AS CONTRIBUIÇÕES DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA FORMAÇÃO DOCENTE EM TEMPOS DE PANDEMIA

Autores

  • ANTONIA MARIA CARDOSO E SILVA Professora da Faculdade do Vale do Itapecuru – FAI e do Instituto de Ensino Superior Múltiplo – IESM, professora do Governo do Estado do Maranhão, servidora pública da Prefeitura Municipal de Caxias - MA, ocupando o cargo de direção, e professora da Universidade Federal do Maranhão – UFMA.

Palavras-chave:

Estágio Supervisionado. Contribuições. Formação de professores.

Resumo

O presente artigo discute as contribuições do Estágio Supervisionado na formação docente em tempos de pandemia. A finalidade da prática de Estágio Supervisionado é a de desenvolver em cada estudante dos cursos de licenciaturas não apenas a compreensão das teorias estudadas durante a graduação, mas também sua aplicabilidade e a reflexão sobre a prática que se inicia neste momento, instrumentalizando o professor em formação para a transformação da sociedade e a contribuição para a construção da cidadania pelos seus estudantes. Em suma, o Estágio Supervisionado dá a noção do que o futuro professor irá encarar no seu cotidiano, aprendendo a lidar com as contingências diárias e conseguir atingir seu objetivo maior, que é o da promoção da aprendizagem. Para a realização deste estudo optou-se pelas Pesquisas Bibliográfica e Documental, partindo de teóricos como Pimenta e Lima (2004), Libâneo (2006), Colombo; Ballão (2014), entre outros. Essa análise relaciona-se à concepção de estágio, sua organização a partir das Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica (BRASIL, 2002), da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional – 9.394/96, assim como da Portaria nº 544, que permite que as aulas presenciais sejam substituídas por aulas remotas devido a pandemia (BRASIL, 2020). Além destas, a Pesquisa de Campo, com aplicação de questionários pelo Google Forms há 20 estudantes, dos cursos de Licenciaturas em Pedagogia da Faculdade do Vale do Itapecuru e em Linguagens e Códigos/Língua Portuguesa da Universidade Federal do Maranhão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

ANTONIA MARIA CARDOSO E SILVA, Professora da Faculdade do Vale do Itapecuru – FAI e do Instituto de Ensino Superior Múltiplo – IESM, professora do Governo do Estado do Maranhão, servidora pública da Prefeitura Municipal de Caxias - MA, ocupando o cargo de direção, e professora da Universidade Federal do Maranhão – UFMA.

Mestre em Ciências da Educação pela Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias – ULHT. Especialista em Gestão Educacional pela Faculdade de Teologia Integrada – FATIN, em Gestão Escolar pela Universidade Federal do Maranhão - UFMA, em Metodologia do Ensino Superior pela Universidade Estadual do Maranhão – UEMA e em Supervisão Escolar pela Universidade Estadual do Piauí – UESPI. Graduada em Pedagogia pela Universidade Estadual do Maranhão – UEMA. Professora da Faculdade do Vale do Itapecuru – FAI e do Instituto de Ensino Superior Múltiplo – IESM, professora do Governo do Estado do Maranhão, servidora pública da Prefeitura Municipal de Caxias - MA, ocupando o cargo de direção, e professora da Universidade Federal do Maranhão – UFMA.  

Referências

BARREIRO, I. M. de F.; GEBRAN, R. A. Prática de ensino e estágio supervisionado na formação de professores. São Paulo: Avercamp, 2006.

BELLOCHIO, C. R.; BEINEKE, V. A Mobilização de Conhecimentos Práticos no Estágio Supervisionado: Um Estudo com Estagiários de Música da UFSM/RS e da UDESC/SC. MÚSICA HODIE, vol. 7, n. 2, p. 73-88, 2007.

BERNARDY, Katieli; PAZ, Dirce Maria Teixeira. Importância do estágio supervisionado para a formação de professores. XVII Seminário Interinstitucional de Ensino, Pesquisa e Extensão. UNICRUZ, 2012. Disponível em: https://home.unicruz.edu.br/seminario/anais/anais-2012/ccs/importancia%20do%20estagio%20supervisionado%20para%20a%20formacao%20de%20professores.pdf. Acesso em: 20 ago. 2020.

BOGDAN, R. C.; BIKLEN, S. K. Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Portugal: Porto Editora, 1994.

BORSSOI, Lurdes Berenice. O estágio na formação docente: da teoria à prática, ação reflexão. In: 1º Simpósio Nacional de Educação Semana da Pedagogia, 20, 2008, UNIOESTE- Cascavel/PR. Anais... Cascavel: Atlas, 2008. p. 01-11. Disponível em: https://www.academia.edu/7952151/O_EST%C3%81GIO_NA_FORMA%C3%87%C3%83O_DOCENTE_da_teoria_a_pr%C3%A1tica_a%C3%A7%C3%A3o_reflex%C3%A3o. Acesso em: 13 ago. 2020.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Conselho Pleno. Resolução CNE/CP 1°, de 18 de Fevereiro de 2002. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, curso de licenciatura, de graduação plena. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/rcp01_02.pdf. Acesso em: 12 ago. 2020.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Conselho Pleno. Resolução CNE/CP 2°, de 19 de fevereiro de 2002. Institui a duração e a carga horária dos cursos de licenciatura, de graduação plena, de formação de professores da Educação Básica em nível superior. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/CP022002.pdf. Acesso em: 10 ago. 2020.

BRASIL. Decreto n° 66.546, de 11 de maio de 1970. Revogado pelo Decreto nº 87.497, de 1982. Institui a Coordenação do Projeto Integração, destinada à implementação de programa de estágios práticos para estudantes do sistema de ensino superior de áreas prioritárias, e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto/1970-1979/D66546.htm. Acesso em: 14 ago. 2020.

