HIDROVIA E PROGRESSO

motivações para a implantação de uma companhia de navegação a vapor no Piauí oitocentista

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18764/2446-6549.e2023.21

Palavras-chave:

Progresso, Navegação a vapor, Piauí

Resumo

O Piauí, entre 1859 e 1900, experienciou uma fase de transição no campo do progresso tecnológico, motivado pela implementação de uma companhia de navegação a vapor, que se constituiu como o maior empreendimento da época, conferindo um elo entre o interior e o litoral, e o pretenso afastamento piauiense do estigma de atraso e desprovimento. Entre projeções e realizações, a companhia procurava manter seu foco em suprir as demandas e contornar as dificuldades que surgiam. Cabendo destacar a adaptação à hidrovia e a capacitação do seu quadro profissional, incluindo menores aprendizes, contribuindo efetivamente com o desenvolvimento do Piauí. Nesta pesquisa, objetivamos demonstrar as motivações apresentadas por partícipes da elite piauiense para justificar a criação dessa empresa, assim como expor algumas adversidades na operacionalidade da companhia. Para alcançar nosso intento, recorremos a autores que discutem o tema, jornais e relatórios de presidentes e da empresa. Assim, dentro do viés econômico, buscamos elementos norteadores para as nossas análises, nas quais se encontram as concepções de progresso e modernização.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Lins Duarte, Universidade Federal do Piauí – UFPI

Doutor em História pela Universidade Federal do Piauí – UFPI. Professor Adjunto da UFPI.

Johny Santana de Araújo, Universidade Federal do Piauí – UFPI

Doutor em História Social pela Universidade Federal Fluminense – UFF. Professor Associado do Departamento de História, do Programa de Pós-Graduação em História do Brasil e do Programa de Pós-Graduação em Ciência Política da Universidade Federal do Piauí – PPGHB/PPGCP/UFPI.

Downloads

Publicado

2023-12-29

Como Citar

DUARTE, José Lins; ARAÚJO, Johny Santana de.
HIDROVIA E PROGRESSO : motivações para a implantação de uma companhia de navegação a vapor no Piauí oitocentista
. InterEspaço: Revista de Geografia e Interdisciplinaridade, p. e2023.21, 29 Dez 2023 Disponível em: https://periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/interespaco/article/view/21805. Acesso em: 24 jul 2024.