PELAS LENTES DAS LIVES

o debate do Serviço Social brasileiro na pandemia

Autores

  • Maria Angelina Baía de Carvalho de Almeida Camargo Universidade Federal do Espírito Santo
  • Silvia Neves Salazar Universidade Federal do Espírito Santo
  • Pollyana Tereza Ramos Pazolini Universidade Federal do Espírito Santo
  • Natália Silva Nicácio
  • Lucas Costa Santos

DOI:

https://doi.org/10.18764/2178-2865.v27n1.2023.26

Palavras-chave:

Pandemia do novo coronavírus, crise do capital, serviço social brasileiro, lives na pandemia

Resumo

Este artigo apresenta o percurso e as “descobertas” da investigação sobre o debate do Serviço Social brasileiro na pandemia do novocoronavírus1 . Trata de um estudo quali-quantitativo, de análise de 68 lives, realizadas no período de março a agosto de 2020. Parte dos dados disponíveis na plataforma You Tube, considerando os eixos: Serviço Social e mundo do trabalho e; Serviço Social e seguridade social. Os resultados mostram que a profissão enfrentou com vigor teórico-metodológico questões centrais que emergiram, sobretudo, na grande mídia, cuja tendência foi despolitizar e naturalizar o contexto pandêmico sem enquadrá-lo na moldura complexa das relações sociais burguesas e de suas consequências para a humanidade. Destaca a importância do debate profissional como ato de resistência e de defesa do patrimônio teórico-cultural crítico da profissão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2023-12-17

Como Citar

Camargo, M. A. B. de C. de A., Salazar, S. N. ., Pazolini, P. T. R. ., Nicácio, N. S. ., & Santos, L. C. (2023). PELAS LENTES DAS LIVES: o debate do Serviço Social brasileiro na pandemia. Revista De Políticas Públicas, 27(1), 450–466. https://doi.org/10.18764/2178-2865.v27n1.2023.26