TRABALHO E LAZER DOS PROFESSORES UNIVERSITÁRIOS DE TURISMO EM TEMPOS DE PANDEMIA

Autores

  • Claudia Corrêa de Almeida Moraes Universidade Federal Fluminense
  • Valeria Lima Guimarães Universidade Federal Fluminense
  • Teresa Catramby Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
  • Fábia Trentin Universidade Federal Fluminense

Resumo

WORK AND LEISURE OF TOURISM PROFESSORS IN PANDEMIC TIMES

Resumo: As mudanças ocasionadas pela pandemia da Covid-19 no ensino e na vida dos professores universitários de Turismo motivaram esta pesquisa, cujo objetivo é construir uma memória sobre a vida laboral e pessoal, em especial do uso dos espaços físicos domésticos e das vivências de lazer destes docentes. A metodologia constitui-se na realização de entrevistas com docentes em dois momentos da pandemia (2020-2021) e do uso da história de vida, inspirado em Daniel Bertaux (2020). Os resultados revelam as angústias do professor na pandemia e a necessidade de maior atenção a esse profissional, da amplificação da sua voz e das suas condições de bem-estar. O artigo contribui para as distintas formas de ler o mundo na pandemia, do ponto de vista de uma categoria profissional e da reflexão para a construção de políticas e tomada de decisões que envolvam o trabalho docente no ensino superior em Turismo.

 

Palavras-chave: turismo; COVID-19; professores do ensino superior; espaço físico; lazer.

 

Abstract: The changes brought by the Covid-19 pandemic in the teaching and lives of Tourism university professors motivated this research, whose objective is to build a memory about their work and personal life, especially the use of physical domestic spaces and their leisure experiences. The methodology consists of a conducting interviews with professors in two moments of the pandemic (2020-2021) and the use of life history, inspired by Daniel Bertaux (2020). The results reveal the professors anxieties in the pandemic and the need for greater attention to these professionals, the amplification of their voice and their conditions of well-being. The article contributes to the different ways of reading the world in the pandemic, from the point of view of a professional category and reflection for the construction of policies and decisions making involving teaching in Tourism higher education.

 

Keywords: tourism; COVID-19; higher education teachers; physicalspace; leisure.

 


Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Claudia Corrêa de Almeida Moraes, Universidade Federal Fluminense

Professora da Faculdade de Turismo e Hotelaria da Universidade Federal Fluminense

Valeria Lima Guimarães, Universidade Federal Fluminense

Professora dos cursos de graduação e mestrado da Faculdade de Turismo e Hotelaria da UFF. Àrea: Turismo, cultura e educação

Teresa Catramby, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Professora do curso de Turismo da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Fábia Trentin, Universidade Federal Fluminense

Professora dos cursos de graduação e mestrado da Faculdade de Turismo e Hotelaria da UFF.

Referências

ARIÉS, P. História social da criança e da família. 2ª ed. Rio de Janeiro, RJ: Guanabara, 1981.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Parecer CNE/CP nº 009/2001, de 08 de maio de 2001. Dispõe sobre as Diretrizes para a Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, cursos de licenciatura, de graduação plena. Diário Oficial da União. Diário Oficial [da União], seção 1, p. 31,18 jan. 2002. Brasília, DF, 2002.

BRASIL. Ministério da Educação. Cadastro Nacional de Cursos e Instituições de Educação Superior. Brasília, 2018a. Disponível em: https://emec.mec.gov.br/emec/nova. Acesso em: 10 de jul. de 2021.

BRASIL. Ministério da Educação. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisa Educacionais Anísio Teixeira. Censo da Educação Superior 2018. Brasília: INEP, 2018a. Disponível em: https://www.gov.br/inep/pt-br/areas-de-atuacao/pesquisas-estatisticas-e-indicadores/censo-da-educacao-superior. Acesso em: 20 de jun. de 2020.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Parecer CNE/CP nº 19/2020, definiu as Diretrizes Nacionais para a implementação dos dispositivos da Lei nº 14.040, de 18 de agosto de 2020, que estabelece normas educacionais excepcionais a serem adotadas durante o estado de calamidade pública reconhecido pelo Decreto Legislativo nº 6, de 20 de março de 2020, consoante o Projeto de Resolução a ele anexo, conforme consta do Processo nº 23001.000334/2020-21. Diário Oficial [da União], edição 236, seção 1, p. 106 10 dez. 2020. Brasília, DF, 2020a.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Resolução CNE/CP Nº 2 de agosto de 2021, que Institui Diretrizes Nacionais orientadoras para a implementação de medidas no retorno à presencialidade das atividades de ensino e aprendizagem e para a regularização do calendário escolar. Diário Oficial [da União], edição 148, seção 1, p. 51, 06 ago. 2021. Brasília, DF, 2021.

BRASIL. Trabalha no Brasil. Salário de Professor. Brasília, 2020b. Disponível em https://www.trabalhabrasil.com.br/media-salarial-para-professor. Acesso em: 20 jul. 2021.

BERTAUX, D. Narrativas de vida: a pesquisa e seus métodos. São Paulo: Paulus, 2010.

CAMARGO, L. O. L. O que é lazer. 3. ed. São Paulo: Editora Brasiliense, 2003.

CARVALHO, M. Por que as crianças gostam de áreas fechadas? Espaços circunscritos reduzem as solicitações de atenção do adulto. In: FERREIRA, Maria Clotilde Rosseti. Os Fazeres na Educação Infantil. 6. ed. São Paulo: Cortez, 2003. cap.47.

