INCLUSÃO SUBORDINADA DE ASSENTAMENTOS RURAIS À CADEIA PRODUTIVA DO LEITE NO ESTADO DE GOIÁS

Autores

  • Sheila Marli de Melo Rezende Universidade Federal do Maranhão - UFMA
  • Dinalva Donizete Ribeiro

DOI:

https://doi.org/10.18764/2178-2865.v19n1p222-236

Resumo

A produção do leite é uma das atividades mais presentes em assentamentos rurais, pois desempenha um importante papel
na geração de emprego e renda. Os dados e reflexões aqui apresentados fazem parte da dissertação de mestrado desenvolvida
sobre a comercialização do leite em dois assentamentos rurais no noroeste goiano. A pesquisa se apoiou na revisão bibliográfica,
na pesquisa documental e na pesquisa de campo, e considera, apenas, 23 famílias que mantêm a atividade leiteira como a principal
atividade econômica do lote. (Conclui-se). Ressalta que a atividade leiteira é uma das estratégias de reprodução econômica e
social das famílias assentadas. Conclui, no entanto, que os resultados da pesquisa apontaram para a reprodução do processo de
subordinação da renda da terra das famílias assentadas à cadeia produtiva do leite, tendo em vista que a atividade leiteira não tem
autonomia e domínio sobre sua renda, pois a parcela maior do lucro fica em poder dos laticínios.
Palavras-chave: Produção e comercialização do leite, assentamentos rurais, inclusão subordinada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-06-16

Como Citar

Rezende, S. M. de M., & Ribeiro, D. D. (2016). INCLUSÃO SUBORDINADA DE ASSENTAMENTOS RURAIS À CADEIA PRODUTIVA DO LEITE NO ESTADO DE GOIÁS. Revista De Políticas Públicas, 19(1), 222–236. https://doi.org/10.18764/2178-2865.v19n1p222-236