ITINERÁRIOS DECOLONIAIS E OS DESAFIOS DA DESOBEDIÊNCIA EPISTÊMICA NA AMÉRICA LATINA

a bússola crítica de Raul Zibechi

Autores

  • Frederico Lago Burnett

Palavras-chave:

América Latina, valores capitalistas, organização popular, luta e classes

Resumo

Trilhando pelas mesmas questões dos intelectuais da América hispânica que, a partir dos anos 1990 e em torno do grupo Modernidade/Colonialidade (BALESTRINI, 2013), erigiram o arcabouço teórico que hoje sintetizamos com o termo decolonialidade, o conjunto da obra do jornalista, pesquisador e militante uruguaio Raul Zibechi descortina novos horizontes neste século em que “vivemos tempos de metástases”. Suas análises dos conflitos sociais em campos e cidades do Rio Grande à Patagônia, do Pacífico ao Atlântico, flagra outro sangue a correr nas ainda “veias abertas da América Latina” e o contrapõe a práticas aparentemente contestatórias, mas submetidas à dominação e ao poder político do Estado. Percebendo as atuais lutas populares do continente como “bússola para a reflexão teórica”, o autor assume como sua principal tarefa acompanhar “o tipo de transição que estamos vivendo em direção a mundos outros que se estão construindo”, analisando “os modos como cada povo os está defendendo” (ZIBECHI, 2023, p. 1).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Frederico Lago Burnett

Arquiteto. Mestre em Desenvolvimento Urbano (UFPE). Doutor em Políticas Públicas(UFMA), professor do Curso de Arquitetura e Urbanismo e do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Socioespacial e Regional da Universidade Estadual do Maranhão(UEMA).

Downloads

Publicado

2024-07-11

Como Citar

BURNETT, Frederico Lago.
ITINERÁRIOS DECOLONIAIS E OS DESAFIOS DA DESOBEDIÊNCIA EPISTÊMICA NA AMÉRICA LATINA: a bússola crítica de Raul Zibechi
. Revista de Políticas Públicas, v. 28, n. 1, p. 274–279, 11 Jul 2024 Disponível em: https://periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/rppublica/article/view/23973. Acesso em: 22 jul 2024.