Revista Pós Ciências Sociais http://periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/rpcsoc <p style="text-align: justify;">Publicação do <a href="http://www.ppgcsoc.ufma.br/" target="_blank" rel="noopener"><strong><span style="color: #005ca1;"><span style="color: #005ca1; font-family: Verdana;">Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais</span></span></strong></a> da UFMA.<br />Missão: Publicar textos científicos relacionados a estudos de Sociologia, de Antropologia e de Ciência Política, em suas diferentes perspectivas, matrizes, recortes e ênfases.</p> <p style="text-align: justify;">ISSN 2236-9473</p> <p>Periodicidade: Quadrimestral<br />Fundador: Sérgio Figueiredo Ferretti<br />Facebook:<a title="Facebook Repocs " href="https://www.facebook.com/repocs"> https://www.facebook.com/repocs</a></p> <p>Nossa revista está nas seguintes bases de periódicos (Indexadores, repositórios e bases de dados)</p> <p><strong><a href="http://clase.unam.mx">CLASE</a> -</strong> Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades<br /><strong><a href="http://diadorim.ibict.br/handle/123456789/1923">DIADORIM</a> -</strong> Diretório de políticas editoriais das revistas científicas brasieiras<br /><strong><a href="https://scholar.google.com.br/citations?view_op=list_works&amp;hl=pt-BR&amp;user=AXGJzyEAAAAJ">GOOGLE SCHOLAR</a></strong><br /><strong><a href="http://www.latindex.unam.mx">LATINDEX</a></strong><br /><a href="http://flacso.org.ar/latinrev/"><strong>LatinREV</strong></a> - Red Latinoamericana de Revistas - FLACSO Argentina<br /><strong><a href="http://www.periodicos.capes.gov.br">PERIÓDICOS CAPES</a></strong><br /><strong><a href="http://www.periodicoseletronicos.ufma.br/">PERIÓDICOS UFMA</a></strong><br /><strong><a href="http://anpocs.com/index.php/ciencias-sociais/periodicos-eletronicos-2)">PORTAL DE PERIÓDICOS ELETRÔNICOS - ANPOCS</a></strong><br /><strong><a href="http://www.redib.org">REDIB</a> - </strong>Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico<br /><strong><a href="https://www.zotero.org/liblatam/collections/F7DMJ4XR)">RESEARCHING BRAZIL BIBLIOGRAPHIC INDEX</a></strong><br /><strong><a href="http://www.sudoc.fr">SUDOC</a> </strong>- Catalogue Colletif des Bibliotèques de L’Enseignement Superieur<br /><strong><a href="http://www.sumarios.org">SUMÁRIOS</a></strong><br /><strong><a href="http://www.virtuoseplus.univ_paris3.fr">VIRTUOSE+</a> - </strong>Service Comum de Documentation</p> <p> </p> <p> </p> Universidade Federal do Maranhão pt-BR Revista Pós Ciências Sociais 2236-9473 Direitos autorais Revista Pós Ciências Sociais <br /><a title="Licença Creative Commons usada pela Revista" href="https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/deed.pt" target="_self"><img src="https://i.creativecommons.org/l/by/4.0/88x31.png" alt="Licença Creative Commons" /></a><br />Este obra está licenciado com uma <span>Licença </span><a href="http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/" rel="license">Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional</a><span>.</span> A REENCARNAÇÃO DOS BALOMA DE KIRIWINA NAS ATUAIS PESQUISAS http://periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/rpcsoc/article/view/19429 <p>Documentação sobre o “Baloma: os espíritos dos mortos nas ilhas Trobriand".</p> José Guilherme C. Magnani Copyright (c) 2022 http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2022-06-30 2022-06-30 19 2 257 264 A PERSISTÊNCIA DO MÉTODO OU CEM ANOS DE MAL-ENTENDIDOS? http://periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/rpcsoc/article/view/19431 <p>Este artigo pretende aventar algumas questões atinentes ao método e à pesquisa de campo em Antropologia. Motivado pela celebração da centenária obra de Malinowski, que redefiniu parâmetros e abordagens conceituais e metodológicas, recuperamos relatos etnográficos que trazem para o debate algumas propostas analíticas desenvolvidas por autores contemporâneos que lidaram com o problema da tradução, mobilizando as noções de sociabilidade, senso comum e “equivocação controlada”. Guiados pelos mal-entendidos inerentes a toda comunicação, que através das diferentes diferenças produzem significação, transitamos por distintas paisagens etnográficas na demonstração da vitalidade de uma disciplina que se define mais por seu método do que por seu objeto. Método esse que tem nos Argonautas do Pacífico Ocidental revigorada inspiração.