CHAUÍ, M. A universidade pública sob nova perspectiva. In: Reunião Anual da ANPED, 24, set/out/nov/dez, 5-15, 2003. Poços de Caldas. Anais... Rio de Janeiro: ANPEd. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbedu/a/n5nc4mHY9N9vQpn4tM5hXzj/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 10 de maio de 2021.

CLEMENTE, A. C; STOPPA, E. A. Lazer doméstico em temos de pandemia da Covid-19. Revista do programa de Pós-graduação interdisciplinar em Estudos do Lazer, v.23, n. 3, set. 2020. Disponível em: https://doi.org/10.35699/2447-6218.2020.25524.

COSTA, L. R.; SANTOS, Y. G dos. O “relato de vida” como método das ciências sociais: Entrevista com Daniel Bertaux. Tempo Social, v. 32, n. 1, jan-abr.2020. Disponível em: https://doi.org/10.11606/0103-2070.ts.2020.159702

DE ABREU, W. F. História de vida como metodologia de pesquisa: o relato de vida de um menino de rua da Praça da República em Belém do Pará. Revista Margem Interdisciplinar. v.1, n.2, p.41-55, 2004.

FERREIRA, H.; FONSECA FILHO, A. Dilemas, expectativas e perspectivas sobre o ensino superior de turismo e hospitalidade em tempos de Covid-19. Revista Acadêmica Observatório de Inovação do Turismo. v. 14, p.29-49, 2020. Número especial.

FREIRE. P. Educação como prática da liberdade. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

GOMES, C. L. Lazer: necessidade humana e dimensão da cultura. Revista Brasileira de Estudos do Lazer, Belo Horizonte, v. 1, n.1, p. 3 -20, jan./abr. 2014.

GRAMSCI, A. Os intelectuais e a organização da cultura. 8.ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1991.

GUIMARÃES, V.; CATRAMBY, T.; MORAES, C.; SOARES, C.A. A Pandemia da COVID-19 e a Educação Superior em Turismo no Estado do Rio De Janeiro (Brasil): Notas Preliminares de Pesquisa. Rosa dos Ventos: turismo e hospitalidade, v. 12, n. 3, p. 1-7, 2020. DOI: http://dx.doi.org/10.18226/21789061.v12i3a09.

IBGE. Agência de Notícias. PNAD contínua turismo: 96,1% das viagens tinham destinos nacionais em 2019. Brasília, DF: IBGE, 2020b. Disponível emhttps://agenciadenoticias.ibge.gov.br/agencia-sala-de- imprensa/2013-agencia-de-noticias/releases/28568-pnad-continua-turismo-96-1-das-viagens- tinham-destinos-nacionais-em-2019. Acesso em: 10 jun. 2021.

IBGE. Sistema Nacionalde Índices de Preços ao Consumidor. Relatórios metodológicos.

IDC. Estudo da IDC Brasil aponta leve crescimento no mercado de computadores. 2020. Disponível em: https://www.idc.com/getdoc.jsp?containerId=prLA47452221. Acesso em: 2 mar. 2021.

INGIZZA, C. Menos vídeos, mais trabalho: veja como brasileiros usam a internet em 2021. Exame Negócios, mar. 2021. Disponível em: https://exame.com/negocios/menos- videos-mais-trabalho-veja-como-brasileiros-usam-a-internet-em-2021/. Acesso em: 10 jul. 2021. INSTITUTO QUALIBEST/GALUNION. Alimentação na pandemia- como a Covid-19 impacta os consumidores e os negócios em alimentação. 2020. Disponível em: https://www.institutoqualibest.com/marketing/5-habitos-alimentares-que-mudaram-com-a- pandemia/.Acesso em: 3 ago. 2020.

MAIA, F.; BERNARDO, K. A; BRIDI, M. A. As Configurações do Trabalho Remoto da Categoria Professor no Contexto da Pandemia Covid-19. Revista Novos Rumos Sociológicos, v. 9, n. 14, p. 8-39, ago./dez. 2020. Disponível em: https://periodicos.ufpel.edu.br/ojs2/index.php/NORUS/article/view/19908/12416.Acesso em: 10 de jun. de 2021.

MARX, K. Manuscritos econômico-filosóficos. São Paulo: Martin Claret, 2001.

NAVILLE, P.; FREDMAN, G. Tratado de sociología del trabajo. México: Fondo de Cultura Económica, 1992.

OPINION BOX. E-consumo – COVID-19: relatório de pesquisa sobre o impacto da pandemia do novo Coronavírus no comportamento do consumidor. 2020. Disponível em: https://materiais.opinionbox.com/pesquisa-coronavirus. Acesso em: 10 abr. 2021.

SANTOS, B.S. A universidade no século XXI: para uma reforma democrática e emancipatória da Universidade. São Paulo: Cortez, 2004.

SILVA, M; HASTENRIETER, R.; SANTOS, M.; SILVA, I. Do ensino presencial ao remoto: experiências dos docentes do bacharelado em Turismo durante a pandemia de Covid-19. Revista Turismo Contemporâneo, v. 9, n.2, p.172-194, maio/ago. 2021. DOI: https://doi.org/10.21680/2357-8211.2021v9n2ID23516.

VERÍSSIMO, F; ALVAREZ, J.M.; BITTAR, W. A vida urbana: a evolução do cotidiano da cidade brasileira. Rio de Janeiro: Ediouro, 2001.

Downloads

Publicado

2021-09-30

Como Citar

Moraes, C. C. de A., Guimarães, V. L., Catramby, T., & Trentin, F. (2021). TRABALHO E LAZER DOS PROFESSORES UNIVERSITÁRIOS DE TURISMO EM TEMPOS DE PANDEMIA. Revista Turismo & Cidades, 3(7), 142–164. Recuperado de http://periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/turismoecidades/article/view/17512