TRABALHO INFANTIL E REPRODUÇÃO SOCIAL DE FAMÍLIAS RIBEIRINHAS

estudo das mediações e particularidades nos rios marajoaras

Autores

  • Merize de Jesus da Silva Americo Universidade Federal do Pará

DOI:

https://doi.org/10.18764/2178-2865.v27n1.2023.13

Palavras-chave:

Produção, reprodução social, famílias ribeirinhas, infância, trabalho Infantil

Resumo

A partir dos resultados obtidos por meio de pesquisas realizadas no arquipélago marajoara, este artigo, no seu percurso investigativo, teve como objetivo geral analisar o processo de reprodução social de famílias ribeirinhas e do trabalho infantil que crianças e adolescentes realizam no Rio Tajapuru, no município de Breves, considerando as medições econômicas, políticas, jurídicas e socioculturais que envolvem o ser social estudado. Ressalta(-se )que os mesmos vivem em permanente ameaça e sujeitam-se às piores condições de trabalho infantil tensionadas pela necessidade de sobrevivência. Constata, também, a desresponsabilização do Estado no que se refere às políticas voltadas à assistência às famílias, através da ausência de enfrentamento da rede socioassistencial do município, com ênfase no Conselho Tutelar e na Vara da infância e da juventude do Município.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2023-12-17

Como Citar

Americo, M. de J. da S. (2023). TRABALHO INFANTIL E REPRODUÇÃO SOCIAL DE FAMÍLIAS RIBEIRINHAS: estudo das mediações e particularidades nos rios marajoaras. Revista De Políticas Públicas, 27(1), 234–252. https://doi.org/10.18764/2178-2865.v27n1.2023.13