</p> Luiz Henrique de Toledo Carlos Eduardo Costa Copyright (c) 2022 http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2022-06-30 2022-06-30 19 2 265 284 CONSTRUINDO A ANTROPÓLOGA E A PESQUISA: REFLEXÕES A PARTIR DE 30 ANOS DE ETNOGRAFIA COM OS XIKRIN DO BACAJÁ http://periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/rpcsoc/article/view/19434 <p>Nos 30 anos de pesquisas etnográficascom os Xikrin da Terra Indígena Trincheira- Bacajá, não só os temas e as questões de pesquisa foram se modificando a partir do estreitamento de nossas relações e da história que compartilhamos ao longo dessas décadas, como a própria antropóloga foi sendo construída para ser, de algum modo, mebengokre, ou Xikrin, ela mesma, enquanto a percepção dos Xikrin sobre minhas capacidades e minhas funções foram também se modificando, transformando as relações de pesquisa e de atuação. Este texto reflete sobre como as pesquisas acadêmicas são mais do que construídas em diálogo com as pessoas pesquisadas, mas como elas constróem a própria antropóloga para tal. Neste sentido, pretende contribuir para uma reflexão crítica do que é fazer etnografia, apontando para a participação das pessoas com quem a fazemos na constituição de temas e metodologias – ou, dizendo de outro modo, da própria pesquisadora e da pesquisa.</p> Clarice Cohn Copyright (c) 2022 http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2022-06-30 2022-06-30 19 2 285 306 QUANDO COMEÇA OU TERMINA UMA PESQUISA? EM DEFESA DE UM ANTIMANUAL DE ETNOGRAFIA http://periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/rpcsoc/article/view/19435 <p>Este artigo propõe, a partir dos desafios do distanciamento imposto pela pandemia, discutir a relação entre afastamento e aproximação na etnografia. Para isso, trabalhou- se não com uma perspectiva que se colocasse como um manual de etnografia, a pensar caminhos possíveis, mas com uma espécie de antimanual, que apresentasse os problemas da pesquisa etnográfica.Discutiu-se, assim, a partir de diferentes referências bibliográficas, principalmente da antropologia brasileira, como há várias possibilidades de produção de distanciamentos em relação ao campo e aos interlocutores da pesquisa, pela produção de um distanciamento temporal e espacial que se constitui como um exercício de hierarquização, ou por como o etnógrafo, do campo ao texto, precisa refletir constantemente sobre essa dialética entre proximidade e distanciamento. Conclui-se que a etnografia, com sua proposição inovadora e criativa no campo da antropologia, deve, simultânea e paradoxalmente, desprezar um apego rígido a perspectivas teórico-metodológicas e cultivar um profundo rigor intelectual.</p> Alexandre Barbosa Pereira Copyright (c) 2022 http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2022-06-30 2022-06-30 19 2 307 328 GRAFFITI ENTRE TELAS E LENTES: ENCONTROS E DESLOCAMENTO NA ARTE URBANA DE IMPERATRIZ-MA http://periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/rpcsoc/article/view/19436 <p>Partindo de uma perspectiva etnográfica do encontro (FABIAN, 2004), o presente artigo visa compreender a prática do graffiti na cidade de Imperatriz-MA segundo o itinerário de um artista local. Mobilizamos autores como Gonçalves (2012), Agier (2011), Kofes (2015), Bourdieu (2002), entre outros, que possibilitaram situar os autores sociais em relação ao ato de deslocar-se pela cidade, entre aspectos subjetivos e objetivos de suas próprias narrativas e inserções sociais. O campo na plataforma Instagram nos possibilitou analisar 271 documentos visuais. Além disso, foram realizadas entrevista, o acompanhamento nos momentos de execução das artes e diálogos com outros dois artistas que compõem o campo da arte de rua na cidade.