de la disputa en la frontera franco-brasileña, desde el comienzo de la colonización europea en territorio americano hasta las disputas entre Brasil y Francia por las tierras que hoy se entienden como parte del
estado brasileño de Amapá. Para esto, el artículo trae como recurso la novela histórica "Saraminda", de José Sarney, cuya trama se desarrolla en el contexto del paneo del río Calçoene en territorio del Contestado. El objetivo de este
trabajo es defender el uso de esta obra literaria como un recurso didáctico alternativo e interdisciplinario en las clases de secundaria en las disciplinas de literatura, historia y geografía, considerando la riqueza de los detalles
históricos y geográficos, así como el lirismo de sus palabras. Con esto, el contenido de la clase se puede hacer más atractivo para los estudiantes, alejándose de la didáctica tradicional y trayendo al aula un nuevo instrumento para discutir el contenido, con una mayor participación de los estudiantes, haciendo el proceso de enseñanzaaprendizaje más efectivo.

Palabras clave: Revistas académicas. Investigación. Universidad publica. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

REFERÊNCIAS

ALVES, Débora Bendocchi. Releitura dos acontecimentos na fronteira Grão-Pará-Guiana Francesa entre 1835 e 1841. XXVIII Simpósio Nacional de História, Florianópolis/SC, 27 a 31 de julho, 2015.

BALDUS, Wolfgang. Os selos postais da República da Guiana Independente: República do Cunani: Nativos da Amazônia. Tradução de Ana Luíza Barros de Almeida. Brasília: Senado Federal: Conselho Editorial, 2019.

GRANGER, Stéphane. O Contestado Franco-Brasileiro: desafios e consequências de um conflito esquecido entre a França e o Brasil na Amazônia. Revista Cantareira, edição 17, dezembro-julho, 2012.

LUKÁCS, György. O Romance Histórico. Tradução de Rubens Enderle. São Paulo: Boitempo, 2011.

MARTINS, Dayse Marinho. Das trevas da ignorância à civilização: os Capuchinhos e a educação pela fé na França Equinocial (1612-1615). Trabalho de Conclusão de Curso, Universidade Estadual do Maranhão, curso de História. São Luís/MA, 2008.

OLIVEIRA, Emellin Layana Santos de. O Contestado Franco-Brasileiro: os tratados sobre o limite territorial entre o Amapá e a Guiana Francesa. Trabalho de Conclusão de Curso, Universidade Federal do Ceará, curso de Direito. Fortaleza/CE, 2002

ROMANI, Carlo. Um eldorado fora de época: a exploração dos recursos naturais no Amapá. Projeto História (Online), v. 42, p. 271-302, 2011.

SACRAMENTO, Ana Cláudia Ramos. Diferentes linguagens na educação geográfica da cidade do Rio de Janeiro. Revista Continentes (UFRRJ), ano 1, nº 1, 2012.

SARNEY, José. COSTA, Pedro. Amapá: a terra onde o Brasil começa. Brasília, Senado Federal: Conselho Editorial, 2ª edição, 2004.

SARNEY, José. SARAMINDA. São Paulo: LEYA, 2014.

TANZI, Héctor José. O Tratado de Tordesilhas e sua projeção. Revista de História (USP), v. 54, nº 108, 1976.

Downloads

Publicado

2020-01-14

Como Citar

MEDEIROS, Gabriel Saldanha Lula de.
SARAMINDA: a literatura e a construção do conhecimento histórico sobre o Contestado Franco-Brasileiro
. Infinitum: Revista Multidisciplinar , v. 2, n. 3, p. 61–79, 14 Jan 2020Tradução . . Disponível em: . Acesso em: 19 abr 2024.

Edição

Seção

Artigos