A PERSPECTIVA DECOLONIAL EM UMA ANÁLISE ANTIRRACISTA DAS PRÁTICAS INTEGRATIVAS EM SAÚDE NO DISTRITO FEDERAL, BRASIL

Autores

  • Stephany Damasceno
  • Antonia Angulo- Tuesta
  • Lucélia Luiz Pereira

Palavras-chave:

Epistemicídio, racismo, práticas integrativas em saúde

Resumo

O trabalho inscreve-se no ensejo de problematizar as ausências de Práticas Integrativas em Saúde afrobrasileiras no Distrito Federal. Investigou quais relações raciais estão postas no imbricamento do racismo e epistemicídio à implementação da Política Distrital de Práticas Integrativas em Saúde do Distrito Federal. A partir da perspectiva decolonial, analisou a distribuição das Práticas Integrativas nos serviços de saúde, e em como a política sugere a ideia de ser, poder e saber organizada pela colonialidade. Por fim, abordou a necessidade de interação com a Política de Saúde Integral da População Negra para a implementação da Política Distrital de Práticas Integrativas em Saúde antirracista

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Stephany Damasceno

Universidade de Brasília (UnB). E-mail: scrdamasceno@gmail.com

Antonia Angulo- Tuesta

Faculdade de Ceilândia - Universidade de Brasília. Programa de Pós-graduação de Ciências e Tecnologias em Saúde. Email: antonia.unb@gmail.com

Lucélia Luiz Pereira

Assistente Social. Mestre em Política Social. Doutorado em Ciências da Saúde. Docente do Departamento de Serviço Social e do Programa de Pós-graduação em Política Social, da Universidade de Brasília. (UnB, Brasília (DF), Brasil). E-mail: lucelialp2013@gmail.com

Downloads

Publicado

2024-07-11

Como Citar

DAMASCENO, Stephany; TUESTA, Antonia Angulo-; PEREIRA, Lucélia Luiz.
A PERSPECTIVA DECOLONIAL EM UMA ANÁLISE ANTIRRACISTA DAS PRÁTICAS INTEGRATIVAS EM SAÚDE NO DISTRITO FEDERAL, BRASIL
. Revista de Políticas Públicas, v. 28, n. 1, p. 73–91, 11 Jul 2024 Disponível em: https://periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/rppublica/article/view/23962. Acesso em: 22 jul 2024.