</p> Jesus Marmanillo Pereira Copyright (c) 2022 http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2022-06-30 2022-06-30 19 2 329 354 LÍMITES Y POSIBILIDADES DE ETNOGRAFIAR AL ESTADO http://periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/rpcsoc/article/view/19437 <p>El artículo tiene por propósito examinar los siguientes puntos: a) Repensar la etnografía, b) Revisar determinados aportes antropológicos y etnográficos destinados a la comprensión del Estado, c) Examinar los procesos electorales considerados como actos de ritual, performance y simbolismo políticos y d) Analizar las propuestas teóricas y prácticas sobre el estudio etnográfico del Estado desde los “márgenes” y atendiendo a las relaciones de “fricción”.</p> Camilo Sempio Durán Julio Itzayán Anaya López Copyright (c) 2022 http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2022-06-30 2022-06-30 19 2 355 374 ARGONAUTAS, MONUMENTAL E INCOMPLETO http://periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/rpcsoc/article/view/19438 <p>Neste artigo tratamos da monumentalização de Argonautas, a partir da disseminada e reiterada leitura de sua Introdução em disciplinas formativas no Brasil. Mediante conceitos como incompletude e brincadeira, encontramos, nas entrelinhas da obra, reflexões de Malinowski pouco ressaltadas sobre o trabalho escravizado ou forçado em Trobriand. Essa releitura nos permite tecer aproximações analíticas entre o empreendimento do autor e o de Cristóvão Colombo, a fim de problematizar a noção de Humanismo. Ao analisar passagens recônditas da obra, exploramos a centralidade da plantation nas ilhas Trobriand, com o fim de sugerir que o futuro de Argonautas reside na possibilidade de sua apropriação para além da exegese deste fragmento, a célebre Introdução, de fato pouco expressivo da obra.</p> Antonádia Borges Stella Z. Paterniani Gustavo Belisário Roberto Sobral Caio do Amaral Mader Copyright (c) 2022 http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2022-06-30 2022-06-30 19 2 375 398 ETNOGRAFIA E IMAGINAÇÃO: UMA CONVERSA COM ITAMAR VIEIRA JUNIOR http://periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/rpcsoc/article/view/19440 <p>Entrevista sobre etnografia e imaginação com Itamar Vieira Junior, autor do livro Torto Arado.</p> Itamar Vieira Junior Igor Rolemberg Júlia V. Goyatá Copyright (c) 2022 http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2022-06-30 2022-06-30 19 2 399 420 BRINCANDO COM A ENCANTORIA: UM OLHAR SOBRE POLÍTICA E COTIDIANO NO TERECÔ DE CODÓ (MA) http://periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/rpcsoc/article/view/19441 <p>Resenha sobre o livro "Encantoria: uma etnografia sobre pessoas e encantados em Codó (Maranhão)" autoria de Martina Ahlert, publicado em 2021 pela Editora EDUFMA.</p> Cayo Cezar de Farias Cruz Copyright (c) 2022 http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2022-06-30 2022-06-30 19 2 421 426 COMO FAZER PESQUISA ANTROPÓLOGICA DURANTE A PANDEMIA DO COVID-19? http://periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/rpcsoc/article/view/19442 <p>Resenha sobre o livro: Etnografando na pandemia organizado por Paride Bollettin, Guillermo Vega Sanabria e Fátima Tavares.<br>Disponível em: <a href="Etnografando%20na pandemia. Paride Bollettin, Guillermo Vega Sanabria e Fátima Tavares (Organizadores). Pádua: Cooperativa Libraria Editrice Università di Padova, 2020, 288p. Disponível em: https://www.cleup.it/product/22390172/etnografando-na-pandemia">https://www.cleup.it/product/22390172/etnografando-na-pandemia</a>.</p> Coletivo de Antropologia e Saúde Coletiva CASCA - UnB Copyright (c) 2022 http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2022-06-30 2022-06-30 19 2 247 434 ETNOGRAFIAS HOJE: 100 ANOS DE ARGONAUTAS DO PACÍFICO OCIDENTAL http://periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/rpcsoc/article/view/19443 <p>Apresentação do Dossiê Etnografias Hoje</p> Martina Ahlert Karina Biondi Alexandre Barbosa Pereira Copyright (c) 2022 http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2022-06-30 2022-06-30 19 2 239 256