AMAZÔNIA SOB ATAQUE

estado de coisas inconstitucional ambiental

Autores

  • Paulo Rodrigo de Miranda
  • Valéria Ribas do Nascimento Universidade Federal de Santa Maria

DOI:

https://doi.org/10.18764/2178-2865.v27n1.2023.5

Palavras-chave:

Biodiversidade, estado de coisas inconstitucional ambiental, desmatamento na região amazônica, ineficiência estatal

Resumo

O trabalho visa analisar a configuração do Estado de Coisas Inconstitucional (ECI) na seara ambiental diante da ineficiência estatal no combate ao desmatamento na região amazônica. Tem como objetivos: i) abordar a dimensão ecológica do princípio da dignidade da pessoa humana e a importância da biodiversidade; ii) apresentar os desafios relacionados ao desmatamento da Amazônia e as políticas públicas de proteção ao meio ambiente, e iii) analisar os impactos decorrentes das condutas da gestão ambiental do governo federal dentro de uma perspectiva da configuração do ECI. Através de uma abordagem dedutiva e pesquisas bibliográfica e jurisprudencial, conclui pela necessidade de intervenção do Poder Judiciário no intuito de criar mecanismos estruturantes mínimos para permitir o combate e a fiscalização por parte da sociedade na gestão de uma das maiores biodiversidades do mundo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2023-12-17

Como Citar

Miranda, P. R. de, & Nascimento, V. R. do. (2023). AMAZÔNIA SOB ATAQUE: estado de coisas inconstitucional ambiental. Revista De Políticas Públicas, 27(1), 87–105. https://doi.org/10.18764/2178-2865.v27n1.2023.5