BRASIL. Decreto n° 87.497, de 18 de agosto de 1982. Revogado pelo Decreto nº 9.757, de 2019. Regulamenta a Lei nº 6.494, de 07 de dezembro de 1977, que dispõe sobre o estágio de estudantes de estabelecimentos de ensino superior e de 2º grau regular e supletivo, nos limites que especifica e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto/D87497.htm. Acesso em: 25 jul. 2020.

BRASIL. Lei n° 6.494, de 7 de dezembro de 1977. Revogada pela Lei nº 11.788, de 2008. Dispõe sobre os estágios de estudantes de estabelecimento de ensino superior e ensino profissionalizante do 2º Grau e Supletivo e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L6494.htm. Acesso em: 25 jul. 2020.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm. Acesso em: 26 jul. 2020.

BRASIL. Lei n° 10172, de 9 de janeiro de 2001. Aprova o Plano Nacional de Educação e dá outras providências. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/arquivos/pdf/L10172.pdf. Acesso em: 21 jul. 2020.

BRASIL. Lei nº 11.788, de 25 de setembro de 2008. Dispõe sobre o estágio de estudantes; altera a redação do art. 428 da Consolidação das Leis do Trabalho – CLT, aprovada pelo Decreto-Lei no 5.452, de 1o de maio de 1943, e a Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996; revoga as Leis nos 6.494, de 7 de dezembro de 1977, e 8.859, de 23 de março de 1994, o parágrafo único do art. 82 da Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, e o art. 6° da Medida Provisória no 2.164-41, de 24 de agosto de 2001; e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2008/lei/l11788.htm. Acesso em: 11 jul. 2020.

BRASIL. Parecer CNE/CEB nº 35/2003, aprovado em 5 de novembro de 2003. Aprova Projeto de Resolução que estabelece Diretrizes Nacionais para a organização e a realização de Estágio de alunos da Educação Profissional e do Ensino Médio. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/pceb35_03.pdf. Acesso em: 14 jul. 2020.

BRASIL. Plano Nacional de Educação - Lei N° 13.005/2014. Disponível em: http://pne.mec.gov.br/18-planos-subnacionais-de-educacao/543-plano-nacional-de-educacao-lei-n-13-005-2014. Acesso em: 11 jul. 2020.

BRASIL. Portaria nº 544, de 16 de junho de 2020. Dispõe sobre a substituição das aulas presenciais por aulas em meios digitais, enquanto durar a situação de pandemia do novo coronavírus - Covid-19, e revoga as Portarias MEC nº 343, de 17 de março de 2020, nº 345, de 19 de março de 2020, e nº 473, de 12 de maio de 2020. Disponível em: https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/portaria-n-544-de-16-de-junho-de-2020-261924872#:~:text=Disp%C3%B5e%20sobre%20a%20substitui%C3%A7%C3%A3o%20das,12%20de%20maio%20de%202020. Acesso em: 11 jul. 2020.

COLOMBO, I. M.; BALLÃO, C. M. Histórico e aplicação da legislação de estágio no Brasil. Educar em Revista, Curitiba, Brasil, n. 53, p. 171-186, jul./set. 2014. Editora UFPR.

ENGUITA, M. Ambiguidade da docência entre o profissionalismo e a proletarização. Teoria e Educação. Porto Alegre, n.4, p. 41-61, 1991.

FAZENDA, I. C. A. et al. A Prática de Ensino e o Estágio Supervisionado. Campinas, SP: Papirus, 1991.

LIBÂNEO, José Carlos. Diretrizes curriculares da pedagogia: imprecisões teóricas e concepção estreita da formação profissional de educadores. Educ. Soc., Campinas, v. 27, n. 96, 2006. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-73302006000300011&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 10 ago. 2020.

LÜDCKE, Menga; ANDRÉ, Marli, E.D.A. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 1986.

NEVES, José Luis. Caderno de Pesquisas em Administração. SÃO PAULO, V.1, Nº 3, 2º SEM./1996.

PIMENTA, Selma G. O estágio na formação de professores: unidade teoria e prática? São Paulo: Cortez, 2006.

PIMENTA, Selma Garrido; GONÇALVES, C. L. Revendo o ensino de 2º grau, propondo a formação do professor. São Paulo: Cortez, 1990.

PIMENTA, Selma G.; LIMA, Maria Socorro L. Estágio e Docência. São Paulo: Cortez Editora, 2004.

SILVA, E. R.; SALES, A. A contribuição do estágio supervisionado para formação do professor de matemática. 2012. Disponível em: http://livrozilla.com/doc/322436/acontribui%C3%A7%C3%A3o-do-est%C3%A1gio-supervisionado-para. Acesso em: 20 ago. 2020.

SOUZA, J. C. A.; BONELA, L. A. A Importância do Estágio Supervisionado na Formação do Profissional de Educação Física: Uma Visão Docente e Discente. MOVIMENTUM - Revista Digital de Educação Física, v.2, n.2, p. 1- 16, ago/dez, 2007.

Downloads

Publicado

2021-03-21

Como Citar

SILVA, ANTONIA MARIA CARDOSO E.
AS CONTRIBUIÇÕES DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA FORMAÇÃO DOCENTE EM TEMPOS DE PANDEMIA
. Infinitum: Revista Multidisciplinar , v. 3, n. 5, p. 5–26, 21 Mar 2021Tradução . . Disponível em: . Acesso em: 19 abr 2024.

Edição

Seção

Artigos